Últimas

Segunda-Feira, 19 de Maio de 2008, 17h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

Artigo

Longe da sua praia

    Carlos Minc, ex-secretário de Meio Ambiente do governo do Rio de Janeiro e convidado para substituir Marina Silva no Ministério do Meio Ambiente, começou mal. Em sua primeira entrevista depois de indicado para assumir o cargo, armou, gratuitamente, um ataque a Mato Grosso, demonstrando falta de conhecimento das ações do Governo do Estado para o equacionamento da questão ambiental.

    Minc criticou diretamente o governador Blairo Maggi por ele ser considerado o maior produtor de soja do mundo e, infantilmente, declarou que “com a polícia na mão, se deixar ele vai plantar soja até nos Andes”. Maggi, é bom informar ao ambientalista, sequer é o maior produtor de soja do planeta.

    O futuro ministro, por desinformação ou má fé, ignora que hoje a responsabilidade ambiental de Mato Grosso não permite mais aventuras degradantes do meio ambiente. Por certo, em Paris, de onde falou, desconhece que “ninguém tem a responsabilidade ambiental que Mato Grosso tem para produzir”, como assegurou o governador recentemente, na cerimônia de inauguração de um centro de recolhimento de embalagens de agrotóxico em Rondonópolis. Os dados objetivos de que Mato Grosso “recolhe mais embalagens do que toda a agricultura dos Estados Unidos”, aproximando-se dos 100% de recolhimento, é um um dos indicadores de que o governador não está fazendo proselitismo, mas falando a verdade.

   Também ignora os esforços dos últimos anos de nosso Estado em busca da sustentabilidade ambiental, apresentados no ano passado, na mesma Paris onde se encontra o ministro, perante as vigilantes ONGs de todo o mundo. Na ocasião Blairo Maggi demonstrou a sintonia do Estado com os anseios mundiais de responsabilidade social e estabeleceu convênios, inclusive para monitoramento ambiental via satélite.

   Mas, apesar de ter começado mal, Minc ainda poderá colocar toda a sua suposta competência, elogiada pelo presidente Lula, na liberação de estudos de impacto ambiental de obras em tempo recorde e, mais do que depressa, ajustar as interpretações dos dados de satélite pelo INPE que colocaram Mato Grosso, indevidamente, como o grande vilão do desmatamento no país.

   Levantamentos in loco da Sema comprovaram que os dados do INPE estavam errados, causando sérios prejuízos à imagem e à economia de Mato Grosso. Espera-se, portanto, que o boquirroto futuro ministro fale menos, esqueça por um tempo as belas praias de Ipanema e se dedique a conhecer a realidade brasileira, já que ele próprio confessou: “O Rio de Janeiro eu conheço muito bem. O Brasil eu conheço muito mal.” 

   José Carlos Dias é jornalista e secretário de Estado de Comunicação Social

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.