Últimas

Quarta-Feira, 03 de Dezembro de 2008, 11h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

CÂMARA DE CUIABÁ

Lúdio e Permínio trocam farpas; Santos é o pivô

Petista Lúdio CabralPermínio Pinto (PSDB)   O vereador da bancada petista em Cuiabá, Lúdio Cabral, disparou farpas contra o prefeito reeleito Wilson Santos e classificou o seminário da semana passada, batizado de "Cuiabá e a Crise", como uma reunião do PSDB para trazer rancor da cúpula tucana contra o governo do presidente Lula. O parlamentar afirmou também que "Wilson Santos não discutiu de fato a crise e, sim, a utilizou para justificar suas obras inacabadas", como a Eta Tijucal, por exemplo.

   O petista criticou também o fato de Santos não ter devolvido o projeto do orçamento de 2009 à Câmara. "O prefeito tinha até o dia 30 de setembro para encaminhar o documento à Câmara, isso porque nós precisamos de tempo hábil para analisar e votar o orçamento. Ele (Santos) retirou a LOA da Câmara e ainda disse que não tem data definida para devolver", explicou o vereador, reforçando a fala anterior de que as obras do PAC estão "emperradas". O petista insinuou má gestão da administração tucana.

   Em resposta, o vereador governista Permínio Pinto (PSDB) defendeu o prefeito, principalmente quanto ao seminário "Cuiabá e a Crise". "A questão da crise não é uma discussão nem minha e nem sua (falando diretamente a Lúdio). Nós tivemos essa iniciativa porque queremos minimizar os efeitos dessa crise", argumenta o parlamentar tucano.

   Ainda irritado com as declarações de Lúdio sobre Santos, Permínio Pinto afirmou que não se deve fazer um comparativo da crise à gestão municipal. "É muito fácil o vereador Lúdio vir aqui e falar de maneira irresponsável e desmedida. Essa questão (obras do PAC) não é uma particularidade de Cuiabá." Em outro momento, o vereador tucano destacou que "todo mundo sabe que o pacto federativo é injusto para com os municípios, que devem também se mobilizar para replanejar diante da crise". (Andressa Boa Sorte)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • plinio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem coisas muito mais interessante para fazer, como por exemplo, as irregularidades nas contas da câmara, agora, sob na continuidade de Lutero como principal ator. Ou por acaso não podem investigar a sí próprios?

  • aloisio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    as leis no brasil são beneficas a corruptos e ladros, apostava no pt pra mudar as leis, , e se até ano que vem não houver mudanças na lei penal brasileira, não voto mais no pt..

  • Claudia Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Competência e Habilidades é principalmente para momentos difíceis, agora quero ver se o prefeito é um bom administrador como ele fala que é, sabemos que ele é muito bom no jogo das palavras e dos números, basta lembrar na campanha eleitoral o efeito negativo que ele deu quando se referia aos insentivos fiscais.Agora está fazendo um movimento espalhafatoso em torno da crise para justificar o não cumprimento de suas promessas, a primeira vítima é a ETA TIJUCAL. Nada vem por acaso, a crise vem nos mostrar o perfil dos políticos, uns vão ficar no blá blá blá (seminários), outros, os competentes, vão arranjar a melhor solução para os problemas, sabemos que não é fácil, mas se tiver competência para trabalhar, os probemas serão minimizados. Chega de blá blá blá (seminário).

  • Mara Araújo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo qdo o vereador petista diz q o prefeito de Cuiabá fez este seminário somente p enganar a população devido sua incopetencia para negociar as obras do PAC.

    O povo já está cansado de ser enganado!

  • kleber | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito bem vereador Lúdio!
    O seminário foi mais uma invenção, um factóide pro prefeito ter argumentos pra justificar sua incompetência.
    Fez todo o tipo de acordos e promessas pra ganhar, gastou o q podia e não podia, e agora tá pegando carona na crise pra justificar a má gestão.
    Já tá acostumado com esse tipo de coisa. A povo sempre engole as armações.

  • Zabelê Da Agrovila | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vereador sem a mínima expressão, membro de um partido desgastado pelos maiores escândalos que este País já conheceu, deeve ser marionete da alta cúpula do PT de Mato Grosso. Atenção galera que almeja entrar na UFMT ou UNEMAT: Lúdio Cabral é aqule vereador do PT que é contra a manutenção de cursinhos preparatórios comunitários para vestibular. Lembram da perseguição que ele fêz ao CUIABÁ-VEST no ano passado?

  • cidinha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito bem colocado pelo Vereador Ludio, a utilização por esse homem, que com um discurso vazio, iludiu o povo, que mais uma vez acreditou no discurso vago e mentiroso, um despota, prepotente, o que Cuiabá vai resolver - por acaso vai solucionar a crise???? O Mundo todo está discutindo, viabilizando soluções... Ele mais uma vez quer enganar o POVO CUIABANO, com discurso mentiroso, que não vai fazer nada por causa da crise...oras Sr. Perminio, Sr. Wilson... suas mentiras enganam alguns, mas o povo já se arrependeu do voto dado... graças a Deus desta vez o sr. não me enganou... antes anular um voto, do que ter a consciencia pesada de ter apoiado uma pessoa que não cumpre o que fala, o que fala de pé não mantem quando senta... Sr. Perminio, vereador, não serve só para dizer amém ao prefeito, mas para fiscalizar, analisar, a lei orçamentária tem prazo legal para ser enviada, ou será que voces do PSDB vão maquiar o novo orçamento??? Cabe aos vereadores ficarem atentos e fiscalizarem e analisarem muito bem o que vai ser encaminhado e, qualquer coisa vamos ver se o Tribunal de Contas faz alguma coisa!!!Pois até agora é só apadrinhados politicos...

  • Claudia Cristina de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É isso mesmo Dr Ludio, o Sr Wilson só está enrolando a população e ainda tem pessoas que acreditam em conversa fiada para boi dormir. Agora tudo que não é realizado é culpa da crise. Olha me poupe desculpas esfarrapadas para encobrir a incopetencia da adm. municipal. Todavia, cada povo tem o governo que merece e Cuiabá merece o Prefeito que tem, não é mesmo?

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...