Últimas

Segunda-Feira, 21 de Maio de 2007, 09h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Lula e a PF: modos de usar

     Diante da eficiência espetacular da PF, é o caso de perguntar: qual era mesmo a origem do dinheiro (mais de milhão) encontrado com petistas que planejaram a compra de um dossiê e uma entrevista contra adversários tucanos na campanha eleitoral de 2006?
     A PF investigou, mas nada concluiu. O dinheiro caiu do céu, de quem era até hoje ninguém sabe, ninguém viu. O fiasco poderia ser batizado de Operação Jack Palance -acredite se quiser.
     Isso posto, também é fato que a Polícia Federal protagoniza capítulos importantes deste governo e da história recente do país. Há um mês foi desbaratada uma quadrilha que vinha operando no Judiciário, com acesso até o topo daquele Poder.
     Agora, depois da Têmis e de outras ações de menor impacto, é a vez da Operação Navalha. Diante dela, o escândalo dos sanguessugas, baseado no superfaturamento de ambulâncias, parece coisa de trombadinha, troco de deputado.
     Igualmente capilarizada, a teia de corrupção identificada pela Navalha atravessa diversas instâncias e esferas da administração pública e envolve mais dinheiro e figuras mais poderosas do meio político. Trata-se, obviamente, de um avanço republicano: as leis devem valer para todos.
     Um retrospecto da atuação da PF sob Lula mostraria que, se ela desde o início agiu com mais desprendimento do que fazia nos anos FHC, foi a partir da crise do mensalão que ganhou notoriedade. Ali, quando o PT viveu sua ruína moral e o governo viu derreter sua base no Congresso, a PF passou a ser peça da sustentação política de Lula, uma âncora da legitimidade ameaçada.
     Curioso é o paradoxo do país: desde o mensalão, a PF até ampliou seu espaço e sua força no governo, mas Lula e o PT não fizeram nenhuma ruptura com o sistema político clientelista e corrupto, este mesmo que a Navalha acaba de flagrar. A questão então é: para cada Zuleido preso, quantos Zuleidos e agregados o país continua a produzir?

Fernando de Barros e Silva é jornalista da Folha de S. Paulo

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.