Últimas

Segunda-Feira, 21 de Maio de 2007, 09h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Lula e a PF: modos de usar

     Diante da eficiência espetacular da PF, é o caso de perguntar: qual era mesmo a origem do dinheiro (mais de milhão) encontrado com petistas que planejaram a compra de um dossiê e uma entrevista contra adversários tucanos na campanha eleitoral de 2006?
     A PF investigou, mas nada concluiu. O dinheiro caiu do céu, de quem era até hoje ninguém sabe, ninguém viu. O fiasco poderia ser batizado de Operação Jack Palance -acredite se quiser.
     Isso posto, também é fato que a Polícia Federal protagoniza capítulos importantes deste governo e da história recente do país. Há um mês foi desbaratada uma quadrilha que vinha operando no Judiciário, com acesso até o topo daquele Poder.
     Agora, depois da Têmis e de outras ações de menor impacto, é a vez da Operação Navalha. Diante dela, o escândalo dos sanguessugas, baseado no superfaturamento de ambulâncias, parece coisa de trombadinha, troco de deputado.
     Igualmente capilarizada, a teia de corrupção identificada pela Navalha atravessa diversas instâncias e esferas da administração pública e envolve mais dinheiro e figuras mais poderosas do meio político. Trata-se, obviamente, de um avanço republicano: as leis devem valer para todos.
     Um retrospecto da atuação da PF sob Lula mostraria que, se ela desde o início agiu com mais desprendimento do que fazia nos anos FHC, foi a partir da crise do mensalão que ganhou notoriedade. Ali, quando o PT viveu sua ruína moral e o governo viu derreter sua base no Congresso, a PF passou a ser peça da sustentação política de Lula, uma âncora da legitimidade ameaçada.
     Curioso é o paradoxo do país: desde o mensalão, a PF até ampliou seu espaço e sua força no governo, mas Lula e o PT não fizeram nenhuma ruptura com o sistema político clientelista e corrupto, este mesmo que a Navalha acaba de flagrar. A questão então é: para cada Zuleido preso, quantos Zuleidos e agregados o país continua a produzir?

Fernando de Barros e Silva é jornalista da Folha de S. Paulo

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Contrato para tocar eventos do TCE

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Guilherme Maluf, fechou um contrato anual com a Infortouch Agência e Comunicação, Eventos e Produtos Alimentícios, aproveitando ata de registro de preços  do Tribunal de Justiça de MT, com adesão-carona num processo de 2019. A empresa vai faturar R$ 376,9 mil para atender demandas do TCE em toda logística de eventos, envolvendo as etapas de planejamento,...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.