Últimas

Domingo, 25 de Março de 2007, 09h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Lula e Collor

  O jornalista e escritor Carlos Heitor Cony afirma, em artigo na Folha de S. Paulo deste domingo (25) que considera Lula e Collor caras-de-pau ao se apresentarem como aliados. Confira abaixo

    O encontro de Lula com Collor no gabinete presidencial espantou e irritou a muitos, que consideraram exibição de cara-de-pau dos dois, uma vez que foram adversários e um deles, Collor, foi varrido da Presidência sob sérias acusações de corrupção.
Apesar de ter seus direitos políticos cassados, o Supremo o absolveu por falta de provas, levando em consideração o clima de exaltação política da época. De qualquer forma, ele cumpriu sua pena e voltou à vida pública com um mandato de senador.

    Fez bem em procurar o ex-adversário que, como presidente da República, convidou outros representantes do PTB para o encontro. E Lula fez bem em não discriminá-lo. O resto ficou por conta da cordialidade que não faz mal a ninguém. Afinal, a pena a que Collor foi condenado não era perpétua, que equivaleria a uma pena de morte política.

    No crime comum, cumprida a pena, espera-se que o condenado tenha aprendido a lição e seja absorvido pela sociedade, em igualdade de situação perante outros cidadãos. Na vida prática, costuma haver reincidência, daí que se discute atualmente uma alteração no Código Penal, abrindo espaço para a pena de morte e para a prisão perpétua. Não é o caso, pelo menos não é o caso de Collor.

    O encontro deixou irritados aqueles que consideram uma falta de caráter nacional o seu retorno à vida pública. Como se a vida pública fosse constituída de vestais imaculadas. Não vem ao caso citar nomes, mas, no que diz respeito ao ex-presidente, condenado que foi pelo seu passado, no presente e no futuro ele será julgado pelo que agora fizer.

     Lula foi, além de adversário de Collor, um dos líderes da campanha pelo impeachment. Ao menos neste episódio, deu sinal de grandeza política e pessoal.

Carlos Heitor Cony é jornalista e escritor

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

PL quer suspender dívidas das cidades

max russi curtinha 400   Ex-prefeito de Jaciara, o deputado Max Russi (PSB) apresentou projeto que visa suspender os pagamentos das dívidas dos municípios com o Estado, durante o período de calamidade pública que foi decretado pelo governo por causa da pandemia do coronavírus. Max ressalta que MT não deve...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.