Últimas

Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2007, 06h:08 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Lutero administra dívidas, pressão e vaidades

       Com três vereadores cada, PFL, PPS e PMDB passam a dividir as maiores bancadas na Câmara Municipal de Cuiabá, a partir de 1º de fevereiro com a renúncia de quatro parlamentares - Gulherme Maluf, Chica Nunes e Walter Rabello, eleitos deputados estaduais, e Valtenir Pereira, que assume cadeira de deputado federal. Hoje há 2 vereadores sem partido (Lutero Ponce e Luiz Poção). A tendência é a dança das cadeiras continuar, agora motivados pela desfiliação do PPS do governador Blairo Maggi. O novo presidente da Câmara, vereador Lutero Ponce (sem partido), que assumiu o cargo com uma dívida de R$ 3,4 milhões herdada da antecessora Chica Nunes, tem a difícil missão de conduzir os trabalhos sob pressão e vaidades dos colegas. Ocorre que os vereadores já se preparam para a reeleição no próximo ano. Os que tiveram atuação pífia até agora vão pressionar a Mesa Diretora por mais espaço e visibilidade eleitoral. Vão querer transformar a Câmara, localizada no Centro Geodésico da América do Sul, onde funcionava a Assembléia Legislativa, em palco para protesto e manifestações.

     Com a saída de Maluf (eleito pelo PFL e agora no PSDB), o suplente Deucimar Silva se efetiva na cadeira de vereador. Assim, o PFL volta a ter três na bancada: Luiz Marinho, Lueci Ramos e Deucimar. O PMDB também amplia a representatividade. No lugar de Rabello assume Levi de Andrade, que se junta a Mário Lúcio (ex-PV) e Domingos Sávio. Na vaga de Chica, assume Chico 2000, que está no PPS. Dessa forma, a legenda socialista, por enquanto, ficará com três vereadores: Francisco Vuolo, Ivan Evangelista e Chico 2000.

     O PSDB do prefeito Wilson Santos reduz sua bancada de 3 para 2. Será representado agora por Edivá Alves e Permínio Pinto. Devido a saída de Valtenir (eleito pelo PT e hoje no PSB), a sigla petista volta a contar com duas cadeiras no legislativo cuiabano, com Lúdio Cabral e Enelinda Scala, que substitui o deputado federal eleito. Três partidos são donos de uma vaga: PP (Marcus Fabrício), PDT (Eronides da Luz, o Nona, que substitui o vereador-secretário Júlio Pinheiro) e o PTB (Clovito Hugney).

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Políticos e prisões nos últimos 2 anos

gaspar lazzari 400 curtinha   Vários políticos, que exerceram mandatos eletivos, como de vereador, prefeito, deputado e de governador, foram em cana nos últimos dois anos em MT. Eis alguns deles com passagem pelo cárcere: ex-governador Silval Barbosa, ex-deputados José Riva, Mauro Savi e Gilmar Fabris e o hoje...

Contratos da MTI vão ser suspensos

kleber geraldino mti curtinha 400   O governador Mauro Mendes vai determinar que o presidente Kleber Geraldino Ramos dos Santos (foto) suspenda todos os contratos da Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI - ex-Centro de Processamento de Dados do Estado), após ser informado de irregularidades em pelo menos dois...

Diretor define contratos emergenciais

alexandre beloto 400 curtinha diretor hospital   O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto Magalhães (foto), tem feito compras emergenciais de materiais hospitalares para surprir demandas, especialmente do São Benedito e do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), que detém uma...

Bancada garante R$ 10 mi para IFMT

neri 400 curtinha   O deputado Neri Geller (foto), coordenador da bancada federal mato-grossense, anunciou destinação de R$ 10 milhões em emendas para o Instituto Federal de Mato Grosso no orçamento de 2020. Dirigentes do IFMT promoveram duas reuniões para debater projetos para melhorar a estrutura física...

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.