Últimas

Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2008, 09h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CONFRONTO

Lutero evita intimação do TRE e pode se licenciar


Lutero Ponce corre risco de perder mandato por infidelidade partidária e sua eventual licença abriria vaga na Câmara para o suplente Edmilson Prates e a presidência para Lueci Ramos

  O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Lutero Ponce (PMDB), está disposto a "prorrogar" as férias, tudo para não ser notificado pelo oficial de Justiça no processo em que é acusado de infidelidade partidária, o que pode resultar na cassação do seu mandato. Há possibilidade até de Lutero se licenciar da cadeira de vereador por quatro meses. Ele já admitiu essa estratégia para amigos mais próximos. Nesse caso, abriria vaga na Câmara para o ex-vereador e hoje primeiro suplente Edmilson Prates. A presidência no Legislativo ficaria sob Lueci Ramos (PSDB).

   Lutero está no Rio. Curte férias com a família na praia de Ipanema. Ele buscará todos os meios para não ser cassado e trabalha projeto à reeleição. Nem parece que se encontra no olho do furacão. Viu sua situação política e jurídica se complicar a partir da rejeição pelo Tribunal de Contas do balancete de 2006 da antecessora Chica Nunes, hoje deputada estadual cassada por compra de votos. Chica está no cargo ainda porque conseguiu uma liminar no TSE.

    Como era o primeiro-secretário da Mesa Diretora na gestão Chica, Lutero acabou incluído como co-responsável por uma série de irregularidades. Acusações de compras superfaturadas e de utilização de notas frias foram parar no Ministério Público.

   Quando o presidente da Câmara tentava se recuperar do desgate devido à reprovação das contas, eis que o quinto suplente da coligação Trabalho e Progresso (PP/PTB), Ali Veggi Átala, ingressa com pedido de cassação do seu mandato por infidelidade partidária. Ocorre que Lutero, eleito pelo PP com 3.520 votos, mudou para o PMDB após 27 de março, data a partir da qual começou a valer a regra pró-fidelidade do TSE. Agora, ele está entre os 476 que correm risco de perder o mandato. Vários foram intimados pelo TRE e já apresentaram defesa.

    Lutero Ponce, que controla um duodécimo de R$ 1,6 milhão mensal, adotou estratégia diferente. Vai tentar postergar ao máximo o processo. Para isso, foge do oficial de Justiça, que já o procurou por três vezes na Câmara Municipal e não o localizou. O presidente do legislativo cuiabano nem participou das últimas duas sessões do ano passado para não correr o risco de ser notificado.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Leonardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Leonardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se me contassem, eu não acreditaria. É de tamanha ridicularidade um vereador se esconder, literalmente, para fugir do Oficial de Justiça. Esse senhor pensa que está fazendo o que? Não tem vergonha na cara? Tem culpa no cartório, só pode ser isso.

    É torcer para que a sociedade cuiabana não vote mais em "cabras frouxos" como esse.

    Essa notícia deveria circular na mídia nacional, pra ver se esse Lutero haja como homem, pois mais parece uma criança brincando de esconde-esconde.

  • José Carlos Araujo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esconder no Rio de Janeiro! É ruim heim........

  • Juarez da Costa Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo simples fato de um oficial de justiça não encontrar com intímado, da ele a prerrogativa de evitar um processo de qualquer natureza, principalmente de cassação? O meio utilizado pela Imprensa Oficial não é o bastante para dar - lhe um prazo de comparecimento e esclarecimento dos fatos como acontece a todas as pessoas comuns.

  • João Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para esse vereador que abusa do poder político que tem em mãos só tenho um comentário QUEM NÃO DEVE NÃO TEME, se o senhor Lutero Ponce está fugindo é pelo fato que a conciencia está pessada não? LUTERO CADE VOCE OS SEUS ELEITORES QUEREM SABER ONDE ESTÁ VOCE. Povo cuiabana que elegerem esse cidadão pensem bem na eleição para prefeito e vereadores em 2008. Aos demais vereadores espero que seja formada de fato uma comissão para fazer auditoria nas finanças da Camara Municipal de Cuiabá,para deixar em pratos limpos essas notícias

  • SILVIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A CASA CAIU - MAS ELE APRENDEU MUITO BEM COM CHICA.

    SERÁ QUE O POVO MERECE PESOAS ASSIM... 2008 VAI SER SURPRESA A VARIOS POLITICOS

  • DEJAMIR SOUZA SOARES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUE VERGONHA EM LUTERO, VAI SE ESCONDER DO OFICIAL POR QUE? COMO DIZIA O RADIALISTA LUIS MARIO: NÃO TENHA MEDO DE DIZER A VERDADE, PORQUE SÓ TEM MEDO DA VERDADE OS QUE DELA SE ESCONDEM! AGORA, FICAR ESCONDIDO DO OFICIAL DE JUSTIÇA É FEIO.PARA NÃO PERDER O MANDATO É NO MINIMO SINAL DE QUE TEM DEDO SEU NO BOLO. AINDA DÁ TEMPO PARA EMBARCAR NO AVIÃO DE CHICA NUNES E PEDRO HENRY. CORRE LUTERO!!!!!!!!!!

  • Alessandra Martins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha, não quero estragar os planos do Ver. Lutero não....
    Não adianta licenciar para não ser "notificado" pelo oficial de justiça do TRE, sabe por quê? Existe a citação via diário eletrônico do TRE, para esse tipo de situação. O que fundamenta a citação por diário eletrônico (veja no site do TRE - Diário eletrônico)é uma Resolução do TSE.
    Então, fica experto Lutero, coloque seus assessores para ler diariamente o diário eletrônico.....

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.