Últimas

Sexta-Feira, 28 de Março de 2008, 17h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

EMBATE JURÍDICO

Lutero sai de audiência preocupado; Veggi sorri


Presidente Lutero Ponce alega que só não se desfiliou do PP em 2006 por culpa do partido; Maluf falta à audiência
Foto: Conrado Monteiro/TRE

    O vereador Lutero Ponce negou que tenha cometido infidelidade partidária, em depoimento nesta sexta ao Tribunal Regional Eleitoral. O relator do processo, juiz José Zuquim Nogueira, ouviu três testemunhas do parlamentar. À primeira vista, os depoimentos não contribuíram muito com Lutero, que deixou o PP e migrou para o PMDB. Vários argumentos foram rebatidos e ainda teve a ausência de uma testemunha, o que deixou Lutero preocupado. Além disso, o quinto suplente do PP, Aly Veggi, autor da representação contra Lutero, ainda aparecia sorrindo.

   Os depoentes Avelino Tavares Júnior e o vereador Marcos Fabrício (PP) afirmaram que Lutero se desfiliou do PP em meados de 2006. Ocorre que Fabrício, à época presidente do diretório municipal do PP, destaca que recebeu os pedidos de desfiliação e um deles deveria ficar com o partido e, o outro, com o TRE. Segundo Fabrício, isso não foi feito porque a assessoria se esqueceu de encaminhar o documento ao TRE. Zuquim não resistiu e soltou o seguinte comentário: “Não basta comunicar ao partido.Tem que entregar à Justiça Eleitoral. A informação deveria partir do interessado”, enfatizou o magistrado, durante audiência.

    Conforme o já anunciado por Lutero, as testemunhas defenderam que o agora peemedebista sofreu perseguições políticas, primeiro por apoiar a candidatura de Antero Paes de Barros ao governo nas eleições de 2006 e, depois, por tê-lo excluído das decisões da legenda progressista. “O diretório regional vinha atropelando o municipal”, disse Avelino. Advogado, ele afirma que preparou os pedidos de desfiliação do parlamentar. Discorreu sobre os tipos de perseguições. O vereador Marcus Fabrício também repetiu as considerações de Avelino e admitiu omissão da assessoria jurídica do partido.

    Ausência

    O deputado estadual Guilherme Maluf não compareceu à audiência. Seus advogados solicitaram uma nova data para o parlamentar prestar depoimento. A defesa alegou que, por ser deputado, Maluf tinha direito a definir dia e hora para prestar esclarecimentos. Zuquim indeferiu o pedido com base em uma determinação clara da resolução do TSE. "Cabe as partes trazer suas testemunhas. Saliento que a resolução do TSE, com clareza de doer os olhos, dispõe que a parte que pretende a produção de prova testemunhal, apresentá-la em juízo, independente de intimação. Portanto, tal prerrogativa não se aplica a espécie”, explicou o juiz Zuquim.

   Agora, após esses depoimentos, o Ministério Público Eleitoral vai emitir parecer sobre a defesa de Lutero e, depois, enncaminhá-lo para o relator. Em seguida, Zuquim leva o processo ao Pleno, já com seu voto. Esse trâmite deve demorar cerca de um mês - saiba mais aqui. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prefeitos revoltados com Neurilan

neurilan fraga 400 curtinha   Vários prefeitos, especialmente os recém-eleitos, se mostram revoltados com novas manobras promovidas no estatuto da AMM pelo seu "eterno" presidente Neurilan Fraga (foto), que tenta, de todas as formas, se auto-beneficiar na eleição que deveria ocorrer em janeiro, mas que foi antecipada...

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...