Últimas

Terça-Feira, 20 de Outubro de 2009, 09h:08 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

INVESTIGAÇÃO

Lutero tem a opção da renúncia para não ficar inelegível

  Dependendo do resultado das oitivas, que ocorrem entre esta quarta (21) e sexta (23), o ex-presidente da Câmara Municipal de Cuiabá Lutero Ponce pode renunciar ao mandato de vereador. Diferentemente de Ralf Leite (PRTB), o peemedebista acusado de causar um rombo superior a R$ 7,5 milhões ao erário pode optar pela renúncia a qualquer momento do processo e, assim, impedir que a sua cassação seja decretada pela Câmara de Cuiabá e que se torne inelegível por seis anos.
  
   Lutero perderia o mandato, mas preservaria os direitos políticos. Assim, teria legitimidade para concorrer até as eleições de 2010, como vinha ensaiando antes de "estourar" os escândalos para o seu lado, ao ponto de ser destaque no Jornal Nacional, maior telejornal do país. Esta é uma das saídas jurídicas debatidas, nos bastidores, pela defesa de Lutero Ponce. Seu advogado é Paulo Taques. Ambos tem conversado sobre o assunto. Publicamente, Lutero jura que não vai renunciar. Costuma dizer que é inocente e que enfrentará o processo de cassação até o fim.

   “Ele (Lutero) pode renunciar a qualquer momento, mas ainda não temos um entendimento de como ficaria a situação jurídica dele. Acredito que continue respondendo às acusações”, pondera o presidente da Comissão Processante, vereador Francisco Vuolo (PR). A renúncia seria espécie de “plano B” de Lutero. Por enquanto, ele “bate duro” em antigos aliados e tenta angariar votos dos colegas para salvar o mandato na hora da votação do relatório. Apesar da pressão popular e da gravidade das acusações, o peemedebista está confiante de que será absolvido. Conta com apoio de cinco colegas fiéis. Até mesmo pedidos de licença para abrir espaço a suplentes e outras negociações de bastidores já teriam sido "costuradas", tudo para manter Lutero no posto de vereador.

   Nos corredores da Câmara, o vereador Ivan Evangelista (PPS), por exemplo, já cogita a possibilidade de sair de licença. Nesse caso, quem assumiria seria Dilemário Alencar (PTB), mas esse quadro pode mudar com o retorno do titular Clovito Hugueney (PTB) ao Legislativo. Com isso, quem ficaria no lugar de Evangelista seria o primeiro-suplente Júlio Pinheiro, que hoje ocupa o lugar de Clovito. Júlio já adiantou que votará a favor de Lutero. O peemedebista tenta convencer também Chico 2000 e a própria membro-titular da Comissão que o investiga, Lueci Ramos (PSDB), a apoiá-lo na campanha por sua permanência na Câmara. Por enquanto, ela resiste.

    Depoimentos

   Estão programados depoimentos de 11 testemunhas de acusação e de defesa. São consideradas peças fundamentais para elucidação do caso e para que a Comissão comprove se houve ou não fraudes nas  licitações do Legislativo no período em que Lutero foi presidente, entre 2007 e 2008. Todas as testemunhas convocadas pela Comissão já foram notificadas. Já as de defesa ficaram a cargo de Lutero. “Ele é o maior interessado e, por isso, o delegamos essa missão”, explica o relator da Comissão, petista Lúdio Cabral.
 
  O primeiro a depor nesta quarta, às 14h, será o ex-técnico de Orçamento da Câmara, Corrêa Duarte. Em seguida, será convocado Rubens Antunes Belém e o ex-presidente da Comissão de Licitação, Ulysses Reiners Carvalho. Na quinta (22) os empresários Waldir Dias de Moura, Marcos Antônio Pinheiro e Hudson Campos vão ser ouvidos pelos membros da Comissão. O ex-secretário-geral da Câmara, Hiran Monteiro, o ex-diretor financeiro, Henrique Camargo e outros três empresários (Gustavo Salgueiro, Sirlene dos Santos e Auge Cardoso) também vão depor, mas na sexta. Segundo Lúdio Cabral, dependendo dos relatos das testemunhas arroladas, não será necessário a convocação de outras. (Patrícia Sanches)

(12h30) - Iran e Ullysses ainda não foram localizados e podem faltar a oitivas

  O ex-presidente da Comissão de Licitações Ullysses e o secretário-geral do Legislativo Iran ainda não foram localizados e notificados para prestarem depoimentos à Comissão Processante. Os dois são considerados peças-chave para elucidar a existência ou não de fraudes às licitações na Câmara. Já os outros depoimentos estão confirmados, a menos que Lutero peça novo adiamento, em uma  manobra jurídica para protelar a oitiva. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • alinor alves do nascimentoaA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MORALIDEDADE JUSTIÇA NÃO EXISTE .....QUERO PARA PRESIDENTE...LUTERO ..FERNANDIHO BEIRRA MAR...MINISTRO DA CASA CIVIL ...MARCOLA... MNISTRO DA JUSTIÇA ...ELIAS MALUCO...CHEFE DO ESTADO MAIOR DAS FORÇAS ARMADAS.

  • jl | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • PEDRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DEUS TENHA COMPAIXÃO DE NOS, ESSE INDIVIDUO AINDA PENSA EM SER CANDIDATO
    COMO É QUE PODE, QUE PODER INFERNAL TEM ESSE SUJEITO QUE ESTA SEMPRE NA BAILA
    ISSO ME DA NOJO

  • AMANDA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • maga | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Etica e Transparencia, slogan do nobre Vereador, ou deixa de lero lero é Lutherio que eu querio, para Governador.

  • AMANDA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eSSE QUE O INDIVÍDUO DO SR. vEREADORZINHO lÚDIO DEVERRIA ESTAR TRABALHANDO P/MORALIZAR A cÂMARA DE CUIABÁ,DEIXAR DE FICAR C/BLÁ,BLÁ QUERENDO RESOLVER PLOBLEMAS DA sAÚDE SÓ SABE RECLAMAR E NÃO FAZ NADA,MOSTRE Q. VOCÊ VAI FAZER ALGO,VAI ATENDER NO PRONTO SOCORRO,VAI AJAUDAR AQULE QUE PRECISA DE SAÚDE PÚBLICA,HORRA SEU DIPLOMA ATENDENDO NO PRONTO SOCORRO SEU ANTIPÁTICO......

  • jl | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Me desculpe, mas cadê Ministério Publico, Delegação Fazendária, Tribunal de Contas e outros CABIDES de empregos,

    VAMOS AGIR, OU ESTÃO COM OS RABOS PRESOS?

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.