Últimas

Terça-Feira, 04 de Setembro de 2007, 15h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CONVENÇÃO DO PR

Maggi apóia Sérgio, mas cobra Mendes no PR

Mauro Mendes, da Fiemt, deve virar candidato reserva do PR    Ao mesmo tempo em que reforçou a pré-candidatura de Sérgio Ricardo à Prefeitura de Cuiabá, o governador Blairo Maggi defendeu a necessidade do PR contar com o que ele próprio convencionou chamar de regras 2 e 3, espécie de candidatos reservas. A observação do dirigente republicano foi feita nesta segunda à noite, durante reunião da executiva regional do PR, em Cuiabá, com a presença de 15 pessoas. Maggi chegou a pedir que seus aliados procurassem o empresário Mauro Mendes para filiá-lo no PR. Seria um dos "reservas" para a corrida à sucessão do prefeito Wilson Santos (PSDB).

    Os vereadores cuiabanos Chico 2000 e Francisco Vuolo usaram da palavra. Disseram, perante o governador, que estão apreensivos sobre a candidatura a prefeito, carro-chefe dos concorrentes à cadeira de vereador. Entendem que Sérgio Ricardo, presidente da Assembléia Legislativa e dirigente da comissão provisória do PR da Capital, não está se posicionando com consistência. Defenderam que o pré-candidato passesse a trabalhar ações mais no macro, no sentido de conquistar outras camadas sociais, e não continuar apostando no velho estilo populista de, por exemplo, explorar a miséria da classe baixa, onde se concentra um eleitorado mais fragilizado. Sérgio não estava presente na reunião.

   Em seguida, Blairo Maggi observou que Sérgio, de fato, precisa buscar novas estratégias para viabilizar a candidatura ao Palácio Alencastro, enfatizou que os aliados devem ajudá-lo nessa luta e, por fim, abriu brecha para projetos alternativas. "Vocês devem levar a ficha de filiação (ao PR) para o Mauro Mendes. E, se precisar, pode me ligar de lá. Temos que ter o regra 2 e o regra 3", enfatizou o governador, com o olhar em direção a seu chefe de Gabinete, Moisés Sachetti, ao ex-secretário Luiz Pagot, ao empresário Mauro Carvalho e secretário do PR, Zeno Gonçalves, e ao articulista Adjaime Ramos de Souza.

    Os aliados interpretaram o sinal de Maggi como de alguém que, na prática, não absolveu ainda a candidatura de Sérgio e que, no fritar dos ovos, pode vir a apoiar um outro candidato, entre eles Mauro Mendes, presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiemt). Em 2004, Sérgio enfrentou embates internos no PPS e disputou a prefeitura. À época, Maggi que também estava filiado à agremiação socialista, deu apoio discreto ao deputado, que ficou em terceiro lugar. Agora, a cena se repete, só que em outro partido: o PR.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • claudinei | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com certeza este produtor nao cumpre seus compromissos firmado verbalmente e nem politicamente...quem nao sabe disto ...só o Sr Sergio... com certeza ele quer colocar um tentaculo dele na prefeitura de cuiaba onde ainda é um dos unicos lugares que o mesmo nao possui nenhum comandado do mesmo.....abre o oio Sergio si minino vai ser fritado no asfalto da prainha no sol de 43º...uma pena .

  • silvio arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eu passei uma hitorinha sobre a candidatura.um candidato morto num partido morto.isso e a candidatura de SERGIO RICARDO.TODOS nois cuiabanos sabemos que adnistracao de wilson nao nenhuma BRASTEMP. MAIS mudar por ums aventureiro.e besteira.

  • Plinio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    e quem não sabe que blairo não irá apoiar sérgio ricardo? acho que só mesmo o SR está nessa esperança.
    Avisado ele está faz tempo, mas escrevam: após passar as datas limites, xau sérgio.
    escreva e verá. Lição já teve na eleição passada.

  • Roberto Lemos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Além do comentário acima do sr.plinio ser mais que verdadeiro, o final da história será ainda pior, pois o que blairo quer mesmo é indicar o vice de wilson santos, seja mauro mendes ou carlos brito.
    Ele sabe que em cuiabá não vai ganhar nada.

  • Augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Um político esperto sabe sempre que deve ter um plano B. Como parece que não chegará inteiro na eleição, é hora de usar esse plano e o cacife que "ainda" tem.
    É claro que Blairo não apoiará ele. Se SR souber se usar, poderá dar o troco.

Comitê chama órgãos fiscalizadores

emanuel pinheiro 400 curtinha   Para colocar fim às críticas sobre suposta falta de transparência na aplicação dos recursos transferidos a Cuiabá pelo governo federal com vistas ao enfrentamento à pandemia, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) determinou que seu secretário de Saúde, Luiz...

PT sob risco de não eleger ninguém

marcos viana 400 curtinha   Mesmo tendo cabeça de chapa para prefeito, no caso o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva, o PT dificilmente elege um vereador em Cuiabá no pleito deste ano. A chapa de pré-candidatos proporcionais é fraquíssima. O "grande" nome do partido é da professora Edna...

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

2 nomes do DEM avaliam desistência

ivan evangelista 400 curtinha   A chapa de pré-candidatos do DEM a vereador pela Capital corre risco de sofrer duas baixas consideráveis. Os ex-vereadores Ivan Evangelista (foto), que atuou na Câmara por 13 anos, e Leonardo Oliveira, por dois mandatos, podem vir a desistir do teste das urnas. Mas, por enqanto, ambos garantem...

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.