Últimas

Terça-Feira, 04 de Setembro de 2007, 15h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CONVENÇÃO DO PR

Maggi apóia Sérgio, mas cobra Mendes no PR

Mauro Mendes, da Fiemt, deve virar candidato reserva do PR    Ao mesmo tempo em que reforçou a pré-candidatura de Sérgio Ricardo à Prefeitura de Cuiabá, o governador Blairo Maggi defendeu a necessidade do PR contar com o que ele próprio convencionou chamar de regras 2 e 3, espécie de candidatos reservas. A observação do dirigente republicano foi feita nesta segunda à noite, durante reunião da executiva regional do PR, em Cuiabá, com a presença de 15 pessoas. Maggi chegou a pedir que seus aliados procurassem o empresário Mauro Mendes para filiá-lo no PR. Seria um dos "reservas" para a corrida à sucessão do prefeito Wilson Santos (PSDB).

    Os vereadores cuiabanos Chico 2000 e Francisco Vuolo usaram da palavra. Disseram, perante o governador, que estão apreensivos sobre a candidatura a prefeito, carro-chefe dos concorrentes à cadeira de vereador. Entendem que Sérgio Ricardo, presidente da Assembléia Legislativa e dirigente da comissão provisória do PR da Capital, não está se posicionando com consistência. Defenderam que o pré-candidato passesse a trabalhar ações mais no macro, no sentido de conquistar outras camadas sociais, e não continuar apostando no velho estilo populista de, por exemplo, explorar a miséria da classe baixa, onde se concentra um eleitorado mais fragilizado. Sérgio não estava presente na reunião.

   Em seguida, Blairo Maggi observou que Sérgio, de fato, precisa buscar novas estratégias para viabilizar a candidatura ao Palácio Alencastro, enfatizou que os aliados devem ajudá-lo nessa luta e, por fim, abriu brecha para projetos alternativas. "Vocês devem levar a ficha de filiação (ao PR) para o Mauro Mendes. E, se precisar, pode me ligar de lá. Temos que ter o regra 2 e o regra 3", enfatizou o governador, com o olhar em direção a seu chefe de Gabinete, Moisés Sachetti, ao ex-secretário Luiz Pagot, ao empresário Mauro Carvalho e secretário do PR, Zeno Gonçalves, e ao articulista Adjaime Ramos de Souza.

    Os aliados interpretaram o sinal de Maggi como de alguém que, na prática, não absolveu ainda a candidatura de Sérgio e que, no fritar dos ovos, pode vir a apoiar um outro candidato, entre eles Mauro Mendes, presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiemt). Em 2004, Sérgio enfrentou embates internos no PPS e disputou a prefeitura. À época, Maggi que também estava filiado à agremiação socialista, deu apoio discreto ao deputado, que ficou em terceiro lugar. Agora, a cena se repete, só que em outro partido: o PR.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • claudinei | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com certeza este produtor nao cumpre seus compromissos firmado verbalmente e nem politicamente...quem nao sabe disto ...só o Sr Sergio... com certeza ele quer colocar um tentaculo dele na prefeitura de cuiaba onde ainda é um dos unicos lugares que o mesmo nao possui nenhum comandado do mesmo.....abre o oio Sergio si minino vai ser fritado no asfalto da prainha no sol de 43º...uma pena .

  • silvio arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eu passei uma hitorinha sobre a candidatura.um candidato morto num partido morto.isso e a candidatura de SERGIO RICARDO.TODOS nois cuiabanos sabemos que adnistracao de wilson nao nenhuma BRASTEMP. MAIS mudar por ums aventureiro.e besteira.

  • Plinio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    e quem não sabe que blairo não irá apoiar sérgio ricardo? acho que só mesmo o SR está nessa esperança.
    Avisado ele está faz tempo, mas escrevam: após passar as datas limites, xau sérgio.
    escreva e verá. Lição já teve na eleição passada.

  • Roberto Lemos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Além do comentário acima do sr.plinio ser mais que verdadeiro, o final da história será ainda pior, pois o que blairo quer mesmo é indicar o vice de wilson santos, seja mauro mendes ou carlos brito.
    Ele sabe que em cuiabá não vai ganhar nada.

  • Augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Um político esperto sabe sempre que deve ter um plano B. Como parece que não chegará inteiro na eleição, é hora de usar esse plano e o cacife que "ainda" tem.
    É claro que Blairo não apoiará ele. Se SR souber se usar, poderá dar o troco.

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...

Críticas à busca do poder pelo poder

marcia pinheiro 400   Em um ato realizado na praça Alencastro, nesta segunda à noite, a primeira-dama de Cuiabá Marcia Pinheiro disparou críticas aos adversários do prefeito Emanuel, que busca a reeleição. Segundo ela, as alianças formadas por Abílio neste segundo turno são...

MAIS LIDAS