Últimas

Terça-Feira, 01 de Abril de 2008, 14h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

EXECUTIVO

Maggi baixa decreto sobre pagamento de diárias

  O governo do Estado não tem cartões coorporativos, mas recorre às diárias. Para evitar escândalos como os que ocorreram no governo Lula, o governador Blairo Maggi baixou um decreto que determina o uso das diárias, que devem ser pagas sempre que um servidor se afastar da sede a serviço. As normas também se estendem aos oficiais das polícias Militar e Civil.

  Os valores variam de acordo com os cargos ocupados e com os locais de viagem. Vão de R$ 120 a R$ 300, dentro do país e, de US$ 150 a US$ 416 (estabelecido em dólar turismo norte-americano) no caso de viagem internacional.

   As viagens para o interior de MT e para outros Estados são autorizadas pelo secretário ou dirigente máximo da entidade da administração indireta. Já para o exterior só o governador tem autonomia para liberar o servidor. O dinheiro referente ao pagamento do benefício é depositado diretamente na conta do servidor, que também só pode receber até 10 diárias no mês. Ao retornar, este deve entregar um relatório dentro de 5 dias. Já o governador, vice, secretários, presidentes de autarquias ou os que ocupam cargos compatíveis ao de secretário, não precisam apresentar relatório.

  Caso a viagem seja cancelada, ou os dias reduzidos, o dinheiro terá de ser devolvido em 5 dias. Se o local de hospedagem for oferecido pelo Estado, o servidor receberá o valor correspondente à diária especial, que varia entre R$ 22,50 e R$ 60. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Robert Rezende | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    O pior de tudo é que o Governador, vice, Secretários, etc..., não precisam apresentar relatórios de viagem.
    Absurdo!! Será que o Governador acha que o dinheiro NÃO é público?? De onde vem o dinheiro??

  • Ana Elza Alves Pereirs | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho um absurdo a diferença dos valores das diárias pagas aos servidores públicos.
    As diárias são para custear as despesas com deslocamento para desenvolver atividades fora do local onde o servidor está lotado. Será que os hoteis e restaurantes cobram valores inferiores de um servidor de nivel médio?
    Pq os demais tem q acomodarem em locais que oferecem mais conforto? Como fica um motorista por exemplo, q precisa dormir bem, para oferecer segurança ao chefe dele? Sendo q o Chefe vai receber uma diária de R$ 120,00, dai pode ter melhores acomodações. O pobre motorista q recebe apenas R$ 90,00, tem q se acomodar em lugares precarios, e fazer milagres para o seus R$ 90,00 possa custear suas despesas.
    Será q não somos todos servidores públicos?
    Ana Elza Alves Pereira.
    Presidente do SINETRAN
    Sindicato dos Emp. do DETRAN - MT.

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente, melhor prevenir. Agora, chama a atenção o ítem d em que o governo pagar R$35,00 para Agente de Fiscalização e Arrecadação que trabalha longe de casa, ou seja, sempre se paga a diária de R$350,00 ao chamado fiscal de barreira que já recebe R$3mil a título de indenização, com as diárias incluídas. Olha, no final das contas isso é troco de pinga para fiscal, mas acho que esse ítem d para Agente da Fazenda deve ser um entulho que esqueceram de limpar nesse emaranhado de leis mato grossenses.

  • MARCOS SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Este decreto não foi editado agora mas a cerca de 3 anos atras. Voces estão resucitando morto!!!!Isto é que é falta de assunto novo......

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Um absurdo ! A diária corresponde a uma verba para o servidor no exercício do seu cargo possa cobrir seus gastos com hospedagem e alimentação. Acho totalmente discriminatório pagar diárias por cargo ocupado, já que a intenção é cobrir custos com hospedagem e alimentação, e isso é tão verdade que quando o governo oferece a estadia o valor cai drásticamente. Um absurdo, totalmente discriminatório !

  • pedro henrique vieira dos santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa tabela é uma nítida demonstração de que este governo de sojicultores tratam os funcionários públicos como cidadãos de segunda ou terceira classe. Exigimos mais respeito e justiça senhor governador, pois somos nós, funcionários públicos estaduais que carregamos nas costas as mordomias patrocinadas por certos secretários, além de ter que aguentar a contratação de centenas de pessoas indicadas politicamente, gerando mais distorção ainda na injusta politica de remuneração salarial e de diárias deste governo que estamos contando nos dedos os dias que restam para o seu final, que não vai deixar saudades.

  • Sociologo Mauro Cesar Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Diária é pra suprir necessidades básicas relativas a alimentação e hospedagem.Eu pergunto: Pq a diferença? Comer e dormir não é igual pra todos? Volto a um assunto que me deixa indignado no serviço público: quando o servidor é de nivel médio, mas tem curso superior há anos, com pós graduação etc...ele recebe sempre diárias de nivel médio e nunca de nivel superior, mesmo o Decreto dizendo que servidores de carreira de nivel superior.

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...