Últimas

Terça-Feira, 06 de Março de 2007, 09h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Maggi carrega aliados para PR e quer base sólida

   O governador Blairo Maggi, que se filiou no Partido da República nesta segunda à noite e arrastou para a nova legenda 70% dos 141 prefeitos do Estado, além de deputados e dezenas de vereadores, afirma que o maior desafio de sua missão partidária agora é reforçar a sigla na base. Segundo ele, o fato de ter baixado o número de 23 para 22, referências, respectivamente, à identificação do PPS e do PR, não significa que venha ignorar os princípios que nortearam sua conduta e a maneira de administrar o Estado.

    "Os princípios são os mesmos. Vamos agora buscar respaldo e sustentação das bases", declarou o governador, admitindo, com isso, que primeiro fez acerto de cúpulas para depois procurar a militância. Maggi é agora o presidente regional da comissão provisória, a quem cabe definir as provisórias municipais e prepará-las para eleição dos diretórios.

     Maior produtor individual de soja do mundo, Maggi iniciou sua trajetória política no PPB (hoje PP), em 1998, quando se elegeu primeiro-suplente do senador Jonas Pinheiro (PFL). Depois migrou para o PPS, pelo qual se elegeu governador, em 2002, e conquistou a reeleição, nas urnas do ano passado.

    Após enfrentar divergências internas com a direção nacional da agremiação socialista por virar aliado do presidente Lula, Maggi não teve mais clima para continuar no PPS. Foi para o novo PR e levou consigo uma legião de correligionários. O PR nasce na condição de maior legenda do Estado, graças à força política de Maggi e ao poderio da máquina pública estadual, já que muitos filiados trocaram de legenda por apego a cargos e ao Palácio Paiaguás, além de interesses pessoais.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PGR monitora delação de ex-deputado

jose riva 400 curtinha   Membros do alto escalão da Procuradoria-Geral da República, que rejeitou a proposta de delação de José Riva (foto) na esfera federal por causa de omissão de crimes, estão monitorando os bastidores do acordo de colaboração, agora entre o Ministério...

Fritado no PDT e buscando o Aliança

antonio galvan 400 curtinha   Fritado no PDT, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), pretende agora procurar espaço em um partido considerado de direita. E está se movimentando para assumir em MT o comando do Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado pelo presidente Bolsonaro. O sojicultor se mostra,...

Lúdio e incógnita sobre quem apoiar

ludio cabral 400 curtinha   Em 2010, com PT rachado, o hoje deputado estadual Lúdio Cabral (foto) não apoiou Carlos Abicalil, do seu partido, para o Senado. Preferiu virar cabo eleitoral de Pedro Taques, que se elegeu. Agora, para este pleito suplementar ao Senado marcado para 26 de abril, para preencher a vacância devido...

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.