Últimas

Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2009, 10h:29 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

MEIO AMBIENTE

Maggi contesta CNA e não aceita mudar Código Florestal

  O governador Blairo Maggi (PR), em entrevista ao programa "Espaço Aberto", da Globo News (TV por assinatura), exibida nesta sexta, se declarou defensor do meio ambiente e apresentou posicionamento contrário ao da senadora Kátia Abreu (DEM/TO), presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), que defende o restabelecimento da regra para liberação de 50% de áreas do bioma amazônico para desmatamento e ocupação. Hoje, é permitido desmatar e/ou ocupar até 35% no cerrado e até 80% na Amazônia Legal, conforme o Código Florestal. "Não concordo com a posição da senadora que defende a volta dos 50% de desmatamento e ocupação da Amazônia Legal. Acredito que com as novas tecnologias e pagando quem irá fazer a presevação já seja suficiente", diz Maggi.

   Um dos maiores produtores de soja do mundo, Blairo Maggi, acionista do Grupo Amaggi, foi questionado pela apresentadora Miriam Leitão sobre as críticas de que teria contribuído para o desmatamento ilegal. Ele justificou que suas atitudes foram reflexo do modo como foi criado e, inclusive, sob incentivo do próprio governo que não tinha definido regras tão duras e claras como hoje na questão ambiental. "Sempre ouvi que floresta era sinônimo de atraso. Tive que reavaliar minhas posições, mas sou descendente de pessoas que vieram para o Brasil e que acreditavam que onde não existisse gente, não haveria desenvolvimento", pondera o governador de segundo mandato.

    Maggi enfatizou considerar que desmatamento não seja "apenas questão de polícia". "Hoje, no Estado de Mato Grosso temos mais de 120 mil assentamentos". Sobre a atividade no campo, o governador entende que a agricultura está mais evoluída que a pecuária. "No Estado, a agricultura tem se mostrado bem estruturada. No caso do setor da pecuária, não tem havido esse mesmo crescimento".

   Maggi se viu em apuros com vários questionamentos durante a entrevista. Afirmou que tem desenvolvido um bom trabalho em relação aos licenciamentos, como é o caso da Licença Ambiental Única (LAU), que autoriza a exploração florestal, desmatamento, atividades agrícolas e pecuária. "Tenho me empenhado para que todas as propriedades sejam licenciadas e até agora isso não tem causado problema. Todos os proprietários que possuem a LAU a respeitam". (Lisânia Ghisi)

------------------------------------------------------------------------------
Clique no play e confira o que diz o governador sobre questões ambientais

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • JOAO DE DEUS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GOVERNADOR VOCE NAO VAI SER CANDIDATO A VICE PRESIDENTE , VOCE NAO TEM COMPETENCIA PARA ISSO!
    iSSO É PARA CABRA macho. NAO PARA DESMATADOR E DISTRUIDOR DO MEIO AMBIENTE.

  • adriano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o CARA.

  • sidney santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr. blairo maggi,. parece que o senhor tem se ausentado muito aqui do estado, ou deixou de escutar os eleitores, porque o que nao acontece e sair uma lau la na SEMA, bem que o senhor poderia ouvir as pessoas que depende de um licenciamento na secretaria de meio ambiente, la nao anda nada, e quando parece que vai andar e so dando grana, e nem assim anda, nesse seu segundo mandato as coisas desmandaram aqui no estado., quer mais, vai na secretaria de fazenda tambem, sinfra e geraldo de vitto....

  • João Carlos Pivato | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Primeiramente a Miria Leitão deveria deixar o Governador falar, pois todo instante ela corta a fala do entrevistado. Segundo, como morador da Amazonia, deve ficar como esta e presevar as APPs e Derubada Zero. Nesse ponto concordo com o Governador.

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...