Últimas

Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2008, 09h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Maggi descarta mais espaço para o PP no staff

  O governador Blairo Maggi disse nesta quinta, em entrevista ao RDNews no distrito da Guia, momento antes de inaugurar duas obras, que o PP não terá mais espaço no primeiro escalão. Hoje o partido dos deputados José Riva e Pedro Henry comanda a pasta da Ciência e Tecnologia com Chico Daltro, presidente estadual da legenda progressista.

   Havia até então expectativa do PP "abocanhar" uma das seis pastas que passarão por trocas de secretários. A cúpula do PP, que conta com bancada de cinco deputados na Assembléia, reivindicou, na última reunião com Maggi, que Daltro fosse remanejado para a pasta do Desenvolvimento Rural.

   "Na secretaria está descartada, mas vou conversar com o PP. Não sei ainda qual. Tenho que definir com o partido, mas tem outras áreas", enfatizou Maggi, ao ser perguntado sobre a possibilidade do PP emplacar nome para as secretarias de Fazenda, Cultura, Desenvolvimento do Turismo, Indústria, Comércio, Minas e Energia e Esporte e Lazer. Essas pastas vão receber novos secretários após o Carnaval.

    No distrito da Guia, que faz parte do munícípio de Cuiabá, o governador inaugurou a ponte de ferro sobre o rio Coxipó Açu e também a restauração da Igreja Nossa Senhora da Guia. As duas solenidades foram acompanhadas pelo secretário estadual de Cultura, João Carlos Vicente Ferreira, pelo assessor especial do gabinete do governador, Moisés Sachetti, pelo pré-candidato a prefeito de Várzea Grande, Júlio Campos, e pelos vereadores cuiabanos Francisco Vuolo (PR) e Deucimar Silva (PP). (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Saraiva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para atender o Riva, digo o PP, não precisa conceder Secretaria no Governo do Estado, basta repassar p/ a Assembléia Legislativa um valor superior ao que manda a Lei de Responsabilidade Fiscal que fica tudo bem.
    Agora, resta a sociedade, a esperança de que as instituições responsáveis façam com que a Lei de Respoabilidade Fiscal seja cumprida.

  • Pedrinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esta historia de alianças vai levar o governo a romper com quase todo mundo. O declinio tambem é prvisivel quando se pensa muito em questões partidarias e esquece de que o staff precisa de quem sabe das coisas. Deice estar!

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...