Últimas

Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2009, 21h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

PALÁCIO PAIAGUÁS

Maggi diz que o governo errou e avaliará impacto político

  Em entrevista coletiva nesta quarta (25), Blairo Maggi se mostrou bastante abatido por causa do fiasco do concurso público que seria realizado no último domingo e ponderou que ainda não avaliou se haverá impacto negativo sobre sua gestão e candidatura ao Senado em 2010. O certame foi adiado duas horas depois do prazo para entrega das provas, motivado por falta de estrutura logística e por indícios de fraudes, inclusive com denúncias sobre "vazamento" do gabarito. Agora, vai ser realizado em duas etapas, uma em 31 de janeiro, e outra em 21 de fevereiro do próximo ano. Estão inscritos 271 mil candidatos para 10.086 vagas de servidor público estadual.

   O governador assumiu para si a culpa pelo cancelamento e pelo fracasso do concurso e defendeu de forma exaustiva a Universidade do Estado (Unemat), assim como o reitor Taisir Karim, e o secretário estadual de Administração Geraldo de Vitto, um dos que ajudaram a coordenar aquele que seria o maior concurso público do país. "Poderia culpar a Unemat e a secretaria de Administração, mas o governo errou, quem está na chuva é para se molhar. Não soubemos ler os sinais que nos foram dados", argumentou Maggi. Em verdade, quando afirma que está tranquilo, mesmo diante do bombardeio de críticas, Maggi se prende aus números de uma pesquisa qualitativa, que constatou que 73% da população aprovaram a decisão tomada de adiar as provas.

  Maggi é pré-candidato ao Senado e disse que vai renunciar mesmo ao posto de governador entre 3 e 4 de abril. Destaca que as decisões sobre o concurso são técnicas e não políticas. Diz não ter avaliado ainda sobre impacto que a "novela do concurso" terá sobre o seu projeto político. "Estou triste e chateado. Não era para acontecer isso. Agora que aprendemos com os erros, estamos adotando todas as medidas necessárias para tudo transcorrer bem". Para Maggi, a Unemat possui bom conceito e não pode ter a história manchada por causa de um concurso que, no primeiro momento, deu errado.

 Blairo Maggi afirma que vai acompanhar todos os passos da etapa do concurso. Enfatiza que o secretário de Justiça e Segurança Pública Diógenes Curado determinou a realização de perícias nos computadores apreendidos em três residências em Cáceres na véspera do dia que seriam realizadas as provas. A Unemat ficou responsável agora apenas por realizar as provas. A parte organizacional está sob a pasta de Administração.

   Taisir e Vitto participaram da entrevista coletiva, no salão de reuniões no Palácio Paiaguás, e nada falaram com os jornalistas. Maggi afirmou que até conversou com o reitor da Unemat sobre reclamação de que o conteúdo de algumas provas tinha fugido do propósito do edital e Taisir prometeu avaliar o caso. Comentou também que os servidores da Administração demonstram estar chateados porque apostavam que o concurso seria realizado e dentro da normalidade, o que acabou não acontecendo. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (25)

  • claudi costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    a gerencia da turma da botina ´so é boa para incentivos fiscais, literalmente não pagam o icms, mas nós pagamos o mais caro do Brasil em se tratando de energia elétrica.

    DEUSVITO NAO TEM CULPA DE NADA, SE TEM ALGUM INCOMPETENTE E CULPADÍSSIMO FOI QUEM O COLOCOU NO CARGO.... E NÃO É DE HOJE QUE O OMINHO APARECE NA MÍDIA PARA JUSTIFICAR LICITAÇÕES SUSPEITÍSSIMAS E MESMO ASSIM O BOTINUDO O MANTEM NO CARGO HA 7 ANOS

  • Claudinei | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    AGORA QUE QUÉ ESSE XO MANO OS POVO DO UIRSON ESTAO BATENDO BEM DUIDO VOTE COBRA
    AGORA SÓ VAO FALA NESTI TA CUNCURSO QUE FAIO.
    MAS OIA SI MININO NAO TEM NINHUMA PROVA CONTRA OS POVO DA UNIMAT AINDA ENTAO OCES POE A CACHOLA PRA FUNCIONA E DEIXA DE FALAR ASNEIRA POR AÍ.
    DEIXA O POVO TRABIA ...POIS A UNIMAT É UMA INSTITUIÇAO SERIA NAO É POR CULPA DE UMA PESSOA Q VAO RISCA A VALOROSA UNIMAT OCEIS DEIXA DE SE BESTA QUEM NUM SABE Q OCES JA TAO FAZENDO PULITICAGEM NU MEIO DU POVAO.. COISA FEIO XAS CRIANÇAS... OIA MAIS UMA É SIMPLES AKELE MAGRELO LA NA UNIMAT O REITO QUE DEIXO AKELA MUIÉ CONDUZI O TAL DO COVEST QUE NOA DEVERIA ESTA LA POIS JA TEVE OUTRO MUMENTO Q AKELA LA FEZ FEIO NA UNEMAT COM SUE SUBRINHO E TUDO ..SÓ PISQUISA ... ENTAO VAMOS DA NOMI AO BOI E DEIXA O POVO SERIO Q LUTA PELA INSTITUIÇAI TRABAIA ... TENDEU POVO DO UIRSON E DA LINHA DE ADVOGADUS E PODERES QUE QUEREM SAIR A PULITICO E MUDAR DE RUMA AS COISA....



    ABRAÇOS BEM AROXADOS...






    SALVE UNEMAT..SALVE A INSTITUIÇAO

  • João Rosa do Carmo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Governador Blairo Maggi siga em frente e faça o que tem que ser feito o Estado te deve muito pelo seu trabalho, o senario que vivemos e muito promissor e agradecemos o seu legado e também sua equipe. As Iluzões aclaram e as inspirações modificam-se e a sua verdade nos guia.

  • josé carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Governador! acorda pra vida, sua vez ja era sai fora enquanto é tempo. outra decepção teu coração não aguentará, procure logo o cardiologista pra começar tomar o remédio de pressão pra evitar um enfarto, pois a taca será mais doida . ou acha que a justiça divina faltará, Deus sabe que vcs são do mal e só pensam e dinheiro ilusão boba dessa terra so se leva o que fez de bom, ou acha que somos bobos. não adianta usar a mídia pra se aparecer sabemos que a saúde de rondonópolis e cuiabá vai mal vc e seus deputados tem uma grande parcela de culpa.lembresse colocamos vc onde esta devia pensar melhor e fazer o bem sem olhar aquem beijos até 2010 prepare coro .

  • jean | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    então o senhor governador quer votos já né?

    rs

    é brincadeira.

    peça para os mais de 270 mil candidatos que o senhor fez de besta no domingo - sem contar nos seus familiares.

    vc para o senado quem vai votar?

    rs

    os seus puxa-sacos que estavam com gabarito??

  • João Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GOVERNADOR, VOTAMOS NO SENHOR NA ELEIÇÃO PASSADA, MAS AGORA, DIANTE DESSA SUA INSISTÊNCIA EM MANTER A UNEMAT NO CONCURSO, DEPOIS QUE A MESMA PREJUDICOU MILHARES DE PESSOAS E FRUSTOU INCONTÁVEIS SONHOS, TEMOS DÚVIDA SE VAMOS CONTINUAR VOTANDO EM SUA PESSOA PARA NOS REPRESENTAR.

    QUAL O PROBLEMA DE DEMORAR 06 MESES PRA REALIZAÇÃO DO PRÓXIMO CONCURSO?????

    POR QUE ESSE CONCURSO QUE DEMOROU TANTO PARA ACONTECER PRECISA SER NESSE DESESPERO TODO??????



  • joaozinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em MT todos falam que o governador foi quem perdeu politicamente.
    Agora não adianta chorar pelo leite derramado
    Só quem não vota do governador para senador e Silval para governador são os candidatos do concurso e seus familiares.
    Pelo menos é isto que estou ouvindo. A viola está em cacos, tem que juntar os pedaços e ver o que vai dar.

  • Manuella | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Foram gastos 5 milhões para a realização do concurso, que foi um fiasco. Será necessário mais 5 milhões para realizar outro concurso. Provavelmente o Governo gastará mais uns 3 milhões com propagandas para amenizar a imagem negativa que ficou para o governo. Agora eu pergunto: Quem vai pagar esta conta ? Dinheiro para o fiasco o Governo Maggi tem, mas para investir na saúde pública não tem. E agora Governador, se explique para a população. A saúde pública carece de mais investimentos na capital; Há falta de medicamentos na farmácia de alto custo que é gerida pelo estado. Queremos um posicionamento deste governo, pois o Governador e seus assessores são funcionários do povo. E o patrão deles (o povo) quer explicação.

  • 2010 | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • José Anibal | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fazer firula com dinheiro do povo é fácil, né ? Queria ver se fosse um funcionário da empresa Amaggi que desse um prejuízo de 5 milhões de reais. Dai iríamos ver outro discurso.
    2010 vem ai, está bem próximo, vamos lembrar de vc Maggi, pode esperar.........

Rejeição a Abílio sobe e cai a de EP

abilio junior 400 curtinha   Nos últimos 15 dias, o candidato a prefeito da Capital, Abílio Júnior (foto), do Podemos, viu a rejeição aumentar 12 pontos percentuais, quase um por dia, saindo de 19% para 31%, de acordo com a nova rodada da pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta pela TV Centro América....

Fávaro deixa governador em saia-justa

carlos favaro 400 curtinha   O senador interino do PSD, Carlos Fávaro (foto), que busca a reeleição, deixou o governador Mauro Mendes (DEM) em uma saia-justa em Barra do Garças. Mendes, que já declarou apoio no horário eleitoral ao candidato à sucessão municipal Wellington Marcos, do mesmo...

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...