Últimas

Terça-Feira, 03 de Fevereiro de 2009, 08h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

ARTICULAÇÃO

Maggi estuda tirar Sachetti e Pinheiro da cúpula

Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Emanuel Pinheiro e Moisés Sachetti conduzem hoje o PR-MT

  Após a bronca de três deputados que sentiram-se excluídos por não terem sido chamados para uma reunião de cúpula do PR, Blairo Maggi decidiu ampliar o número de convidados. Preferiu agir assim do que cancelar o encontro de sábado (7), em sua fazenda em Sapezal (a 473 km de Cuiabá). Principal "estrela" do novato Partido da República, o governador mato-grossense pretende tomar algumas decisões polêmicas.

   Estuda-se, por exemplo, tirar da presidência regional o seu próprio indicado Moisés Sachetti. De quebra, cairia também o ex-deputado Emanuel Pinheiro, secretário-geral da Executiva estadual. Maggi vem recebendo reclamações sobre a falta de "traquejo" político e de habilidade de Sachetti em conduzir a legenda. Um dos nomes cotados para vir a presidir o PR é do deputado federal Homero Pereira, que vem se articulando nos bastidores nesse sentido.

   Com a desistência de Luiz Antonio Pagot, ex-secretário de três pastas do governo Maggi e hoje diretor-geral em Brasília do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit), Maggi procura alternativa para disputar à sucessão estadual. Antes de anunciar apoio a virtuais candidatos de outros siglas aliadas, o governador tentará emplacar nome do PR.

  Ele chamou para a reunião as bancadas estadual e federal do partido. Assim, vão estar presentes os deputados federais Homero e Wellington Fagundes e estaduais, como Sérgio Ricardo e Mauro Savi, além daqueles que inicialmente tinham sido excluídos (João Malheiros, Wagner Ramos e Jota Barreto).

   Maggi chamou também os candidatos a prefeito derrotados no ano passado, Adilton Sachetti, de Rondonópolis, e Mauro Mendes, de Cuiabá; os dirigentes do partido Moisés Sachetti e Emanuel Pinheiro e o prefeito de segundo mandato de Água Boa, Maurício Tonhá, o Maurição. Pagot, que abandonou o barco, confirmou presença.

   Opções

   Maurição sonha com candidatura a governador, mas ainda não tem respaldo da cúpula, assim como Sérgio Ricardo, agora primeiro-secretário da Assembléia. Maurição será provocado a assumir o projeto. Mauro Mendes é um dos quadros do PR que mais agradam o governador, mas o partido o tem como um problema jurídico, já que este foi considerado inelegível.

  De todo modo, os republicanos que conduzem o maior partido do Estado continuam "batendo cabeça" quanto à definição de uma candidatura ao Palácio Paiaguás que venha agregar representatividade, poder de articulação e de ampliação de alianças e, o mais importante, aceitação população. A tendência é que a cúpula incentive filiados a lançar pré-candidaturas a governador para, gradativamente, selecionar o "melhor nome".

Postar um novo comentário

Comentários (29)

  • Luiz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Governador deixa o Welington de fora da reunião, é traíra, não se exemplou da última eleição em Rondonópolis. Qual foi o motivo da derrota do Adilton?

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse blairo é o dono do PR?
    lá não elegem a direção ?

  • Luis André Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    BLAIRO parece marido traido.Todo mundo sabe que êsses dois personagens não deveriam estar onde estão. São duas eminências pardas sem votos. Acorda BLAIRO,Você está cheio de Secretários sem votos. Com essas eminências você vai para o buraco com essa candidatura em 2010.Você vai acordar tarde.AÍ A MARIA JÁ ERA.

  • OSVALDINO ENORÉ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    todos sabemos que EMANUEL PINHEURO, não é transformador de voto, mas para articulações tem lugar em qualquer PARTIDO POLITICO. Somente o BLAIRO que não vê, pois o mesmo não é seu conterrâneo.

    Mas um cuiabano que vai ser desprezado!!!

  • Alonso | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Governador vou tentar abrir seus olhos mais uma vez: OTVIANO PIVETTA é a sua saida para o governo do Estado. Sergio ricardo não vai sai e senhor sabe disso, e pra onde ele quer ir, para o Riva é melhor Otaviano no Governo, pois o ajudara a colocalo no Senado, com soma de voto do nortão . No caso do Mauro Mendes, sairia de vice de Otaviano, e garantiria a prefeitura de Cuiabá em 2012. No caso do senhor, sabe que pega voto em todo MT. Principalmente no sul do Estado

  • JOÃO SILVA LEITÃO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUE OS PARTIDOS ADIVERSARIOS RECLAMEM DO MOISES SACHETTI TUDO BEM., POIS ELE EVITOU QUE O PR FOSSE ENTREGUE DE BANDEJA PARA OUTROS PARTIDOS., QUERIAM SÓ MAMAR., MAS FOGO AMIGO AI NÃO! QUEM QUE PERCORREU O ESTADO INTEIRO DANDO APOIO PRA NÓS CANDIDATOS DO PR , E AINDA TENDO QUE VER DEPUTADOS QUE APOIAVAM CANDIDATOS DE OUTROS PARTIDOS., DEIXANDO O PARTIDO DE LADO E TENDO INTERESSES SÓ PARA ELES. AGORA TÃO PEGANDO O SACHETTI DE CRISTO, TEM ASSESSOR MANDANDO MAIS QUE O DEPUTADO, QUANDO A GENTE FALA COM ELE PARECE QUE É O PRESIDENTE DA REPUBLICA., EU ACHO QUE SE CADA UM TIVESSE FEITO SUA PARTE O CHORO AGORA ÉRA MENOR


  • Joaquim da Rosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha gente vamos agrir o olho este tal de Emanuel Dinheiro é um tremendo de um oportunista em tudo quer tirar vantagens o nosso querido gov,e Moises está cego pq ele ´campeão em faZER A CABEÇA DS PESSOAS IMPORTANTES,mas isso tem seu´preço ele quando foi Dep.tinha tudo pra ser igual seu pai um homen de vibra agora o Sr é um maria vai com as outras ok falo pq te conheço e sei sua fama.certo

  • Luiz Carlos Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governador já acomodou milhares de partidários e não-partidários. Até aqui, ninguém desses acomodados (literalmente) contribuiu em nada, por serem inexpressivos ou talvez por falta de vontade. Tanto que Maggi amargou, indiretamente, uma série de derrotas - por conta de apoios.
    Agora, de olho no Senado, Blairo Maggi necessita contar com gente/nome de peso, que possa efetivamente ajudá-lo nas eleições.
    Assim, os que só sabem bajular (os puxa-sacos) têm que desocupar a moita, mesmo que paulatinamente.
    É bom que o governador substitua essa turma o mais rápido possível.

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estão dando muita importancia a Sérgio Ricardo, e isso leva a uma condição de incerteza e incredulidade, não só dos correligionários como do próprio eleitorado.
    Todos os nomes possiveis de resolver o problema do PR estão do outro lado: Mario Candia, Daldegan, LN, Juarez Fiel Alves,Oscar Soares, Ricardo Correia, Pedro Henry.
    Elementos aglutinadores, que sabem ouvir e falar, alem de confiavel.
    Esta conversa que o nome preferido de Maggi, é Pagot ou Mauro Mendes, é balela, o único nome confiavel e que sua excelencia não mexe ou troca é o de JOSÉ RIVA.

  • josé | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    quem e esse tal maurição ?

    ta sonhando muito alto ainda em colega e melhor TU fica governando a estância bahia mesmo camarada, pq la so os grandes fazendeiros que conhece vc e ai a região do araguaia so isso ai não te elege não. UM CONSELHO VOU LHE DAR A TURMA DA BOTINA JÁ ERA TA QUEIMADOOOO E ESSES SECRETARIOS QUE ELE TEM POR AI TBEM TAL DE MANE PINEHIRO e MOISES SACHETE E ESSE TAL governadorzinho não ganha nem pra presidente de bairro mais

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...