Últimas

Quarta-Feira, 04 de Junho de 2008, 09h:44 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

EXECUTIVO

Maggi exonera 3 diretores; ex-deputado "cai"

Deputado Henry emplaca assessor Pelezinho nas finanças da Empaer; mudanças ocorrem também no Indea e Intermat

   O governador Blairo Maggi (PR) determinou a exoneração dos diretores-administrativos e financeiros da Empaer, Indea e Intermat, órgãos vinculados à secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural. Agora, as gestões ficam sob uma só pessoa e no cargo de diretor-executivo. As mudanças fazem parte da proposta de enxugamento da máquina, com criação de núcleos sistêmicos.

   Com isso, o Palácio Paiaguás, aos poucos, já exonerou mais de 200 ocupantes de cargos comissionados. Um dos que caíram é o ex-deputado estadual e ex-vice-prefeito de Várzea Grande, José Carlos de Freitas (DEM). Sem receber, sequer, um telefonema do governador Maggi sobre as mudanças, Freitas foi "despachado" do cargo de diretor-administrativo e financeiro da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer). Ele estava no posto havia um ano. Foi indicado pelo DEM, após não conseguir se reeleger deputado, em 2006. Antes de Freitas, quem conduziu as finanças da Empaer por alguns meses foi o ex-prefeito de Cáceres, Túlio Fontes, também sob indicação do DEM (ex-PFL).

   Diretor-executivo

   Enquanto Freitas "cai", sobe no conceito do governador o deputado federal Pedro Henry (PP), que emplacou para cuidar do caixa da Empaer o seu assessor de extrema confiança Edson Paulino de Oliveira, o Pelezinho. O nodo diretor começou a despachar nesta quarta. Um dia antes, José Carlos de Freitas já estava com sua sala "invadida".

  Perguntado sobre sua exoneração, o ex-deputado disse que a decisão do governo de tirá-lo do cargo representa falta de consideração com o DEM, do qual é filiado. "Eu esperava que o governador ao menos me chamasse para avisar sobre a exoneração. Eu apoiei esse governo na campanha por duas vezes, me considerou aliado e nem me deram satisfação. Isso é uma falta de reconhecimento. Enquanto isso, prefere valorizar o Yuri (Bastos Jorge, secretário de Desenvolvimento do Turismo), que teve menos voto que eu (na campanha a deputado, em 2006)", afirma José Carlos de Freitas, na bronca.

   Enquanto Freitas, ex-dono de frigorífico, "chora as mágoas", Pelezinho sorri à frente de um orçamento superior a R$ 30 milhões. A Empaer conta com mais de 130 escritórios espalhados pelo interior e um quadro de aproximadamente 900 servidores. A empresa continua sob a presidência de Leôncio Pinheiro, irmão do ex-senador Jonas Pinheiro (já falecido).

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    José carlos de Freitas praticamente só recebia o salario e usava o veiculo da Empaer. Governador os demais diretores também usam os veiculos como se fossem de sua propriedade.

  • Pedro Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso, é para o seu José Carlos de Freitas, assim como o Sr. Joaquim Sucena e muitos outros, que ficaram na Assembleia puxando o saco do Governador, aprenderem a valorizar os seus mandatos.

  • Carlos Correa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Até agora não estou entendo nada desse grupo sistemico; não sei se essa mudança seria para reduzir ou aumentar despesas.
    Vejamos, caso CEPROMAT, criou se o grupo sistemico, foram para o SEPLAN; por outro lado, criaram uma nova diretoria e para cada diretoria criaram-se mais 4(quatro) assessores.
    Eis as duvidas, alguem poderia comentar a respeito deste assunto? Só para entender melhor, nada contra.

  • Gilmar Maldonado Roman | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Conheço bem o Sr. Edson Paulino popular Pelé ou Pelezinho. Há muito tempo no governo, nunca houve sequer uma reclamação sobre sua conduta. Grande articulador político, porém sempre atuou com postura ética e seriedade de poucos que usam cargos nos dias atuais. Parabéns Pelé, tenho certeza que continuará a honrar os homens de boa índole.

  • Ramire | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pedro Antonio, você esqueceu de falar do J. Barreto, que foi mais um que ficou puxando o saco do Governador e não deu valor ao seu mandato.

  • Beatriz Nunes de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acredito ter sido uma otima escloha do governador, pois é só perguntar pelos corredores que ira escutar elogio sobre o Sr. edson paulino que atende a todos de igual por igual, Mas a informação nao esta muito clara sendo que nao houve nenhuma invasão de sala e nem sequer qualquer desgaste entre os respectivos citados nessa reportagem. Obrigado

  • Pedro Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Enxugamento da máquina que nada. Façam uma visita na SEDER e vejam o que aconteceu por lá, por exemplo. Exoneraram 10 e nomearam 20. Além da mudança de cargo, com salário maior, de vários efetivos. Famoso discurso para inglês ver. Política é polítca hoje e sempre!

  • Pedro Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Enxugamento da máquina que nada. Façam uma visita na SEDER e vejam o que aconteceu por lá, por exemplo. Exoneraram 10 e nomearam 20. Além da mudança de cargo, com salário maior, de vários efetivos. Famoso discurso para inglês ver. Política é polítca hoje e sempre!

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens ao Pelé, enfim temos que admitir que à muito tempo o Governador ná uma dentro, mas essa valeu!...

    Quanto ao ex-Deputado José Carlos,para esse grupo Zé Carlos, é isso aí: Blairo Frio e calculista, trata os companheiros como material descartavel, usa e joga fora!

    Infelizmente Ele (Blairo) só valoriza puxa-sacos, e adversários.

    Se esqueçe que Seu Irmão Ex-Deputado Augustinho e Você foram aliados de primeira hora, e esse é o tratamento, uma verdadeira falta de respeito econsideração!

    Blairo, não inclui em seu dicionário as palavras Gratidão, Fidelidade.companheirismo...etc...

  • Ricardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Agora é que a coisa ta pior ainda, pois os marchas lentas continuam, velharada que nem computador sabem manusear. Desorganizaçào total.

    E a EMPAER, agonizando no pouco caso do governador, sem concurso ha 15 anos, da dó dos funcionários. O produtor sofrendo, pois nem carro a EMPAER tem para andar. E a pesquisa então, se nào fosse o brio dos pesquisadores o pequeno e médio produtor tava na margura. Aliás gostaria de parabenizar a EMPAER pelo lançamento da nova variedade de banana BRS Conquista em parceria com a EMBRAPA. O dia de campo estava excelente. Isso porque não tem apoio algum desse governo. Imaginem se tivesse. Ah! lógico que nào terá apoio, será que o governador quer um concorrente para a Fundaçào MT? O dia que a EMPAER deixar de ser politica e sim técnica, voltará ser a Empresa de antigamente. Leôncio, a coisa ta feia, essa velharada está detonando seu mandato, está na hora de renovar com pessoas jovens.

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.