Últimas

Segunda-Feira, 14 de Dezembro de 2009, 18h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

MEIO AMBIENTE

Maggi explica ações de MT na redução do desmatamento


Na Dinamarca, Blairo Maggi pede a participação da sociedade para defender a floresta brasileira

   O governador Blairo Maggi (PR), que está em Copenhague, Dinamarca, participou de uma reunião do Fórum dos Governadores da Amazônia Legal nesta segunda (14) e defendeu que há maior conscientização de todos os atores sociais, empresariais e públicos envolvidos na conservação e proteção ambiental da Amazônia. Segundo ele, essa nova mentalidade resultou na redução do desmatamento nos últimos anos. "Mato Grosso teve mudanças muito grandes em termos de redução de desmatamento entre 2003 e 2009", comentou Maggi a uma plateia de jornalistas, empresários, ambientalistas, professores universitários e governos subnacionais de todo o mundo. "E grande parte do desmatamento se deve ao fato de que as pessoas têm entendimento sobre o valor da floresta em pé".

   Maggi afirmou também que é necessária a participação da sociedade de uma forma geral.
"O mundo mudou e é hora de todas as pessoas se engajarem nessa mudança para que tenhamos uma nova realidade, um mundo melhor para nossos filhos, nossos netos e gerações futuras", disse o governador a interlocutores no Bella Center, palco central dos debates e proposições em Copenhague. A redução do destamatamento em Mato Grosso no ciclo 2003/2004 registrou 11.814 Km² para cerca de 1.047 Km² entre 1º agosto 2008 a 31 julho de 2009, de acordo com dados oficiais calculados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia. Maggi informou ainda que 62% da redução do desmatamento da Amazônia brasileira desde 2005 é atribuída ao estado de Mato Grosso.

   O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que já protagonizou duras discussões com Maggi e hoje tem o republicano como "queridinho" dos ambientalistas, também participou da reunião dos governadores e realçou aos presentes a importância da união em defesa da floresta brasileira. "Hoje existe diálogo aberto, maduro em função da união dos governadores da Amazônia e do governo do presidente Lula", avaliou Minc.

   Acompanham o governador em Copenhague os secretários de Estado Luiz Henrique Daldegan (Meio Ambiente), Eumar Novacki (Casa Civil e Comunicação Social), Alexander Maia (Casa Militar), Terezinha Maggi (Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social), professora Flávia Nogueira (Extraordinária de Apoio a Políticas Educacionais) e o adjunto de Marketing do Governo, Júlio Valmórbida.


Bella Center, palco central dos debates e proposições sobre meio ambiente em Copenhague, Dinamarca
Fotos: Ednilson Aguiar

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • vivaldo marcorio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr Novacki e Maia pra falar dessa questao tao importante tem conhecer melhor, Outra coisa tem mesmo que ir pra pritica noa ficar só em conversa CHEGA

  • DUARTE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTA REUNIÃO EM COPENHAGUE, ESTÁ GERANDO OU FORÇANDO UMA ESTRATÉGIA DE GUERRA!!! POIS OU SE CONCORDA COM TUDO OU NÃO SE CONCORDA COM NADA!!! É PURA IMPOSIÇÃO!!! OS PAÍSES MAIS RICOS (MAIS FORTES), DESEJAM MANTER SEUS IMPÉRIOS E INPEDEM OS CHAMADOS PAÍSES EMERGENTES DE EXPOR E SOLICITAR BENEFÍCIOS PARA SÍ. EM OUTRA PALAVRAS SÓ OS PAÍSES RICOS POSSUEM DIREITOS, OS PAÍSES POBRES OU CONCORDAM COM AS PROPOSTAS DOS PAÍSES RICOS, OU NADA FEITO!

  • GERMANO RIVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Maggi é estranho...
    Até agora pouco ele bigava com o minc e com a marina silva...
    e agora é o melhor amigo do minc e da natureza...
    É O INTERESSE Proprio tomando frente!

  • ondino lima neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    mais uma comitiva de passeio pela europa, por conta do contribuinte.

  • alguem que conhece bem | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Carlos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É um fanfarrão mesmo!!!

  • edson figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Assim como a viagem à Africa do sul, quando levou uma comitiva de 50 pessoas, essa viagem para compenhagem também foi para fazer turismo. Ontem, o representante do governo americano na COP 15 foi bem claro em dizer que os países em desenvolvimento estão econômicamente estáveis, conseguiram passar pela crise econômica internacional (que ainda abala a europa e os estados unidos) sem muitos problemas, e citou como exemplo a china, que possui um pib de mais de 2 trilhões de dólares, portanto, os países em desenvolvimento deve assumir por conta própria as ações em prol de reduzir as suas emissões, assim como fazem os paises desenvolvidos. Isso foi um ducha gelada nas pretenções do governo brasileiro com a proposta de REED, onde está inserido o instrumento do pagamento pelos serviços ambientais (PSA), pretenção de maggi, que queria sair de lá com aporte de recursos para remunerar os fazendeiros para deixar a floresta em pé. Ora, meu Deus, deixar a floresta em pé é uma responsabilidade de todos nós, brasileiros e do governo federal e dos estados da amazônia, assim como é responsabilidade legal dos proprietários rurais que desmataram ilegalmente suas propriedades, deixando um altissimo passivo ambiental, como o próprio maggi, pivetta, dentre outros, que agora pensam em ganhar dinheiro com os ativos ambientais e quer que todos nós esquecemos do passivo (degradação ambiental) provocado em todos esses anos, lamentável. o governo americano está certo, não pode dar dinheiro para os paises em desenvolvimento se estes não fizerem o dever de casa e darem demonstrações que priorização do enome passivo ambiental, como também, do necessário combate a corrupção, para que os recursos para cá alocados possam ser aplicados decentemente.

  • Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com o comentario anterior foram fazer turismo o chefe da casa militar (deve ter ido para cuidar da força tarefa) o chefe da casa civil (para cuidar da politica do Gov.)a Secretaria de politica educacional (foi aprender como não desmatar) o Secretario Adjunto (foi para ficar calado porque aqui em Cuiabá ele não abri a boca nem para pedir licença por escrever até agora ele não mandou nem uma materia, a loira da revista foi divulgar a revista.

Colíder com 2 candidatos desgastados

jaiminho 400 curtinha   Em Colíder, duas figuras bastante desgastadas politicamente estão na disputa pelo Executivo, sendo o prefeito Noboru Tomiyoshi, que fechou aliança com apenas três partidos (DEM, PSD e SD), e o ex-prefeito Jaime Marques (foto), que concorre pelo PSC numa coligação que agrega DEM e...

PP com 25 a vereador projeta 3 vagas

orivaldo da farmacia 400 curtinha   O PP, da base aliada do prefeito Emanuel, conta com 25 candidatos a vereador pela Capital. Deve conquistar entre duas e três vagas. Os principais concorrentes são os já vereadores Orivaldo da Farmácia (foto), Marcrean Santos e Luis Cláudio, além do ex-vereador...

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...