Últimas

Quarta-Feira, 19 de Março de 2008, 18h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CONFRONTO

Maggi foi inerte sobre ação da PF, diz deputado

 Walter Rabello criticou nesta quarta (19) o posicionamento do governador Blairo Maggi (PR) quanto à atuação da Polícia Federal contra os madeireiros, se referindo à Operação Arco de Fogo, que resultou no fechamento de algumas empresas do setor no Nortão. "O governador está inerte a tudo isso. Ele poderia ter evitado a vinda da PF", afirmou o deputado e pré-candidato à sucessão municipal em Cuiabá.

   Rabello disse que a chegada da PF foi anunciada e Blairo Maggi poderia ter buscado o diálogo com o governo federal no sentido de evitar a ação, que, pelas circunstâncias, acabou atiçando a ira dos madeireiros. Em meio à revolta, eles começaram a liderar reuniões e participaram nesta quarta de uma audiência pública na Assembléia. "Não sei o que acontece com o governador. Acho que ele tem medo do título da Moto-Serra de Ouro", afirmou o deputado, numa alusão ao "prêmio" concedido pela ONG Greenpeace ao governador por supostas ingerências na área ambiental. O assunto acabou ganhando mais repercussão nacional com uma "reportagem" exibida no Pânico na TV. "Blairo poderia ter buscado apoio do Legislativo e tentar achar soluções", diz Rabello.

    O deputado revelou ainda que o plantio de soja é o maior responsável pelo desmatamento e não os madeireiros. "Porque a PF não foi fechar a Amaggi? Por que a polícia não faz intervenções nas plantações de soja? As coisas devem ser colocadas de forma clara", debateu.

    Maggi pediu calma aos madeireiros nesta quarta e disse que já solicitou audiência com os Ministérios do Meio Ambiente e da Casa Civil e também com o presidente Lula. Ele deverá apresentar um relatório feito pela Sema, em que revela que somente 10,1% dos dados apresentados pelo Inpe sobre desmatamento em MT são verídicos. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Dorval da Silveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É lamentável que um deputado seja tão ignorante assim, comparar o plantio do soja com os madeireiros.
    A oposição tá te deixando cego e babaca senhor deputado. Assim vc vai perder votos.A tua declaração é lamentávelmente vergonhosa.

  • Manoel Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Lamentavel,

    E lamentavel quando a gente depara com certas preocupações de algumas pessoas, principalmente de alguns politicos.
    Por exemplo: Dep. Rabello e Riva; estão ai gritando, reclamando das ações da Policia Federal, Ibama, a respeito desse desmatamento que sempre ocorreu em Mato Grosso e que esses dito cidadões nunca posicionaram em favor do meio ambiente, tambem pudera, que moral tem? depois das calcinhas e agora cadeira que faz cociquinha no bumbum dos Deputados, quer oque? Esse Walter Rabello, chorão da TV, Demagogo, que pensa que tambem é dono do mundo, o sabichão de tudo; bateu tanto naquele ex secretario de justiça,que quando um telespectador mandou um e-mail sugerindo seu nome para assumir tal secretaria ele disse que não tinha competencia para assumir essa secretaria; agora pergunto: se não tem competencia ´para assumir uma secretaria teria capacidade para assumir uma Prefeitura como a de Cuiaba? Voces estao vendo que agora esta criticando o governo por não intervir nas ações da PF aqui em Mato Grosso, ele esta igual o Roberto França na epoca da radio, so bla bla, oba, oba e conversa mole, que defendia o cidadão na Assmbleia que faria isso, aquilo,; viram oque aconteceu na Prefeitura? Salario atrasado, etc. Gente, pensem nos seus netos, nao falo nem nos filhos, porque muitos filhos ja estão nessa farra do desmatamento, mas, os netos se não houver consciencia das pessoas principalmente dos empresarios das areas envolvidas, sofrerão as consequencias. Esses politicos que dizem corretos não querem a fiscalização, pura politicagem, bananas pra eles.

  • Carlos Magno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Walter Rabello é o "Lino Rossi" de amanhã. Abra o olho cuiabanada.

  • Marcello | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nobre Deputado acho melhor o Sr. estudar mais...
    Se dedicar a vida jornalistica, pois a politica está fracassada.
    Fico imaginando a Pref. de Cuiaba como vai ser administrada, aiaiai coitado do povo cuiabano.
    Agora uma coisa o Sr. é bom ficar implorando cargo e defamando a vida de pessoas que o Sr. não gosta.

  • Mael Jose Raposo. | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Seu Rabello a grande economia do estado é a agricultura e a pecuária, vc anda mal informado, não sei como alguem como vc recebe votos.

  • regis fanchini didini | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    walter rabello, a própria politica ambiental deste governo é totalmente inerte, subsirviente a interesses de grupos econômicos, pois a sema passou a ser porta voz e agir na defesa de madeireiros inexcrupulosos e fechar os olhos para os danos ambientais provocados pela monocultura da soja e do algodão. Alguém deveria levantar a contaminação do solo e do lençol freático provocado pelas culturas agrícolas, que em muitas regiões está totalmente contaminado. Isso sem falar das áreas de reserva legal e de preservação permanente também reduzidas a percentuais irrisórios, numa total desobediência a legislação ambiental. Agora, caro deputado walter rabello, você e o riva tiveram oportunidade na cpi da sema de apurar tal situação ambiental provocado pela agricultura, e não o fizeram, se calaram, e o caos ambiental de mato grosso só veio a tona graças ao relatório do inpe. A cpi foi um engodo, palanque eleitoral e para escamotear a realidade que estava acontecendo em campo.

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....