Últimas

Domingo, 28 de Setembro de 2008, 17h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

EXECUTIVO

Maggi "intima" 3 pelo fim da crise com empresas


Pedro Nadaf se sente aliviado com busca de entendimento do governo com os empresários, sob mediação de Éder e Novacki

   Na expectativa de acabar com a crise junto aos segmentos empresariais, o governador Blairo Maggi convocou para uma conversa dura na terça (30) os seus secretários Eumar Novacki (Casa Civil), Éder de Moraes (Fazenda) e Pedro Nadaf (Indústria, Comércio, Minas e Energia), que retorna um dia antes da Bolívia. Como porta-voz do governo, Nadaf coordena, abre as portas e "vende" no país vizinho as potencialidades e rodadas de negociações de Mato Grosso na tradicional Expocruz, em Santa Cruz de La Sierra, com participação de 200 empresários mato-grossenses.

   A preocupação de Maggi, um dos maiores empresariais do pais, é quanto à crise com a sua própria categoria, que surgiu desde o início do ano quando a Sefaz, sob a canetada de Éder, adotou medidas austeras. Isso acabou distanciando o Palácio Paiaguás do setor. O primeiro conflito foi quando se dobrou o índice do marcap do ICMS - índice de preço de venda usado pela Sefaz para tributar medicamentos. Depois vieram fiscalização rigorosa nas empresas e o cerco nos postos fiscais.

   Maggi quer flexibilizar mais essa relação, o que vem como um alívio e salvação para Pedro Nadaf, que comanda uma das pastas mais importantes da estrutura da máquina do Estado e, ao mesmo tempo, representa o empresariado. Ele dita as regras, por exemplo, na Fecomércio-MT e se vê hoje num fogo cruzado por causa dos conflitos de interesses. A Fecomércio e a Federação das Indústrias do Estado chegaram a emitir nota contra o governo, acusando-o de inviabilizar a atividade econômica.

    Medidas

   Da reunião de terça com Maggi e os secretários Novacki, Éder e Nadaf, vão participar representantes do empresariado. Vão definir medidas que simplificarão procedimentos de fiscalização. Quando uma carga for apreendida no posto fiscal devido ao seu transporte irregular, por exemplo, não será mais necessário o empresário providenciar o pagamento e comprovar sua quitação para, só depois, seguir viagem. Essa comprovação poderá ser apresentada depois. O governo vai mudar também algumas alíquotas e utlizará mais os meios eletrônicos para não causar tanto transtorno ao segmento que move a economia do Estado.

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • CRISTIANE VILELA DARQ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Claudia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que o Sr.EDER DE MORAES, esta fazendo, o Senhor Governador está gostando muito,caso contrario já tinha dado um rumo ao Secretario.... Só que estão acontecendo muitos e muitos errros cometidos pela Sefaz, coisas que o Senhor Eder não vê, causando muito constrangimento aos contribuintes.A lentidão dos processos a serem analisados demoram anos e outras coisas mais....

  • andre | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Governador Blairo Maggi demorou para fazer isso.Nao se pode delegar tudo a secretarios despreparados.

  • Alex Moura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É o fim da picada! Um Secretário de Estado viaja com dinheiro público para a Bolivia, e vai desenvolver ações que tradicionalmente sempre foram feitas pelo Sebrae. Afinal a SICME virou uma sucursal do sistema S financiada ainda mais com recurso público? MP é preciso colocar um olhar nesse negócio. O Pedro não consegue criar nada. Não tem estilo e nem representação dos empresários. Por isso acontece essa crise brutal que tende a piorar porque o Pedro ao invés de assumir uma postura de representante politico do governo, continua pensando pequeno, tentando defender interesses da Fecomércio no Estado. É preciso corrigir esta postura.

  • Paladino da Moralidade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É MAIS UMA ATITUDE, DESTE GOVERNO DISCARADO, DE USO DO PODER DA MÁQUINA PÚBLICA,PARA TENTAR BENEFICIAR OS EMPRESÁRIOS VISANDO AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS.
    ELEITORES CUIABANOS E DE MATOGROSSO, ABRAM BEM SEUS OLHOS E NÃO DEIXEM ESTE GOVERNADOR MANIPULAR SEUS VOTOS.

  • Benedito Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não adianta (des)GOVERNADOR, a vaca já foi pro brejo, esse èder Moraes, manda mais que o Sr. e nós Empresários fomos e estamos sendo demais humilhados, a nossa resposta será em 05 de outubro, com WILSON DE NOVO, aliás,os incentivos fiscais ao Sr. MAURO MENTE e seus amigos da plantação de SOJA, vão bem obrigado, mas, para o povo cadê a diminuição do ICMS da LUZ, TELEFONE,etc, prometida em campanha e esquecida após sua vitória? Abra o olho, cara pálida, MT não é sucursal de PARANÁ OU GAUCHADA, Cuiabá vai dar o troco e com correções monetáris, WILSON PREFEITO NO PRIMEITO TURNO.

  • Maria da Penha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Carlos Abicalil veio à Rondonópolis pedir votos para o Adilton pensando ter o apoio do Blairo para o senado em 2010, dançou .O Blairo apoia Riva. E agora Carlos ? não tem apoio do Blairo e nem o meu voto nunca mais!

  • Sandra Maria Trindade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nossa família resolveu nao mais votar no Wilson Santos

    Vamos votar no Mauro Mendes 22

    e como mudamos de prefeito ,mudamos tbem de vereador

    agora vamos votar firme e sem trocas no vereador


    Ludio 13 130

  • Inacio Arruda Soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é isso aí
    uma vez conversei com o vereador Ludio e achei ele uma pessoa atenciosa,cumpriu o q prometeu em poucos dias ,até antes do prometido

    gosto dele

    Ludio Cbral é o nome dele

    entao vamos nele também Ludio 13 130

  • GIOVANI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O CASO É BASTANTE GRAVE E TEM GENTE MISTURANDO ALHOS COM BUGALHOS. O QUE TEM A VER COM POLITICA A BRIGA DE PODER ENTRE OS SECRETARIOS DO GOVERNO?
    CADA MACACO NO SEU GALHO.
    ESSE PEDRO NADAFAZ MONTOU UM CONSELHO COM QUEM ELE BEM QUIZ, INCLUIU VÁRIAS CADEIRAS PARA ENTIDADES QUE ELE COMANDA INCLUSIVE DE NÍVEL INFERIOR A SINDICATOS, E, DEIXOU DE FORA MUITA ENTIDADE EMPRESARIAL IMPORTANTE.
    O ÉDER MORAIS QUER APARECER A QUALQUER CUSTO, INCLUSIVE JA MONTOU PROGRAMA DE TV COM RECURSO DO MT FOMENTO, E FOI DESBANCADO PELA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA.
    O NOVACKI NÃO TEM JOGO DE CINTURA PARA OCUPAR A CASA CIVIL, É MILITAR E NÃO ENTENDE DE EMPRESAS OU ARRECADAÇÃO.
    RESUMINDO, ESTÃO MISTURANDO TUDO, VAIDADE, PREPOTENCIA, INOPERÂNCIA E INTERESSES PESSOAIS.
    O PROBLEMA NÃO É DE ESTADO MAS SIM DE FALTA DE ESTADO.

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...