Últimas

Sexta-Feira, 06 de Julho de 2007, 01h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INFRAESTRUTURA

Maggi manda cobrar pedágio em 2 rodovias

   O governador e empresário Blairo Maggi já autorizou cobrança de pedágio em duas rodovias estaduais. Uma é na MT-235 entre Nova Mutum e Santa Rita do Trivelato, numa extensão de 65,5 km. O outro trecho onde os motoristas passarão a pagar taxa está na 242, que liga Sorriso a Nova Ubiratan, também com 65,5 km. Maggi tomou a decisão de "privatizar" as duas rodovias com base na Lei 8.620, que entrou em vigor em dezembro do ano passado.

    Seu decreto autoriza a secretaria de Estado de Infra-Estrutura, sob Vilceu Marchetti, a cobrar o pedágio dos condutores de veículos automotores que utilizarem as duas rodovias. A tabela de pedágio divide os veículos em 13 categorias, cujo valor varia de R$ 3 a R$ 31,5.

   Veículo de passeio e/ou utilitário com mais de uma tonelada e meia de peso, por exemplo, pagará R$ 3,5. Já os comerciais com dois eixos devem "contribuir" com R$ 7, enquanto com três vão pagar R$ 10,5 e, com quatro eixos, R$ 14. O maior valor fixado é para condutores de veículos comerciais com nove eixos, que deverão desembolsar R$ 31,5. 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • João Moessa de Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cobrança de pedágio em rodovias estaduais é ilegal, a lei que instituiu pedágio foi publicada no Diário Oficial do dia 28 de dezembro de 2006, que só circulou no dia 04 de janeiro de 2007 (ver página 06 do Diário de Cuibá do dia 04/01/2007), portanto esta lei só entra em vigor no dia 01 de janeiro de 2008, conforme preve a Constituição Federal na alíneas "a e b" do inciso III do artigo 150. " (in verbis):

    Seção II
    DAS LIMITAÇÕES DO PODER DE TRIBUTAR

    Art. 150. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

    I - exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça;

    II - instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente, proibida qualquer distinção em razão de ocupação profissional ou função por eles exercida, independentemente da denominação jurídica dos rendimentos, títulos ou direitos;

    III - cobrar tributos:

    a) em relação a fatos geradores ocorridos antes do início da vigência da lei que os houver instituído ou aumentado;

    b) no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou;

    João MOessa

  • Internauta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para quem não sabe, Mato Grosso possui a maior malha viária estadual do país, com 28 mil quilômetros(segundo a Revista Exame), portanto mesmo que o Governo do Estado direcionasse para as estradas todo o dinheiro que arrecada, não daria conta de pavimentar e manter todos esses quilômetros.
    O Problema de Mato Grosso é o tamanho territorial. Praticamente todos os estados do país, que possuem boas estradas com condições excelentes de trafegabilidade, fazem uso do pedágio para que a manutenção ou até mesmo a pavimentação seja feita. Porque Mato Grosso tem que ser diferente? Somos o celeiro do país e daqui saem todos os dias milhares de caminhões carregados de grãos e carne, que abastecem não só o Brasil, mas também muitos países do mundo. Ser contra o pedágio, é ser contra o desenvolvimento e o progresso de Mato Grosso. Acredito que só é contra ele quem não viaja constantemente de carro pelo Estado e depende de estradas boas para ganhar o pão de cada dia.

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.