Últimas

Terça-Feira, 29 de Abril de 2008, 06h:57 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

ARTICULAÇÃO

Maggi mira em 2010 e ajuda prefeitos em baixa


Prefeitos Júlio Ladeia, Murilo Domingos e Adilton Sachetti precisam da força do governador Maggi para se reelegerem

  O governador Blairo Maggi já avisou a direção estadual do PR que, para seu projeto majoritário de 2010, precisa mergulhar na campanha deste ano. Ele fez espécie de mapeamento e já sabe onde pretende pisar os pés com maior firmeza, onde fará corpo mole e quais municípios onde nem vai aparecer no decorrer do processo eleitoral para pedir voto.

   Maggi disse a Moisés Sachetti, dirigente estadual da legenda republicana, que seu objetivo é estar numa chapa para a disputa presidencial em 2010, como candidato a vice. O foco principal, porém, será candidatura de senador. Para não cair na mesma frustração de Dante de Oliveira (já falecido), que em 2002 deixou o Palácio Paiaguás com a popularidade em alta e convicto de que seria eleito senador e, depois, acabou derrotado, Maggi avisou que precisa levar o PR a vencer nas cidades-pólos. Por uma questão partidária, vai subir no palanque de prefeitos que hoje não teriam a mínima chance de reeleição mas que, com empurrão do governador, sonham em reverter o quadro.

   Maggi entende que é uma questão de honra, por exemplo, eleger o amigo empresário Mauro Mendes prefeito de Cuiabá e reeleger outro aliado em Rondonópolis, o prefeito Adilton Sachetti. Em Tangará da Serra, o governador já avisou o prefeito Júlio César Ladeia que estará no palanque da reeleição, assim como o prefeito várzea-grandense Murilo Domingos, mesmo este em desvantagem na corrida sucessória.

  O prefeito de Colíder, Celso Paulo Banazeski, recebeu do governador apoio à reeleição, assim como o ex-prefeito de Barra do Garças, Wanderlei Farias. Todos são do PR, criado há pouco mais de um ano. Já em Sinop, Maggi deixou claro que não vai pisar os pés para não contrariar sua base aliada na Assembléia.

   Hoje, o PR conta com 67 prefeitos. Segundo avaliação de Maggi em reunião da Executiva Estadual, se a agremiação eleger 60% dos seus prefeitos terá atingido o objetivo. Em alguns municípios o PR procura nome para lançar a prefeito a pedido do próprio Maggi, como em Juína e Alta Floresta. A preocupação dos republicanos é perder espaço para partidos que vêm se fortalecendo como PMDB, DEM e PP.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Blairo Maggi terá de sedimentar o seu caminho rumo a 2010, e, assim pensando já começa a adotar suas estratégias eleitorais. No entanto, verdade seja dita: (1). Mauro Mendes, seu amigo do peito, embora contando com a fortuna Maggistíca e de toda a sua troupê, não conseguirá, nunca, ser eleito Prefeito de nossa Capital, mesmo poque trata-se de um ilustre desconhecido, sem características pessoais e políticas que o liguem à nossa Capital, além de não possuir nenhuma penetração junto a todas as camadas sociais de nossa cidade. Se candidato, será apenas para atisfazer a vontade de seu patrão, que, por outro lado, despenderá recursos numa candidatura frustrada, quando poderia gastar os milhões que serão gastos numa melhor condição de vida para o povo matogrossense, principalmente nas áres de educação e saúde, para citar apenas duas; (2). Ridícula a pretensão de Maggi de ser candidato a vice-presidente da República. Não tem componente político para pleitear tal posto, além de que é conhecido no Brasil, e no mundo, como um selvagem e desnorteado desmatador da Amazônia, o que o credencia a uma intensa rejeição por parte de todos os partidos e coligações. (3). O grupo político de Maggi perderá espaços importantes nas próximas eleições e ele, Governador, voltará a ser o empresário que sempre foi. Melhor para todos nós.

  • fernando gonçalves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    enteressante né grande apoio, ele vai pedir para seu braço direito, esquerdo do meio fazer campanha para esses candidatos o seu Pagou levou só assim eles ganham eleições....

  • Horácio Perdigão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não sei quanto aos outros municípios, mas aqui em Rondonópolis o prefeito sachetti vai muito bem obrigado. É diferente de tudo quanto é político por aí. Não tem sorrisinho fácil, não tem tapinha nas costas, não tem me engana que eu gosto, mas trabalha como um danado. É disso que a cidade precisa. Chega de incompetentes e ladrões. E o apoio do nosso governador ao sachetti é tudo que os rondonoplitanos responsáveis esperam dele.

  • robertine | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    to contigo horacio perdigão, aqui em Sapezal não e diferente, o Cesar Maggi esta com mais de 25 obras em andamento,O Cesar como o Sachetti, não podem ser politicos,mas com certeza são grandes administradores do dinheiro público, e e isso

  • Ramire | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem prefeitos do PR estão tão em baixa que o governador pode usar um guindaste que não consegue levantar, é o caso de Murilo Domingos e Adilton Sachetti, pode derramar carreta de dinheiro como ele fez nas últimas eleições que não consegue reeleger esses prefeitos, o motivo de Domingos é a falta de gestão já o Sachetti é a arrogância e a prepotência que a atrapalha a sua reeeleição.

  • Marcos Cézar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não precisa o Governador subir em palanque, basta ele ajudar a Cidade que pelo que vemos não fez nada para Várzea Grande, ainda que o Prefeito é do mesmo partido.

  • Diniz José de Oliveira Miranda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com Certeza o Governador vai perde nos principais pólos de Mato Grosso, principalmente em Cuiabá ,quem que conhece Mauro Mendes, imagine esse amigo do governador na periferia de Cuiabá pedindo voto, dinheiro elles tem a vontade, mais o povo não é bobo, com certeza dará resposta a essa turma da botina.

  • João Celeste | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Aqui o Júlio César está bem com o povão. Ganhará com certeza. É só os apresentadores de televisão pararem de bater no governador e no deputado Vagner que vai ficar melhor ainda.

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.