Últimas

Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2007, 23h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Maggi monta staff na base da amizade, diz Muniz

      O presidente regional do PPS e deputado estadual eleito Percival Muniz retomou nesta quarta às articulações políticas, após 22 dias isolado na região do Xingu, já provocando polêmica. Ele disse que o governador montou um secretariado que representa o perfil de fazer política do próprio Blairo Maggi. "É a política do estilo dele, de escolher equipe com base no princípio da amizade e da relação pessoal, o que não quer dizer que esteja errado. Cada um tem o seu estilo", reagiu Muniz. Observou, em seguida, que normalmente o gestor houve os partidos para composição da equipe, o que não aconteceu neste segundo mandato. "Ele (Maggi) montou o governo que ele quis e tem tudo para fazer uma administração includente, com resultados positivos esperados pela sociedade".

     Sobre a desfiliação de Maggi do PPS e de toda a turma da botina, Percival Muniz considera que o partido 'não perdeu nada'. Lembrou que Maggi enfrentava impasse com a direção nacional e o seu desligamento já era previsível. Para Muniz, o 'rei da soja' nunca foi de priorizar partido. "Então, nem a presença e nem a ausência dele muda muito. Era importante, mas não para a vida paridária do PPS".

    Muniz destaca que o principal projeto do partido agora não é de governo, mas de buscar mudança na estrutura social do país rumo a construção de uma esquerda democrática. "Governo a gente discute, sugere, mas não é o essencial. Vamos começar um novo projeto para MT", destaca o dirigente. Na sua avaliação, o PPS perde algumas lideranças, mas ganha ideologicamente. Entende que, para o projeto partidário, o PPS fica mais enxuto. "Perde mais gorduras, não em relação ao Blairo, mas sobre algumas lideranças que só estavam filiadas por causa do governador. Então o PPS perdeu quilos e uma dieta assim não faz mal para ninguém".

    Perguntado se, como deputado estadual, fará oposição ao governo Maggi, Percival Muniz desconversou: "Ajudamos a construir o governo, que é suprapartidário. Não tem porque fazer oposição, mas pode haver críticas pontuais".

     O ex-prefeito de Rondonópolis por dois mandatos demostra estar distanciado do governador. A rota de colisão começou com as discussões de bastidores sobre as eleições municipais e tambem pela aproximação de Maggi do deputado federal Wellington Fagundes (PR), adversário politico de Muniz.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.