Últimas

Sexta-Feira, 05 de Outubro de 2007, 07h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

ARTICULAÇÃO

Maggi motiva troca-troca, incha PR e STF dá aval

   Com a máquina sob seu domínio, o governador Blairo Maggi atraiu aliados, fundou e inchou o Partido da República e, mesmo com esse troca-troca e desrepeito ao instituto da fidelidade partidária, ninguém será punido com perda do mandato, nem mesmo os parlamentares que migraram para a nova legenda antes de 27 de março deste ano. A decisão do Supremo Tribunal Federal preserva o mandato dos parlamentares que trocaram de sigla até essa data.

    Assim, só se aplicará a fidelidade partidária no caso de vereador, deputado estadual e federal que trocou de agremiação a partir de 27 de março, data em que o TSE decidiu que o mandato pertence ao partido e não ao candidato eleito. Maggi conseguiu algo inédito. Em apenas seis meses transformou o PR na maior sigla do Estado. Dos 141 prefeitos, por exemplo, cooptou 74. Restam agora 17 no PP, outros 17 no DEM, 14 no PMDB, 7 no PT, 5 no PSDB, 2 no PPS e 2 no PDT. Quatro partidos ficaram somente com uma prefeitura: PMN, PC do B, PTB e PV. O partido de Maggi congrega ainda mais de 300 vereadores, 35 vice-prefeitos, 5 deputados estaduais e 2 federais.

   Como a confusão jurídica da fidelidade partidária atingiu mais quem está no legislativo, a apreensão maior por conta do troca-troca se concentrou na Assembléia. Agora, os deputados fujões sentem-se aliviados, afinal, mudaram antes de março. Dessa forma, escapam da cassação os deputados eleitos pelo PPS e que hoje estão no PR, sendo eles João Malheiros, Mauro Savi, Wagner Ramos, Sebastião Rezende e Sérgio Ricardo. Roberto França deixou o PPS e nem se filiou no PR. O deputado federal Homero Pereira também se mantém no cargo, já que deixou o PPS e foi para o PR antes de março.

   Já Walter Rabello, que saiu do PMDB para o PP, e Guilherme Maluf, que deixou o PSDB e migrou para o PMDB, vão agora lutar na Justiça para não perder os mandatos. Ambos trocaram de sigla na semana passada, portanto, após a data fixada pelo STF.

Deputados estaduais infiéis livres da cassação
Mauro Savi
Sebastião Rezende
Roberto França
Sérgio Ricardo
Wagner Ramos

Podem ser cassados
Walter Rabello
Guilherme Maluf

Deputado federal infiel e com mandato preservado
Homero Pereira

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • Manoel Stroff | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa do cargo pertencer ao partido é uma besteira, o que deverai acabar é a legenda, onde já se viu um certo candidato receber mais votos que outro e perder pra outro que recebe menos voto só por causa da legenda.
    Quando eu voto em alguem, eu voto pela pessoa e não pelo partido.
    Pouca vergonha.

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Particularmente, não gosto dessa palavra "infiés", principalmente no caso dos deputados que mudaram do PPS para o PR. Tudo começou quando o Roberto Freire, Pres. do PPS disse abertamente que iria expulsar o Gov. BM. Ora, se eu sou de seu grupo político e vc ameaça meu lider esta ameaçando a mim também. Ademais com a cláusula de barreiras, que não sei onde foi parar, o PPS iria acabar, isto posto, os deputados não são infiés não.

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa decisão do Supremo foi so blablabla... nenhum deputado ou vereador perderá o mandato por ter mudado de sigla, Simplismente por falta de regras claras na legislação eleitoral em detrimento do que esta na CF. Esta assegurados a todos o direito a ampla defesa e ao contraditorio, é processo pra mais de metro e mais de meses e mais de anos. Tudo vai continuar como Dantes. Por outro lado o congresso vai se mobilizar e criar legislação especifica para esse caso. O PFL(Dem), o PSDB e o PPS foram aliados de Dante e FHC, e nesse periodo o troca troca sempre foi usado para beneficia-los. Por que será que só agora quando ficaram por baixo estão exigindo fidelidade? Ao todo o ato do Supremo valeu, pois daqui pra frente a lei ficará mais clara, espero.

  • carlos ferreira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois é, senhor deputado. Seus dias de glórias já fazem parte do passado e só o senhor, no alto de sua insignificante soberba e ilusão, ainda não percebeu isto. O povo cansou de ser enganado com seus cansativos monólogos de auto-glórias. Agora é a vez dele (o povo) te enganar com falsas promessas de voto (só querem o pagamento, como da última eleição). Voto que é bom, nada.
    Senhor Secretário, o senhor acertou em cheio.

  • wellington b gueiros | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E o Sr. Walter Rabelo agora vai querer voltar para o PMDB???? e o PMDB vai acietar?????

  • Suzenyl | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    No final da matéria o Malouf e Rabello podem ser os cassados. No site pnb, o Malouf disse que vai voltar para o PSBD e o Rabello vai voltar para o PMDB? será que o Bezerra vai aceitar? se sim, eu não acredito mais em nada e aó sim direi que são todos farinha do mesmo saco e nunca mais votarei em nínguem.

  • zaluir pedro assad | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Me desculpem os ministros do STF, mas ter acolhido estes MS, foi um "estupro" ao instituto do Mandato de Segurança, pois que não existe direito liquido e certo na questão. "data venia senhores ministros"
    zaluir

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que isso seu antonio, concordar com a corja vc deve ser do PR ou trabalha no governo para devender eles, tem que perder os mandatos sim, porque aonde vai isso.

  • Sergio Borges | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa decisao não é a das mais corretas, porque quem deveria se eleger e quem tem mais votos, mais como a situaçao nao e assim tem que ter fidelidade ao partido.
    Muitos migram para pequenos partidos e conseguem se eleger, depois fazem a mudança sem qualquer responsabilidade.
    Uma vergonha essa política matogrossence. Por interesse em algum cargo esses politícos se prostituem( se vendem honra e dignidade).
    Que isso sirva de lição para que ao menos nao fiquem de troca em troca de partido.
    Que fazem uma analise quantos politicos sao fies ao partido na assembleia ALMT.
    E a respeito de Roberto Freire Pres. Nac. do PPS a situaçao nao é como muitos pensam não o Blairo saiu de coitado na história, mais ele ja estava com vontade de sair do PPS, porque Blairo tem um sonho de transformar o Brasil na tão sonhada Rondonópolis dele.

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pena que o STF foi bastante politico na decisão. Mas contribuiu para minimizar a picaretagem na politca. Muitos vereadores e alguns Dep. perderão o mandadato,tudo indica que a Câmara Municipal de Cuiabá vai ter novo Presidente e Primeiro Secretário com a perca de mandato de Lutéro e Poção, para isso acontecer os suplentes precisam agir rápido para evitar a picaretagem, pode ocorrer do partido pelo qual o parlamentar foi eleito vender o retorno.
    Fiquei surpreso com o voto do Ministro Joaquim Barbosa em denegar o MS, logo ele que foi coerente no Processo dos Mensaleiros.
    Se o povo brasileiro não fosse tão omisso teriamos um país com menos corruptos,indigentes, falsos lideres, queimadas, fumaça,depredação ambiental e interferências de politicos em Tribunais (TRES, TRIBUNAIS DE FAZ DE CONTAS E TJS).
    Na pesquisa divulgada por este SITE nos surpreende o desempenho de alguns vereadores de Cuiabá mesmo com todas as denúncias envolvendo a maioria deles por prevaricação.

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto), que não tem a ver com o caso....

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...