Últimas

Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2007, 11h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Maggi muda também sistema prisional

 

Governador explica que não desistiu da proteção ambiental e aposta nas bases de segurança

    As mudanças na estrutura funcional da secretaria de Justiça e Segurança Pública vão ocorrer também no sistema prisional, revelou o governador Blairo Maggi, em pronunciamento nesta sexta na Assembléia Legislativa. Ele adianta que policiais que atuam dentro dos presídios, como espécie de vigilantes, serão deslocados para o trabalho ostensivo nas ruas.

    O governador destaca que é preciso buscar a integração entre as polícias Civil e Militar e um dos passos importantes é a mudança de foco na chamada polícia comunitária. O governo começa a criar bases de segurança pública. "Nesses bases, os policiais militares não vão estar aquartelados, mas sim presentes nas ruas junto à população. Estaremos colocando lá também os policiais civis e delegacias virtuais para desafogar o sistema". Maggi disse que está nomeando aprovados em concurso público para delegados de polícia, escrivães e agentes.

    O governador admite que a discussão sobre segurança pública deve mesmo estar na pauta e vê como assunto urgente. Afirma que sua administração vem tomando decisões nos últimos dias que não agradam a todos e observa que isso nem poderia ser diferente. Recorre à frase tantas vezes usada pelo ex-presidente dos Estados Unidos, John Kennedy, que dizia o seguinte: "o caminho do sucesso se me perguntarem eu não sei, mas o caminho do insucesso eu sei: é tentar agradar a todos ao mesmo tempo".

     Na avaliação de Maggi, a segurança deve ser vista com esse foco. Pondera que o Estado sabe das suas dificuldades e sabe também das necessidades. "Não temos, por exemplo, como cobrir todo o Mato Grosso com o número de homens. O quadro é insuficiente para todas as questões de segurança e para as especialidades criadas. Então, o momento é de atender o cidadão, de fazer com que ele sinta mais confortável".

     Blairo Maggi concorda que há uma grande confusão devido à desativação do Batalhão de Polícia Ambiental. "Desativamos o batalhão, mas não desistimos da proteção ambiental". Explica que ao invés de ter um grupo de 160 homens para cuidar de um Estado com 906 mil km2, agora contará com toda a corporação militar para atuar na área ambiental. "Todo policial de MT hoje é um agente ambiental, tem a responsabilidade ambiental".

    Explica também que a desativação da Polícia Rodoviária Federal segue o mesmo princípio. Observa que os patrulheiros cuidavam nas estradas do entorno de Cuiabá e Várzea Grande a agora vão acompanhar também os outros 28 mil km de rodovias das outras regiões. "Então, essas questões que muitas vezes não são compreendidas ou mal comunicadas por nós mesmo, criam uma intranquilidade na sociedade quando, na verdade, estamos buscando é a adequação do pouco que temos para atender a maioria da população".

    O governador disse que poderá até reativar as polícias especializadas, mas entende que não há outro caminho senão seguir rumo a integração. "Talvez, entre não atender ninguém e fazer de conta que atende, preferimos enfrentar o problema e fazer o atendimento que achamos que a população merece".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.