Últimas

Segunda-Feira, 30 de Março de 2009, 14h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

ARTICULAÇÃO

Maggi pode renunciar já em outubro para virar ministro

  Presidente de Honra do PR nacional, Blairo Maggi pode renunciar ao mandato de governador para virar ministro do presidente Luiz Inácio Lula da Silva já em outubro deste ano. O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, do mesmo partido de Maggi, comunicou a Lula que será candidato a governador pelo Amazonas e que pretende sair do staff o quanto antes para ter mais tempo com vistas a viabilizar seu projeto político. A primeira sinalização seria para outubro, um ano das eleições gerais. Lula e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT ao Palácio do Planalto, já reforçaram o convite para Maggi. Este disse "sim".

   Nesse caso, aumenta a chance do vice Silval Barbosa (PMDB) assumir em definitivo o Palácio Paiaguás dentro de cinco meses. Maggi analisa outras possibilidades quanto a seu futuro político e empresarial. Sua pré-candidatura ao Senado já ficou para terceiro ou quarto plano. Outra disposição do diretor-presidente do Grupo Amaggi, que abriga um conglomerado de empresas que faturou no ano passado nada menos que US$ 2 bilhões, é se mudar para o exterior, onde pretende permanecer por cerca de dois anos. A Amaggi abriu escritório em Amsterdã, na Holanda. Maggi quer voltar a se dedicar ao grupo para expandir seus negócios pela Europa.

    Enquanto Maggi está com as atenções voltadas para projetos macro rumo a Brasília ou ao exterior, os diretórios estadual e municipais do PR tentam pressioná-lo para definir logo que rumo político vai tomar. A julgar pelas últimas articulações, a maior sigla do Estado ficará órfã de candidaturas majoritárias, tanto a governador quanto a senador. As negociações de Maggi com o Planalto sinalizam que o mato-grossense deva conduzir a pasta do Transportes por mais de um ano e, de quebra, ainda manterá seu afilhado político, ex-secretário de Estado Luiz Antonio Pagot, na direção-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Mario de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Boa Viagem ! Good Travel ! Soyonara ! Adios ! Haste logo ! ..... Xega de bestera ! ..... já vai tarrde e ve se num isqueci de levar o restu do pessoar.

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se acontecer a saída do governador da maneira posta sem respaldar o partido,só tem um nome traição com o PR e principalmente com o povo de Mato Grosso pois ficará evidênciado de forma cristalina que o cargo de governador serviu tão somente para alavancar os seus negócios privados como várias vezes alertado e que não quiz acreditar,espero que o governador venha a público e esclareça esse assunto sob pena de enterrar de vez diversos projetos e sonhos de um Mato Grosso melhor.

  • Aluizo Vicente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governador Blairo Maggi é um homem que sabe administrar tudo que compete a ele,tem espirito de lider e autoridade,não se esqueça que ele irá trazer e mto avanços em nosso MT,sendo ministro e Pagot no Dnit ai sim estaremos em otimas mãos,tem uns que estiveram o tempo todo mamando na teta do estado e nunca vez nada agora entra um sulista e bota pra quebrar mesmo é isso mesmo Blairo estou com vc e não abrao e deixa o Silval que ira dar toda força como tú vem dando,vamos ser uns dos melhores estado do Brasil viva e verás.

  • Carlos Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito bom, a saída do Blairo já do governo é uma ótima para o Silval Barbosa, porque daí ele não vai ter um mandato de quatro anos e sim cinco anos...Vamos lá Blairo, vamos mostrar como se faz politica e mostrar para esses politicos chupa tetas matogrossenses que o importante e o desenvolvimento do estado e não picuinhas politicas e amor ao cargo.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.