Últimas

Terça-Feira, 28 de Abril de 2009, 09h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

CONJECTURAS

Maggi quer atuar no governo federal, destaca Fagundes

 "Devido a proximidade com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o governador Blairo Maggi (PR) acredita que é importante realizar um trabalho por Mato Grosso em âmbito nacional", disse nesta terça (28) o deputado federal de cinco mandatos Wellington Fagundes (PR), em entrevista ao programa Chamada Geral, apresentado por Lino Rossi. O parlamentar deixou claro que Maggi demonstra interesse em assumir o Ministério dos Transportes, comandado pelo também republicano Alfredo Nascimento, que deverá deixar o cargo em abril para disputar o governo do Amazonas. "O Maggi quer estreitar ainda mais este laço com o governo federal, pode ser antes das eleições ou mesmo depois. Como tem muito conhecimento de logística de transportes, Maggi trará muitos benefícios para Mato Grosso se ocupar o cargo", avaliou. A disputa a vice-presidente na chapa encabeçada pela petista e candidata oficial de Lula ao Palácio do Planalto também continua sendo uma das alternativas do governador. "Ele quer fazer um trabalho mais amplo, acha que pode ajudar Mato Grosso se estiver mais próximo do Governo Federal e hoje ele possui uma relação muito boa com o Lula", apontou Fagundes.

   O deputado revelou que foi informado pelo próprio Maggi da desistência à disputa ao Senado ao visitar a primeira-dama, Terezinha Maggi, na última semana, no hospital Sírio Libanês, em Brasília. "Ele (Maggi) disse que já tinha tomado a decisão e que não voltaria atrás. Perguntei se não seria melhor postergar o anúncio para conversarmos com as lideranças antes, mas ele disse, com razão, que em política não há como manter segredos".

   Questionado pelo jornalista Ramon Monteagudo, do MidiaNews, se a candidatura do vice-governador Silval Barbosa (PMDB) ficou comprometida com o anúncio do afastamento de Maggi da vida política, Fagundes avaliou que Silval é leal e extremamente qualificado. "Ele tem todas as condições de ser o candidato do PR", disse. Após exaltar as qualidades de Silval, contudo, Fagundes sinalizou que o vice-governador encontra resistência de parte da "turma da botina". "Se os republicanos decidirem ter candidato próprio, temos que começar a pensar na possibilidade de segundo turno, pois eleição para governador é assim. Por isso, não podemos descartar nomes da base aliada", ponderou. Para Fagundes, o PR tem nomes de "peso", como o do primeiro-secretário e ex-presidente da Assembleia, Sérgio Ricardo, o candidato derrotado à Prefeitura de Cuiabá e afilhado político de Maggi, Mauro Mendes, além do prefeito de Água Boa, Maurício Tonhá, o Maurição. "Também será uma honra para nós se o secretário (Fazenda) Éder Moraes aceitar o convite do Maggi para ingressar no PR. É uma jovem liderança, com bastante competência", avaliou.

   Apesar de apontar as lideranças do PR, Fagundes não conteve elogios a Riva e disse que se o progressista resolver se candidatar ao governo do Estado, certamente terá o apoio dos republicanos. "O Riva é um nome de peso para qualquer cargo que disputar e ele só não será governador se não quiser. Caso mude de idéia, com certeza tem o meu apoio, do PR e dos demais partidos da base aliada". Segundo o deputado, ao optar por ficar oficialmente de fora do processo eleitoral no Estado, Blairo terá facilidade para negociar nos bastidores. "O Blairo terá um papel fundamental. É um grande estrategista", elogiou.
  
   Perguntado sobre o lançamento de sua candidatura ao Senado nesta segunda (27) pelo governador, Fagundes disse que se sentiu lisonjeado, mas que ainda precisa conversar com os demais membros do partido. Ele também cogita a vice-candidatura ao Paiaguás, ou até mesmo a reeleição à Câmara Federal. A Executiva Regional do PR convocou uma reunião para a próxima segunda, às 9h, para discutir como fica o cenário político de 2010, após o anúncio de Maggi de desistir do pleito ao Senado. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • ANSELMO DE SOUZA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GOZADO TODOS OS COMENTÁRIOS NÃO COLOCAM NA LINHA DE FRENTE UM NOME QUE ESTÁ NOS BASTIDORES DA POLÍTICA , CRESCENDO NO SEU PARTIDO , NO PRÓPRIO PR E NO PT , NOME DO CUIABANO GESTOR HOJE DO MINISTÉRIO DAS CIDADES E COM UM PERFIL PREPARADO , O DO RODRIGO FIGUEIREDO , FALTA-LHE TRABALHO DE BASE , POIS NO MEIO POLÍTICO ESTÁ EM EVIDÊNCIA E CONSOLIDA-SE COMO NOVA LIDERANÇA DO MATO GROSSO.
    MARKETING E PUBLICIDADE É O CAMINHO A SER PERCORRIDO.
    O RODRIGO VIRÁ DE CERTEZA A PERCORRER ESSA ESTRADA , QUE ELE VEM PAVIMENTANDO A TEMPOS.
    PARA AS GRANDES EMPRESAS DO RAMO PUBLICITÁTIO ESTÁ AÍ UM PRODUTO PRONTO ESPERANDO SOMENTE A DIVULGAÇÃO. SERÁ QUE O GOVERNADOR E O RIVA ESTÃO ENXERGANDO A POSSIBILIDADE DE UM CUIABANO DE CHAPA E CRUZ VIR A SER CANDIDATO DO GRUPO, O RODRIGO REPRESENTA MUITO BEM A CUIABANIA , POIS A CONHECE BEM.

  • FRANK SABIÁ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MUITA GENTE TEM MEMÓRIA FRACA, MAS A IMPRENSA NÃO SE LEMBRAR, DEVE TÁ DE BRINCADEIRA. QUANDO ROBERTO FRANÇA LEVAVA O MAGGI PROS COMÍCIOS OU REUNIÃO EM CUIABÁ, O MAGGI DIZIA QUE QUERIA SER GOVERNADOR POR CAUSA DA SAÚDE... AÍ ELE CONTAVA A HISTÓRIA DE SUA FILHA, FATO QUE O DEIXAVA REVOLTADO CONTRA O MANDATÁRIO DA ÉPOCA. ENTÃO, AGORA ELE É GOVERNADOR, JÁ SÃO 07 ANOS DE GOVERNO E A SAÚDE NADA MELHOROU, AINDA POR CIMA TEM GENTE MORRENDO. PRÁ COMPLICAR AINDA MAIS, ACONTECEU O QUE TODOS SABEMOS... POR QUESTÃO DE SAÚDE ELE QUIS SER GOVERNADOR, AGORA POR QUESTÃO DE SAÚDE, ELE SAI DA DISPUTA... E TÁ CERTO, AFINAL É UMA QUESTÃO DE FORO INTIMO, ELE TEM QUE CUIDAR MESMO DE DONA TEREZINHA, SEU VERDADEIRO BRAÇO DIREITO, AQUELA QUE ESTEVE COM ELE NAS FASES CRÍTICAS, ISSO AÍ GOVERNADOR, VALORIZE A SUA FAMÍLIA, A FAMÍLIA É O ALICERCE E BASE DE TUDO, INCLUSIVE DA NOSSA PRESTAÇÃO DE CONTAS COM DEUS.

  • luiz fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Cissão Do Coxipó | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vai começar tudo de novo: ele é um gênio em logística de transporte, ele entende de tudo, vai ser a definitiva salvação pro Mato grosso..., ora deputadozinho o povo não engole mais esta.

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...