Últimas

Terça-Feira, 10 de Junho de 2008, 08h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

MEIO AMBIENTE

Maggi quer transferir Motossera de Ouro ao PA

  Incomodado com a repercussão nacional da pecha de "Motossera de Ouro", "premiação" imposta pelo Greenpeace em 2005, ano em que Mato Grosso foi responsável por 40% do desmatamento na Amazônia, o governador Blairo Maggi escalou emissários para ajudá-lo na transferência do título à colega Ana Júlia (PT), do Pará. A equipe do Pânico, da Rede TV!, que há 3 anos entregou o "prêmio" a Maggi, já foi contatada para fazer o mesmo com a governadora petista. Com essa transferência, Maggi acha que diminuirá o desgaste.

  Em meio ao avanço da devastação na Amazônia, MT perderia hoje para o PA, segundo cálculos da secretaria estadual de Meio Ambiente.  O SAD, sistema não-governamental de alerta de desmatamento da Amazônia, detectou, porém, aumento de 10% na devastação ao comparar os períodos de agosto de 2006 a abril de 2007 com agosto de 2007 a abril deste ano. Enquanto no primeiro foi desmatada uma área de 3.473 km2, no intervalo posterior a área foi de 3.849 km2.

   Apesar da contestação de MT, o SAD também aponta que o Estado é o líder de destruição de floresta neste chamado ano fiscal - o desmatamento é medido de agosto de um ano a julho do ano seguinte , com 50,7% da derrubada. Em seguida vem o Pará, com 35,7%. Há, porem, um detalhe: no Pará, a visualização foi prejudicada por nuvens, o que pode vir a superar Mato Grosso no acumulado do ano, que termina em julho. Existe, portanto, a chance de que o desmatamento no Pará cresça e chegue próximo ou até supere Mato Grosso. A curva do Pará é ascendente e o do Mato Grosso é de ligeira queda.

   Recado em Washington

   Maior produtor de soja do mundo, Maggi está em Washington. De lá, o governador mato-grossense manda recado para o mundo, que está de olho em MT. Em entrevista à BBC Brasil, ele disse que os números utilizados pelo governo federal para medir o desmatamento na Amazônia criam muito alarde e não batem com a realidade. Segundo Maggi, os dados obtidos através de imagens registradas por satélite e analisados pelo Inpe, oferecem uma imagem distorcida, como se o desmatamento da Amazônia estivesse descontrolado, quando, na verdade, ele está declinante. E assim, Blairo Maggi segue na briga contra os números oficiais.

   O novo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, citou os dados do Inpe, segundo os quais um total de 1.123 km2 da Floresta Amazônica foram desmatados somente no mês de abril e que MT teria liderado o processo, respondendo por um total de 794 km2.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Germano Souza Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Maggi!!!
    Que tal a MOTO-SERRA DE DIAMANTE?
    Assim tu ficas satisfeito?

  • Aldner Torquato | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Marcelo Arruda, muito oportuno seu comentário, meus parabarens!!!
    O tanto de propriedade de terra na floresta amanozica em mãos dos estrangeiros é brincadeira, como você mesmo comentou pra que tantas ONGS com vontade de ajudar a amozonia i o resto dos problemas que o planeta passa não importa?, porém não devemos deixar de frisar que tem gente que não tem a importância em preservar não, ao invés de bater no peito e assumir a responsabilidade, ser humilde assumir que está errando, mas que vai tomar providências para que isso mude, isso os nossos gestores não faz, prefere passar a responsabilidade e o problema para outro, tá parecendo aquele filme Tropa de Elite, que quando morre um na area de determinado distrito policial, eles carregam o morto e coloca em outro distrito (local), para fugir da responsabilidade, ficando nesse jogo de empurra i o problema maior Segurança (desmatamento)não fica resolvido, uma pesquisa como a do INPE só pode ser dado como incorreta se fizeram outra pesquisa e compravar que a anterior estava errada e não na base do achismo como estão fazendo ai, deixando a desejar fazendo com que nóis pensamos que temos 02 soluções pra acabar com o desmatamento: 01 A UE em forma de protesto não comprar madeira do Brasil, a outra solução que eu como Brasileiro tenho receio de pensar pq eu odeio esse país, porém pode acontecer se já não está acontecendo: é como dizia Raul Seixa no albo de 1980 Abra-te Sessámo a musica Aluga-se: Vamos alugar o Brasil...

    Infelizmente é isso que os nossos gestores dão a entender!!!

  • MARCELO ARRUDA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ROMILSON QUERO RATIFICAR QUE O COMENTÁRIO QUE TRANSCREVI É DO JORNALISTA PAULO ZAVIASK.

  • Jurandir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alguém viu o secretário de Estado do meio ambiente em WASHINGTON...Interrogaçao.

  • joão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O marcelo foi muito feliz na sua colocação, mas de tudo isso o que mais me preocupo e com os nossos politicos currupitos que deixa de uma forma fragilidada a nossa segurança e soberania com entrada de estrangeiro no brasil, voces acreditam que aquele porta avião americano o maior deles por sinal, veio a fim de passeio em nosso pais, ou mostrar poder militar, as reservas naturais americana esta quase zerada já deram disculpas para invadir alguns paises por causa do petroleo, e nós meus amigos estamos a merce do mundo , as nossas fronteiras são grandes e nosso exercitos com sucatas nas mão não consegue nem deter traficates imagina um inimigo armado.

  • Ramiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESQUECI DE COMENTAR A FRASE DO GOVERNADOR SOBRE A DIVULGAÇÃO DOS NUMEROS PELO INPI NÃO SEREM BONS PARA O BRASIL E PARA MATO GROSSO.
    COM ISTO TODOS CONCORDAM, É MAIS UM BOM MOTIVO PARA ELE PARAR DE DISCUTIR O ASSUNTO E COMEÇAR A AGIR NO COMBATE AO DESMATAMENTO AO INVÉS DE TENTAR GANHAR OUTRA MOTO SERRA DE OURO. O INPI NÃO DESMATA, APENAS CONSTATA O QUE ELE MAGGI ESTA FAZENDO EM MATO GROSSO

  • Ramire | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Rei que é Rei, nunca perde a magestade, Blairo irá levar esta fama de monstro do meio ambiente para o resto de sua vida.

  • Marcelo Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson Dourado é interessante este artigo escrito pelo jornalista Paulo Zaviasky, gostaria que vc postasse para o conhecimento e reflexão sobre os alardes das ongs e seus motivos.
    Por que não há ONGs no nordeste?
    É, NO MÍNIMO INTERESSANTE E NOS FAZ REFLETIR
    Veja a tabela da vergonha OU DA BURRICE NACIONAL?
    Vítimas da seca - 10 milhões
    Índios da Amazônia - 230 mil
    Sujeitos à fome?
    Vítimas da seca - Sim
    Índios da Amazônia - Não
    Passam sede?
    Vítimas da seca - Sim
    Índios da Amazônia - Não
    Subnutrição
    Vítimas da seca - Sim
    Índios da Amazônia - Não
    ONGs estrangeiras “ajudando”
    Vítimas da seca - Nenhuma
    Índios da Amazônia - 350
    A explicação para este absurdo:
    A Amazônia tem: ouro, nióbio, petróleo, as maiores jazidas de manganês e ferro do mundo, diamante, esmeraldas, rubis, cobre, zinco, prata, a maior biodiversidade do planeta (o que pode gerar grandes lucros aos laboratórios estrangeiros) e outras inúmeras riquezas que somam 14 trilhões de dólares.
    O nordeste não tem tanta riqueza, por isso não há ONGs estrangeiras “ajudando” os famintos.
    Enquanto isso, uma ONG estrangeira (principalmente dos EUA) está gastando milhões de dólares para “salvar” o mico leão dourado.
    Tente entender:
    Há mais ONGs estrangeiras indigenistas e ambientalistas na Amazônia brasileira do que em todo o continente africano, que sofre com a fome, a sede, as guerras civis, as epidemias de AIDS e Ebola, os massacres e as minas terrestres.
    Agora uma pergunta: Você não acha isso, no mínimo, muito suspeito?
    Ao entrar na página de uma ONG indigenista, da qual não citaremos o nome, uma das primeiras coisas que se vê é o emblema da União Européia, que investe milhões de dólares na demarcação de reservas indígenas no Brasil.
    Por quê?
    Quando há tantos problemas de maior gravidade: terremotos em El Salvador e na Índia, a catástrofe em que vive a África, a seca no nordeste, a epidemia de AIDS, etc.
    E eles gastam milhões para demarcar reservas indígenas? E que já são exageradamente grandes?
    Por quê?

  • Gilmar Maldonado Roman | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Marcelo Arruda em seu comentário, esclarece perfeitamente o que acontece no Brasil. Além das ONGS, existem também as Instituições Religiosas que há quase um século saqueiam nossa Amazônia com o discurso de evangelizar e/ou defender os indígenas. Por que esses grupos não estão onde há miséria, desolação e degradação humana? Claro, isso não daria retorno financeiro né?

  • Carlos Àguia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Marcelo gostei do seu comentário, meus parabens ??

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

Morre mais um pastor da Assembleia

pastor jose alves de jesus 400   A Covid-19 transforma mais um pastor da Igreja Assembleia de Deus em vítima fatal. Morreu nesta terça José Alves de Jesus (foto), que presidia há vários anos o Campo Eclesiástico Autônomo da Igreja de Primavera do Leste e região. Ele estava hospitalizado com o...

Mauro e os "cabeças chatas" do CE

mauro mendes 400   O governador Mauro Mendes está disposto a conhecer a experiência da  educação pública  do Ceará, que há anos apresenta os melhores índices no Ideb e é orgulho dos irmãos Ciro e Cid Gomes, ex-prefeitos de Sobral e ex-governadores. Até pretende...

Seduc e microônibus para municípios

alan porto 400 curtinha   A secretaria estadual de Educação, sob Alan Porto (foto), tem buscado parcerias com prefeituras para construir quadras poliesportivas, laboratórios de informática e escolas, além de ampliar salas de aula, adquirir ares condicionados e microônibus escolares, de modo a atender...

Emanuel é quem mais realizou obras

emanuel pinheiro 400 curtinha   Um levantamento da empresa Percent Pesquisa & Consultoria, feita em Cuiabá entre os últimos dias 13 e 14, destaca que, na percepção de 49% dos cuiabanos, o prefeito reeleito Emanuel Pinheiro (foto) foi o que mais fez obras e serviços. Em segundo lugar, com 19,8%, é citado...

Emendas ajudam Unemat de ROO

thiago silva 400 curtinha   Em reunião com o reitor da Unemat, Rodrigo Zanin, e com o pró-reitor Alexandre Porto, o deputado estadual Thiago Silva (foto) tratou da emenda de R$ 1 milhão para manter o curso de direito e abertura do de jornalismo em Rondonópolis neste ano. E, juntos, definiram o modelo de...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.