Últimas

Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2007, 04h:24 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Maggi receberá prêmio 'Caranguejo de Ouro'

    Depois do Greenpeace ter premiado o governador Blairo Maggi com Motoserra de Ouro, em 2005, ano em que Mato Grosso foi responsável por 40% do desmatamento na Amazônia, outras Organizações Não Governamentais estão se organizando para premiá-lo, agora com o prêmio 'Caranguejo de Ouro'. Argumentam que, ao determinar o fechamento do Batalhão Ambiental, o governador 'estaria andando para trás como caranguejo'. Maior produtor individual de soja do mundo, Maggi será procurado na próxima semana para entrega simbólica do prêmio.

     Ele se mostrou indignado ao ser perguntado sobre o assunto pela jornalista Lauristela Guimarães, repórter da TV Record Canal 10, nesta segunda à noite, tão logo chegou de Brasília. O governador observou que as ONGs se calam e não declaram apoio quando a sua administração acerta nas ações. Já quando toma alguma decisão que desagrada essas organizações elas partem para o ataque. "Ninguém dá uma palavra de apoio quando a gente acerta. Eu já estou acostumado com os ataques", comentou.

    Blairo Maggi explica que a reformulação no Batalhão de Polícia Ambiental não significa o fim da fiscalização ou descuido do governo quando à preservação do meio ambiente. Destaca que, em verdade, o Batalhão ganhará reforço no efetivo e terá novas atribuições na fiscalização e combate aos crimes ambientais em Mato Grosso, como combate aos desmatamentos irregulares, queimadas não-autorizadas e pesca predatória. Com a nova estrutura, o número de efetivo sai de 130 para mais de 500 policiais, já que o Batalhão poderá convocar, quando necessário, até 10% do efetivo de cada unidade militar para apoio tático e técnico, em qualquer região do Estado.

  O Comando do Batalhão Ambiental vai funcionar nas dependências da secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). A tropa, porém, será mantida na atual estrutura física na Cidade de Deus, em Várzea Grande. No interior, o efetivo será incorporado aos batalhões normais da PM. Segundo o governador, os policiais vão passar por cursos e treinamentos na área ambiental. "Agora, não vamos ter só 130, mas toda a PM para cuidar da segurança e também do trabalho na área ambiental".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS