Últimas

Terça-Feira, 24 de Abril de 2007, 12h:37 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Maggi resolve enfrentar rebeldia dos deputados

Governador mantém na pauta de votação os projetos sobre PM e o veto aos 30% do Fethab aos municípios 

   O governador Blairo Maggi decidiu partir para o embate com os deputados, convocou o seu secretário-chefe da Casa Civil, João Malheiros, para o trabalho de articulação e ordenou que os projetos que tratam da carreira e salário dos militares sejam votados na sessão vespertina desta terça, inclusive sem emendas, assim como o veto ao projeto do deputado José Riva, que transfere 30% do Fethab aos municípios.

   É a primeira vez nesta gestão Maggi que o Executivo e o Legislativo sinalizam para confronto. Assim que recebeu a incumbência, Malheiros começou a "disparar" telefonema para os parlamentares. Na prática, todos os 24 deputados são considerados da base aliada, mas alguns resolveram se rebelar. Argumentam que o governo não pode ser radical, ao ponto de não aceitar emendas aos projetos e, por isso, querem derrubar as mensagens.

    Maggi disse ao secretário Malheiros que agora quer saber quem é quem na Assembléia, numa demonstração clara de que deseja distinguir aliados fiéis daqueles que se posicionam a favor do governo, mas, no final, acabam agindo com conspiração. Maggi deixou o "pepino" na mão de Malheiros, transmitiu o cargo para o seu vice Silval Barbosa e viaja ainda nesta terça para os Estados Unidos. Ficará 15 dias fora. Malheiros passou a negociar com cada deputado. Com alguns já fechou acordo mediante até promessa de cargos na estrutura da máquina estatal.

    O governador decidiu encarar a rebeldia de alguns deputados, após receber recado de que as três mensagens sobre salário e promoções dos militares seriam emendadas. Maggi não aceita mudanças. Quer aprovação dos projetos originais. O projeto 5A fixa o subsídio dos oficiais da PM e do Corpo de Bombeiros Militar. O 5B define o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar e, o projeto 5C trata do efetivo da PM.

    Outra polêmica diz respeito ao veto do governador ao projeto do deputado Riva. Maggi argumenta que não tem como destinar 30% do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) para as prefeituras, sob pena de inviabilizar as obras. Convencidos por Riva, alguns deputados vão insistir na derrubada do veto do Executivo por entender que é viável, sim, transferir fatia dos recursos do Fundo aos municípios.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Fazendeiro deve disputar em Tangará

chico clemente 400 curtinha   Chico Clemente (foto), que está determinado a disputar a Prefeitura de Tangará da Serra pelo PSD, é fazendeiro e não precisa de política praticamente para nada. Mesmo assim, é conhecido por gostar muito dos bastidores, o que o levou a estar na direção de campanhas...

Vander sufocado em Tangará da Serra

vander masson 400 curtinha   Se até há poucos dias tudo indicava para uma possível eleição de Vander Masson (foto) em Tangará da Serra, agora a situação ganha novos rumos e se complica para o tucano. O filho do ex-deputado Saturnino vem perdendo o controle do cenário. Nos últimos...

IFMT e novo laboratório pra testagem

deiver 400 curtinha   Numa iniciativa inédita, o Campus do IFMT Cuiabá - Bela Vista, sob o diretor-geral Deiver Alessandro Teixeira (foto), terá um novo laboratório a ser utilizado para análise sorológica da Covid-19, através da pesquisa de IgG e IgM. A obra, orçada em R$ 1 milhão,...

Comitê chama órgãos fiscalizadores

emanuel pinheiro 400 curtinha   Para colocar fim às críticas sobre suposta falta de transparência na aplicação dos recursos transferidos a Cuiabá pelo governo federal com vistas ao enfrentamento à pandemia, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) determinou que seu secretário de Saúde, Luiz...

PT sob risco de não eleger ninguém

marcos viana 400 curtinha   Mesmo tendo cabeça de chapa para prefeito, no caso o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva, o PT dificilmente elege um vereador em Cuiabá no pleito deste ano. A chapa de pré-candidatos proporcionais é fraquíssima. O "grande" nome do partido é da professora Edna...

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.