Últimas

Sexta-Feira, 03 de Agosto de 2007, 18h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

MEIO AMBIENTE

Maggi sai em defesa do secretário Daldegan

Jornalistas João Pedro Marques (à esq.) e Américo Corrêa entrevistam o governador Blairo Maggi

    O governador Blairo Maggi sinaliza que deve manter Luís Henrique Daldegan à frente da secretaria estadual do Meio Ambiente. Para ele, o secretário tem feito esforços no sentido de melhorar a gestão ambiental. Nesta sexta (3), Maggi tocou na questão ambiental em entrevista, ao vivo, ao programa "Mato Grosso em Debate", da TV Assembléia (canal 30 aberto e canal 16 a cabo), ancorado pelo jornalista e empresário João Pedro Marques e com participação do também jornalista Américo Corrêa. O governador não demonstrou a mínima preocupação sobre a hipótese da CPI da Sema, recém-criada pela Assembléia, vir a provocar estrago no seu governo, já que a área ambietal se tornou um dos calcanhares-de-aquiles da atual administração.

    "A CPI é legítima e o Parlamento tem as condições de fazer as averiguações necessárias e no momento que deve ser feito", afirmou Maggi. Segundo ele, de 2003, quando assumiu o comando do Estado, até hoje "ocorreram avanços". Considera que um deles foi a questão do desmatamento, para quem está sob controle. O governador afirma que pretende acatar as medidas a serem sugeridas no relatório pela CPI.

    Quanto ao fato do secretário Daldegan estar sendo bombardeado de críticas, inclusive por parte de alguns deputados, o governador o defendeu. "A questão da Sema não é problema do secretário. Lá tem uma demanda muito grande, as pessoas mandam os projetos para Sema de forma errada", ponderou.

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha pessoal, estava nesta tarde de domingo assistindo pela tv assembléia a reprise da oitiva do secretário de meio ambiente em reunião da CPI da Sema e o que percebemos é que o secretário foi totalmente inconsistente em suas afirmações, e muitas vezes teve que recorrer a um assessor, afrânio, que também afirmou por várias vezes que estava a pouco tempo no órgão e não poderia responder certas perguntas. Ou seja, creio que a sociedade matogrossense que assistiu aquela oitiva deve ter percebido a falta de sintonia existente entre o secretário e sua secretaria, como também dos seus assessores com a realidade ambiental do Estado, pois pelo que percebemos nenhum de seus assessores é funcionário de carreira. No nosso entendimento consideramos como prejuízo para as política públicas do Estado nomear gente sem conhecimento técnico para certas pastas, pois o processo de gestão é travado, cria constrangimentos pessoais e distancia a área ambiental do processo de desenvolvimento sustentável do Estado.

  • Marcia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que mais me deixa de boca aberta nesse circo todo da cpi da sema e os deputados que compoe a mesa da cpi. quem são esses cidadãos para criticar a gestão do secretário Daldegan? é deprimente ver aquelas bestas que se acham detentora da moral. que cena deprimente e lamentável.
    é uma vergonha essa cpi.
    kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • bruno carlos de arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governador lamentavelmente parece que está sendo informado. A questão não é apenas a grande demanda de projetos ou destes serem protocolados de forma incompleta. O problema é de gestão, da forma de administrar do cidadão que lá está, que desconhece a área ambiental e que usa de diversos subterfúgios para fazer valer os seus interesses, tais como: segrega o circulo de influências a seu gabinete (que não possui técnicos de carreira do órgão), tudo que passar por ele, há uma desconfiança generalizada para com os técnicos de carreira do órgão; há um propósito de excluir técnicos capacitados e éticos do processo (perseguição de forma velada), por simplesmente terem pertecidos ao arco de confiança do ex-secretário marcos machado; a próprio forma deselegante e autoritária que ele se relaciona com as pessoas de escalões inferiores; o forçar a barra para tramitar mais rápido e aprovar alguns projetos protocolados posterior a muitos outros, defendendo explicitamente certos interesseses;etc,etc.; portanto, senhor governador, que respeitamos muito pela sua postura nestes últimos anos de governo, no entanto, está mal informado do que está acontecendo na sema, apenas uma versão está chegando até os seus ouvidos.

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Governador nesta entrevista foi bem claro "marcos machado botou a secretaria de meio ambiente para funcionar". Para os entendidos, a atual gestão está deixando a desejar, o órgão ambiental está paralisado.

  • aristóteles potter | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nesta entrevista achei que o governador foi muito bem, mostrou ser um agente público que adota uma forma diferente de fazer política, de respeito ao ser humano e a sociedade matogrossense, prioriza a eficiencia administrativa, transparência e foi categórico "vamos acabar com essa história de só os caciques políticos determinarem quem têm que ser candidato nas próximas eleições". Blairo está efetivamente quebrando paradigmas sim, e por isso eu não consigo entender como ele tolera uma pessoa tão distante de teus ideais e de sua forma de analisar a realidade como é o caso do seu secretário de meio ambiente. Gosto de você Blairo, votei no senhor, e simpatizo de sua forma de fazer política e de viabilizar políticas públicas, por isso, como cidadão matogrossense (além de seu eleitor) cobro do senhor uma postura em relação a sema. O senhor não merece, pela sua postura, uma situação tão vexatória quanto o que está acontecendo naquele órgão ambiental, não merece.

  • Verdade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Bruno

    Quando você afirma que o Secretário Daldegan desconhece a área ambiental qual critério usou para este entendimento equivocado?
    Ele é técnico da área meu caro, formado como Engenhar Agrônomo o que habilita esta á frente da pasta, bom tudo bem você não é obrigado a saber tudo, outra pergunta com base em que você afirma tão categoricamente que utiliza de vários subterfúgios para fazer valer seus interesses?Quais são esses interesses? O ônus da prova é de quem alega sabia?Você sabia que é prerrogativa do cargo compor sua equipe de assessoria direta?
    O fato de não ter funcionários de careira em sua assessoria de Gabinete não quer dizer que há uma desconfiança generalizada para com os técnicos de carreira do órgão bem como desconfiar dos técnicos de careira muito menos de menosprezá-los, de fato a sua intenção e difama de forma equivocada a pessoa do Secretário Daldegan, mais já vou mesmo que não tenha solicitado te dar um conselho, para chegar ao ponto de atingi-lo você terá pela frente um trabalho obsoleto, sabe porque? Você esta falando de uma pessoa que não existe, esse Daldegan arrogante, prepotente ou de perseguir os funcionários não e verdade, também não e verdade que persegue pessoas que foram para sema na gestão do Marcos Machado, sabe porque? A sua chefe de gabinete foi para sema junto com Marcos Machado, erra assessora dele desde quando era Secretário de Administração passando pela Secretaria de Saúde ate chegar à fema hoje sema pergunte se ela sofre perseguição? a prima do Marcos Machado, trabalha na SEMA pergunte se ela já sofreu alguma perseguição do Daldegan? Um dos assessores executivos e amigo do Marcos Machado, que o nomeou quando então secretário da pasta pergunte se ele sofre alguma perseguição? Poderia passar dias dando exemplos das atitudes e comportamentos do Daldegan porem uma única palavra o define de forma Completa.

    HUMANO!!!

    Essa simples palavra define a grandiosidade que é a pessoa do Luis, jamais permitiu que funcionários o chamassem de Dr. Sempre de forma humilde costuma dizer “ ainda não fiz doutorado” e mesmo que tivesse feito não permitiria tal bobagem os valores dele são outros inerentes a uma personalidade simples porem integro de valores hoje difíceis de ser encontrado nos bastidores do poder

    Luis não é e jamais será deselegante com pessoas que são seus colegas de trabalho. Só me resta uma opinião. Bruno o mal informado dessa historia e você meu querido

    Cuidado quando for jogar pedra para cima lembre-se que ela pode atingir a você mesmo.

    Parabéns Governador pela postura que tem diante de situações
    Onde o mais fácil seria substituir mais não o senhor tem personalidade e confia na capacidade dos seus Secretários não foi diferente com o Querido Carlos Brito e agora também com Luis Daldegan. Tenho muito orgulho de ter votado no senhor as duas vezes, aprendir a respeitar as pessoas por suas atitudes porque é através das atitudes que se conhece um homem de verdade e as atitudes do senhor só têm demonstrado o grande Homem que é.

    Ates que eu esqueça os cargos de maior relevância na sema hoje é composta por servidores de careira superintendências, coordenadorias, gerencias etc ...

  • Verdade escamoteada | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Elias Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente quero concordar com a Verdade, pois tive a oportunidade de conviver com o Secretário Luiz Daldegan, quando faziamos parte do Comite de Monitoramento do Propgrama Pantal, Ele sempre demonstrou competência e muito conhecimento na área ambiental onde representava a UNIRONDON e Eu as ONG Ambientalistas, além de ser uma pessoa muito simples e educado. Tenho certeza que os seus objetivos e de fazer o melhor para a área ambiental de nosso Estado. A SEMA ultimamente vem passando por uma campanha de difamação, deve ter gente interressada nisso se os servidores não se unirem, acho que eles serão os maiores prejudicados. Luiz desejo que Deus esteja do seu lado, pois vc vai precisar muito nessa sua grande jornada. Espero que a SEMA volte a ser respeitada.

  • Paulo Queiroz Pimenta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Atenção senhoras e senhores, temos informações de que há evidências de arapogagens nos sites que criticam o governo, particularmente nos que estão expondo os seus pontos de vista sobre o desempenho de certos secretários do governo, onde a própria imprensa têm sistematicamente noticiado a sua incompetência para o exercício do cargo. Corre a noticia nos bastidores de que agentes do governo estão trabalhando na identificação de emails e de IP, como também instalando programas espiões para monitoramento de pessoas consideradas de críticos permanentes de um certo secretário. Esses setores de "INTELIGÊNCIA" somente levantam informações consideradas brutas, banco de dados das pessoas e cabe a quem manda fazer esse tipo de coisa lapidar as informações e adotar medidas "disciplinares e corretivas" no caso de tais pessoas serem funcionários do governo. è lamentável que em pleno século XXI ainda exista censura e monitoramento da individualidade das pessoas. Esses tiranos, saudosistas da ditadura, deveriam saber que a crítica faz parte do processo democrático, e que se desejam apenas aplausos deveriam virar artistas e não assumir cargos públicos. Aliás, tais evidências de espionagem em certos órgãos estaduais já foram constatadas por muita gente, inclusive já foi colocado aqui mesmo, neste espaço democrático de que num órgão público estadual estariam colocando gravadores e filmando tudo o que os seus funcionários estão fazendo. Eu pergunto a todos: aonde vamos parar com isso, ainda mais sabendo que quem está mandando fazer tal "trabalhinho de investigação" são os primeiros que não sobreviveriam a um levantamento de sua vida funcional. Quis alertar a todos, pois a coisa é séria.

  • Sergio Gonçalves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não adianta o Governador sair em defesa do Daldegan; os fatos são notórios, e contra fatos não há argumento. Ele pode até ser uma pessoa boa, bom agrônomo; mas como gestor público deixa muito a desejar.
    Ainda bem que Secretario, Chefe de Gabinete, assessores passam... e nos servidores de carreira permanecemos. Infelismente ficamos com as mazelas, estragos que essas pessoas deixam.
    Tomara que saiam logo para a felicidade geral da nação.
    Uma coisa é certa: Quer conhecer uma pessoa? Dê poder à ela.

IFMT e novo laboratório pra testagem

deiver 400 curtinha   Numa iniciativa inédita, o Campus do IFMT Cuiabá - Bela Vista, sob o diretor-geral Deiver Alessandro Teixeira (foto), terá um novo laboratório a ser utilizado para análise sorológica da Covid-19, através da pesquisa de IgG e IgM. A obra, orçada em R$ 1 milhão,...

Comitê chama órgãos fiscalizadores

emanuel pinheiro 400 curtinha   Para colocar fim às críticas sobre suposta falta de transparência na aplicação dos recursos transferidos a Cuiabá pelo governo federal com vistas ao enfrentamento à pandemia, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) determinou que seu secretário de Saúde, Luiz...

PT sob risco de não eleger ninguém

marcos viana 400 curtinha   Mesmo tendo cabeça de chapa para prefeito, no caso o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva, o PT dificilmente elege um vereador em Cuiabá no pleito deste ano. A chapa de pré-candidatos proporcionais é fraquíssima. O "grande" nome do partido é da professora Edna...

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

2 nomes do DEM avaliam desistência

ivan evangelista 400 curtinha   A chapa de pré-candidatos do DEM a vereador pela Capital corre risco de sofrer duas baixas consideráveis. Os ex-vereadores Ivan Evangelista (foto), que atuou na Câmara por 13 anos, e Leonardo Oliveira, por dois mandatos, podem vir a desistir do teste das urnas. Mas, por enqanto, ambos garantem...

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.