Últimas

Quarta-Feira, 18 de Abril de 2007, 09h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

COMUNICAÇÃO

Maggi se igualou aos outros políticos, diz Muniz

Na TV, deputado diz que governo "assedia" lideranças para o PR, pratica carga tributária mais cara do país e vê MT como a terra dos escândalos

   O presidente regional do PPS, deputado estadual Percival Muniz, disse nesta terça à noite, no programa Terceiro Mundo da TV Record Canal 10, que o governador Blairo Maggi se igualou aos outros políticos. Segundo ele, há dois Maggi, um do primeiro mandato e outro da segunda administração. "Ele (Maggi) se igualou aos antigos políticos", comentou o dirigente do PPS, de cuja legenda o governador saiu para fundar e organizar o PR.

   Muniz afirmou que não considera que o PPS ficou esfacelado com a desfiliação do governador e da turma da botina. Disse que o PR, sob a liderança de Maggi, vem fazendo todo tipo de "assédio" às lideranças políticas, principalmente prefeitos e vereadores, para crescer e fortalecer. "Acho até que isso não é novidade tanto que todos os governadores fizeram isso. A novidade é o Blairo fazer. O Blairo surgiu para ser diferente", comentou Muniz, um dos principais articuladores para lançar o então "rei da soja" a governador, em 2002.

   Percival Muniz destacou que ajudou a construir o projeto da candidatura de Maggi dentro do propósito de quebrar paradigma, com diminuição de custos dos Poderes para sobrar mais recursos aos setores essenciais, como saúde, educação e segurança pública, além de estradas e à área social. "Agora, acontece o inverso em algumas coisas. Estou decepcionado com muitas coisas".

   O ex-prefeito de Rondonópolis por dois mandatos lembrou ainda do discurso do governador sobre o duodécimo da Assembléia, que recebe hoje cerca de R$ 13 milhões mensais. "O Blairo sempre falava: a Assembléia é um quarteirão e gasta mais que a Prefeitura de Rondonópolis, que tem 200 mil habitantes. E isso é verdade. Agora, ele assume e o governo faz é aumentar o repasse para a Assembléia".

  Muniz observa, porém, que a administração Maggi "fez muito e poderia fazer mais". Adianta que o PPS continuará cobrando mais investimentos. "É preciso ter coragem para cortar onde não é prioridade".

  O parlamentar admite que há conquistas da atual administração. Cita o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), para quem está melhor aplicado em casas populares. Considera que o programa de pavimentação asfáltica melhorou. "Esse governo fez mais asfalto do que a soma de todos os outros anteriores. Tivemos investimentos na saúde. Agora, poderia se fazer mais."

    Carga tributária

    O deputado Muniz afirmou ainda, ao vivo, no Terceiro Mundo, que Mato Grosso pratica a carga tributária mais cara do país e disparou: "Aqui temos a carga tributária mais cara do país, é o combustível mais caro, é a energia mais cara. Nos escândalos que estouram no país sempre MT está no meio, é mensalão, é sanguessuga, é não sei o quê".

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Ricardo da Matta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que o Percival precisa é explicar a \"mágica\" de chegar à prefeitura de Roo com uma mão na frente e a outra atrás e sair de lá comprando fazenda de 12 milhões de reais no Xingu. Precisa explicar os mais de 50 milhões de dívidas que deixou na prefeitura, as obras mal-feitas e super-farturadas, porque os geradores comprados para Secretaria Estadual de Educação foram parar na fazenda dele e tantas outras acusações e denúncias (todas, aliás, com fóros de verdade). Politiqueiro profissional e vulgar, vive de enganar o povo e só fala grosso para levar vantagem. Cria dificuldade para vender facilidade.

  • josé cardoso | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns Deputado Percival Muniz, excelente seu ponto de vista sobre esse governo que aí está. É uma realidade que todos vemos e sentimos. Somente os puxa-sacos e aqueles que mamam nos cofres públicos andam falando bem dessa administração e de seu administrador. As roubalheiras estão aí e ninguém faz nada, abafam qualquer tentativa de investigação. Um, exemplo claro está ai: A empresa do Moacir Pires prestou serviços ao Estado no valor de 2 milhões e poucos, e depois o Pagot disse que comprou o apartamento do Moacir por 205 mil reais

  • Luiz da Penha Corrêa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado... quando o Governador Blairo Maggi estava filiado ao PPS, o Deputado Percival Muniz pensava diferente, mas muito diferente mesmo!
    Será que mudou o Governador ou foi o Muniz quem mudou? Mas tão de repente assim? MISTÉÉÉRIO!!!!!!!!

  • EDUARDO JOSE DE SOUZA BRAGA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Assisti um verdadeiro parlamentar no programa da TV RECORD
    Esta é uma das funções do parlamento:O debate de idéias, as denuncias, a cobrança. Assim nasceu o PARLA que é fala no antigo Imperio Romano. Estes Deputados Patrimomialistas vivem de emendas, indicações, puxações de saco,emfim, uma desfunção de parlamentar.Parabéns Deputado Percival Muniz. Valeu os Votos dados a V, Excia.

  • João Antonio de Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O deputado está correto em suas avaliações. Ele só não falou que o governo do Blairo está cheio de escandalos.

    Uma diferença. No governo anterior os responsáveis pelas maracutaias agia nos bastidores. No governo Blairo o responsável pelas maracutaias atua dentro do Poder e tem um nome: Coronel Pagot.

  • João Antonio de Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O deputado está correto em suas avaliações. Ele só não falou que o governo do Blairo está cheio de escandalos.

    Uma diferença. No governo anterior os responsáveis pelas maracutaias agia nos bastidores. No governo Blairo o responsável pelas maracutaias atua dentro do Poder e tem um nome: Coronel Pagot.

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

2 deputados empurrados pra oposição

allan kardec 400   Por causa da bandeira que têm carregado de defensores dos servidores públicos, dois deputados do núcleo do governo começam a caminhar para oposição. Um deles é o pedetista Allan Kardec (foto) que, de tanto ser pressionado pelas chamadas bases para reagir contra a PEC da...

Elogios à gestão proba Mauro Mendes

marcelo oliveira 400 curtinha   O secretário de Estado Marcelo de Oliveira (Infraestrutura e Logística), Marcelo de Oliveira (foto), fez questão de destacar nesta quarta, em entrevista ao vivo ao RDTV, tv web do portal Rdnews, que o governador Mauro Mendes tem se empenhado ao máximo para fazer uma boa gestão,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.