Últimas

Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2008, 13h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Maggi vê falhas em projeto que delimita planície

  
Governador aponta erro em proposta dos deputados sobre delimitação da região pantaneira (Foto: Marcos Bergamasco)

   O governador Blairo Maggi (PR) vetou, ao considerar incorreto, um projeto das lideranças partidárias que estabelece os limites da planície alagável da Bacia do Alto Paraguai. De acordo com o governador, "trata-se de um erro material", já que essa delimitação traria inúmeras consequências negativas. "O pantanal mato-grossense é uma realidade, independente da delimitação que lhe for dada", ensina o "rei da soja". Em seu veto, Maggi diz que, "não é o fato de não estabelecer em lei estadual os seus exatos limites que deixaria o ecossistema desprotegido".

   Se não tivesse sido arquivado pelo chefe do Executivo, o projeto incluiria na região de planície alagável apenas 11 dos 141 municípios do Estado. Seriam eles: Barão de Melgaço, Poconé, Cáceres, Santo Antônio de Leverger, Nossa Senhora do Livramento, Itiquira, Lambari D´Oeste, Curvelândia, Rondonópolis, Porto Estrela e Juscimeira.

  O governador argumenta ainda que há outra falha quando os deputados consideram que a região alagável engloba todos esses 11 municípios. Com respaldo da Procuradoria-Geral do Estado, Maggi explica que, de fato, a região ocupa apenas pequenas partes territoriais de cada uma dessas cidades. Com base nessas incoerências, Maggi fez valer o poder da caneta e vetou nesta segunda (21) mais uma proposta oriunda dos deputados. (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Alonso Batista dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria que fosse feito uma matéria mais detalhada sobre o veto do governador, pois houve audiências públicas em alguns municipíos para debater o Projeto de Lei e participei da audiência realizada em Cáceres ( que teve uma participação de mais de 500 pessoas) e em Cuiabá. A análise de setores da sociedade civil organizada é de que o projeto inicial era muito ruim, tanto que era tratado como projeto de limite do pantanal e não da sua área alagável. Já na audiência em Cuiabá foi tratado apenas da bacia inundável.

    Gostaria de mais detalhes para repassar à todos que participaram da discussão, e olha que não são poucos

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...

Retorno, um novo tempo e inocência

jose carlos novelli 400 curtinha   Os conselheiros José Carlos Novelli (foto) e Antonio Joaquim participaram nesta terça da primeira sessão do Pleno do TRE, após três anos e seis meses afastados por determinação da Justiça, com base em denúncias sem provas de que cinco conselheiros...

MAIS LIDAS