Últimas

Quinta-Feira, 16 de Outubro de 2008, 23h:57 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

Mais 6 cassados; agora são 163 vereadores fora

  Há menos de dois meses para conclusão do mandato, mais 6 vereadores mato-grossenses foram cassados nesta quinta à noite pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral. Todos foram punidos por infidelidade partidária. Deixaram seus partidos pelos quais foram eleitos em 2004 sem justa causa após 27 de março do ano passado, data a partir da qual passou a valer a regra do TSE. Agora sobe para 163 o total de parlamentares cassados no Estado.

Quem perdeu o mandato nesta quinta à noite no TRE
* José Carlos Teixeira - Acorizal (do PMDB para PP)
* Sandro Lúcio Aleixo - Água Boa (PSDB para PP)
* Irapuã Sampaio Rodrigues - Arenápolis (PSDB para PMN)
* José Isaias Correa - Pedra Preta (DEM para PMDB)
* Mauro do Nascimento - São Pedro da Cipa (PPS para PP)
* Rômulo Márcio - Planalto da Serra (PPS para PDT)

   Em todos os processos, o juiz-membro do Pleno João Celestino Corrêa da Costa foi o relator. Apenas no processo contra o vereador por Planalto da Serra a decisão foi por maioria de quatro a votos a dois pela cassação, divergindo do juiz-relator que votou pela improcedência da ação. Nos demais casos,  a decisão foi unânime pela cassação.

    Extinção

    Devido à extinção dos processos, continuam nos cargos os vereadores por Carlinda, Francisco Roberio Gomes Alencar (DEM); por Alto Taquari, Fábio Mauri Garbugio (PR); e de Guiratinga, Honorino de Souza Júnior (DEM). As decisões por maioria acompanharam os votos dos relatores João Celestino e o desembargador Manoel Ornellas. O vereador por  Guiratinga, Honorino de Souza, teve o mandato requerido pelo diretório regional do PPS. Embora tenha alegado grave discriminação pessoal para justificar sua saída do partido, o relator reconheceu a desfiliação do vereador ocorrida em 2005 antes do marco temporal estabelecido pela Resolução 22.610/07, e acolheu a preliminar de impossibilidade jurídica extinguindo o processo.

   Já o vereador por Carlinda, Francisco Robério, que migrou do PTB para o DEM, teve o mandato requerido pelo MPE e também conseguiu comprovar sua desfiliação do partido antes de 27 de março de 2007, embora a comunicação à Justiça Eleitoral tenha ocorrido somente em 28 de setembro de 2007. O vereador por Alto Taquari, Fábio Mauri, que migrou do PT para o PR, teve o mandato requerido pelo 2º suplente Marco Antônio Sarkis Samara, que também já se desfiliou do partido. O relator, desembargador Ornellas, julgou o autor carecedor da ação acolhendo a preliminar de falta de interesse de agir.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • paulo roberto de oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu gosto de ver a agilidade do TRE, é uma brincadeira,
    depois de estar faltando dois meses para acabar a atual
    legislatura municipal, estão caçando mandatos de
    vereadores que cometeram algum delito eleitoral.
    Ganham muito e trabalham quase parando. Aí pessoal vê se
    desconfiam e agilize suando a camisa.

  • GUIRABANO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VE SE TRABALHA PARA O POVO AGORA JUNIOR,
    POIS E SABIDO QUE VOCE NUNCA O FEZ NA VIDA
    E COM O PASSAR DA SAUDOSA TIA ESTER, SUA GENITORA
    ESTA FICANDO CADA VEZ MAIS DIFICIL SE REELEGER
    EM GUIRATINGA.

  • SANDRA DAMETTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    RDNEWS, ESPERO QUE A JUSTIÇA AQUI EM BARRA DO GARÇAS TBEM SEJA FEITA EM RELAÇÃO AO WANDERLEI FARIAS, AS INJUSTIÇAS NA POLITICA QUE ESTÁ ACONTECENDO NESSA CIDADE.
    A POPULAÇÃO BARRAGARCENSSE PEDE JUSTIÇA A CASSAÇÃO DE WANDERLEI, POIS COMO MANDA A JUSTIÇA TEM TUDO PRÁ SER CASSADO. VAMOS LÁ AUTORIDADES CONTAMOS COM VOCÊS.

Reconhecimento de um governo ruim

pedro taques 400   Pedro Taques (foto) recorreu a uma observação feita pela mãe, professora Eda Taques, de que fora melhor senador do que governador. No horário eleitoral, o candidato ao Senado, agora pelo SD, menciona a frase da mãe para, em seguida, dizer que reconhece que sua atuação em...

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...