Últimas

Segunda-Feira, 28 de Maio de 2007, 03h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Mais preparo à nossa polícia

     Dois graves episódios ocorridos em menos de um mês servem de alerta ao governo Blairo Maggi quanto às ações ostensivas da nossa gloriosa Polícia Militar, paga, bem ou mal, para cuidar da integridade física do cidadão.
     Primeiro, policiais agem com truculência durante operação de desarmamento em fazendas na região do Araguaia. Os relatos de trabalhadores, que denunciaram agressões e torturas, são de arrepiar.
     Segundo, uma simulação desastrosa de resgate de um refém feita em Rondonópolis, no sábado, por homens de elite da PM resulta numa tragédia. Ao invés de usarem balas de festim, utilizaram projéteis de verdade durante a apresentação num bairro da periferia. Um menor de 13 anos acabou assassinado e vários civis ficaram feridos.
     A cena que não deveria sair da ficção ganhou realidade e agora corre o mundo. Está sendo exibida nos principais telejornais. Essas imagens dos instantes que antecederam a invasão no ônibus já mostravam que a ação era incompetente, pois os PMs não tiveram cuidado de verificar a própria munição.
     O governo pode até alegar que esses dois fatos retratam situações isoladas, mas no imaginário popular cresce ainda mais a concepção de uma polícia bandida, truculenta e que mata sem dó. Somos ainda um Estado que figura nas primeiras colocações no mapa da violência. Mas, ao longo dos anos, conseguimos apagar da memória das pessoas antigos comentários de que Mato Grosso, por força dos fortes e agravantes conflitos no campo, era terra sem lei, com predominância do 44.
     Agora, com esses episódios de violência policial condenáveis em todos os sentidos, a luta deve ser para não permitir o resgate da imagem do passado. Para tanto, são necessárias providências e ações governamentais urgentes. Nossos policiais são mal remunerados e, de um modo geral, necessitam de um maior preparo. Isso pressupõe investimentos.
     O governo precisa atacar o cerne da questão: a inabilidade da Polícia Militar em lidar com situações de conflito armado. A culpa pelo despreparo da tropa não deve recair sobre o soldado. Soma-se a isso o soldo irrisório pago a esses homens e mulheres que arriscam a vida diariamente (o salário de um policial militar em início de carreira é inferior a R$ 1,5 mil).
     Os brasileiros clamam por uma polícia mais justa, humana e adestrada, capaz de reagir com firmeza à bandidagem, sem expor a riscos pessoas de bem. Policiais não podem ser algozes do cidadão, tampouco vítimas do descaso.

Romilson Dourado é jornalista, editor de Política de A Gazeta e escreve neste espaço às segundas-feiras

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

Irmão de Thelma na lista dos traidores

ronaldo pimentel 400 curtinha   Na carta aberta assinada por Ricardo Saad, que preside o PSDB cuiabano, ele reclama de dívidas milionárias herdadas de antecessores, inclusive dos R$ 4 milhões de pendências somente do pleito de 2016, e menciona, entre outras coisas, que "(...) há correligionários, que estavam...

A bronca de Saad com Wilson Santos

ricardo saad curtinha 400   O vereador Ricardo Saad (foto), presidente do PSDB da Capital, resolveu disparar a metralhadora verbal contra colegas tucanos. Sobre o ex-prefeito e hoje deputado Wilson Santos, considera que este nada fez para ajudar o partido a se reestruturar, visando as eleições de outubro. Mesmo sendo vice-presidente...

Janela tira muitos políticos do calvário

gilberto figueiredo curtinhas   O fechamento da janela partidária, que encerrou-se no último sábado, dia 4, marcou o fim de um longo calvário aos partidos, que tiveram que suportar em seus quadros políticos que não estavam mais de “alma”, mas somente de “corpo”. Na Câmara...

Só 2 vereadores não vão à reeleição

felipe wellaton curtinha 400   Apenas dois entre os 25 parlamentares cuiabanos não vão buscar a reeleição. O licenciado Gilberto Figueiredo, que trocou o PSB pelo DEM, quer concorrer a prefeito, assim como Felipe Wellaton (foto), que até trocou de partido, saindo do PV e agora no Cidadania. Pretende disputar...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.