Últimas

Segunda-Feira, 28 de Maio de 2007, 03h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Mais preparo à nossa polícia

     Dois graves episódios ocorridos em menos de um mês servem de alerta ao governo Blairo Maggi quanto às ações ostensivas da nossa gloriosa Polícia Militar, paga, bem ou mal, para cuidar da integridade física do cidadão.
     Primeiro, policiais agem com truculência durante operação de desarmamento em fazendas na região do Araguaia. Os relatos de trabalhadores, que denunciaram agressões e torturas, são de arrepiar.
     Segundo, uma simulação desastrosa de resgate de um refém feita em Rondonópolis, no sábado, por homens de elite da PM resulta numa tragédia. Ao invés de usarem balas de festim, utilizaram projéteis de verdade durante a apresentação num bairro da periferia. Um menor de 13 anos acabou assassinado e vários civis ficaram feridos.
     A cena que não deveria sair da ficção ganhou realidade e agora corre o mundo. Está sendo exibida nos principais telejornais. Essas imagens dos instantes que antecederam a invasão no ônibus já mostravam que a ação era incompetente, pois os PMs não tiveram cuidado de verificar a própria munição.
     O governo pode até alegar que esses dois fatos retratam situações isoladas, mas no imaginário popular cresce ainda mais a concepção de uma polícia bandida, truculenta e que mata sem dó. Somos ainda um Estado que figura nas primeiras colocações no mapa da violência. Mas, ao longo dos anos, conseguimos apagar da memória das pessoas antigos comentários de que Mato Grosso, por força dos fortes e agravantes conflitos no campo, era terra sem lei, com predominância do 44.
     Agora, com esses episódios de violência policial condenáveis em todos os sentidos, a luta deve ser para não permitir o resgate da imagem do passado. Para tanto, são necessárias providências e ações governamentais urgentes. Nossos policiais são mal remunerados e, de um modo geral, necessitam de um maior preparo. Isso pressupõe investimentos.
     O governo precisa atacar o cerne da questão: a inabilidade da Polícia Militar em lidar com situações de conflito armado. A culpa pelo despreparo da tropa não deve recair sobre o soldado. Soma-se a isso o soldo irrisório pago a esses homens e mulheres que arriscam a vida diariamente (o salário de um policial militar em início de carreira é inferior a R$ 1,5 mil).
     Os brasileiros clamam por uma polícia mais justa, humana e adestrada, capaz de reagir com firmeza à bandidagem, sem expor a riscos pessoas de bem. Policiais não podem ser algozes do cidadão, tampouco vítimas do descaso.

Romilson Dourado é jornalista, editor de Política de A Gazeta e escreve neste espaço às segundas-feiras

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

CAA-MT fará vacinação contra H1N1

ittalo leite 400 caixa de assistencia   A Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA/MT), presidida por Ittalo Leite (foto), já deu início à Campanha de Vacinação Contra a gripe H1N1. Serão disponibilizadas seis mil doses da vacina para imunização contra a Influenza A e B,...

Governo compra 103 motos para PM

O governo estadual vai entregar nos próximos dias 103 motocicletas à Polícia Militar. Isso deveria ter ocorrido nesta segunda, mas foi adiado e ainda sem data definida. As motos serão utilizadas pelas equipes de policiais da Companhia Raio de Moto-Patrulhamento, Força Tática e pelo policiamento ordinário na Região Metropolitana de Cuiabá e em vários outros municípios. No primeiro lote, o governador Mauro...

Ex-prefeito, contratos e multa do TCE

jeovan faria 400   O ex-prefeito de Campinápolis, Jeovan Faria (foto), vai ter de pagar uma multa equivalente a 10 UPFs/MT, o que corresponde hoje a R$ 1,8 mil, como punição por contratação de pessoal por tempo determinado sem atender à necessidade temporária de excepcional interesse público....

Decon investiga "fura-fila" da vacina

O delegado Rogério Ferreira, da Especializada do Consumidor (Decon), instaurou o que se chama de Auto de Investigação Preliminar para apurar possíveis irregularidades no cumprimento da ordem de vacinação contra a Covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura de Cuiabá. Na prática, busca investigar possíveis situações de “fura-fila” e outras circunstâncias ilegais. Rogério...

Um assessor parlamentar no TCE-MT

carlos brito 400   Carlos Brito (foto), que já ocupou diversos mandatos eletivos, será nomeado assessor parlamentar do TCE, cargo ligado diretamente à presidência. Ali, em sintonia com o gabinete do presidente Maluf, terá a missão de regulamentar o processo de solicitação da Assembleia...

Covid mata 20º pastor da Assembleia

aparecido domingues pastor cidao 400   Morreu neste sábado mais um pastor da Assembleia de Deus em consequência da Covid-19. Aparecido Francisco Domingues, o Cidão (foto), que era vice-presidente em Paranaíta, é o 20º pastor da Igreja em Mato Grosso a vir a óbito, após ser infectado pelo novo...