Últimas

Domingo, 25 de Maio de 2008, 17h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

VÁRZEA GRANDE

Maksuês fecha com Júlio e desiste já nesta 2ª


Maksuês Leite (PP) vai alegar que atendeu ao apelo da família

Ex-governador vai ter agora no palanque o parlamentar do PP, que seria a principal ameaça a sua eleição

Só restará no embate contra os Campos o fragilizado prefeito Murilo Domingos

  O cacique do DEM (ex-PFL) Jaime Campos, que já está de olho nas eleições para governador em 2010, assumiu a coordenação-geral da pré-campanha do irmão Júlio a prefeito de Várzea Grande e já conseguiu êxito no primeiro grande desafio: a desistência da pré-candidatura de Maksuês Leite (PP), que vinha se firmando como principal ameaça nas urnas à eleição de Júlio Campos. Só restará agora como adversário dos Campos o prefeito Murilo Domingos (PR), já que o tucano, ex-vereador Dito Loro, só está no ensaio sobre a idéia de concorrer ao Paço Couto Magalhães.

   Numa reunião a portas fechadas no sábado, tudo ficou combinado para nesta segunda (26) Maksuês anunciar que não será mais candidato e, de quebra, ainda apoiará Júlio, com direito a cargos e indicação da candidatura a vice da chapa. Da reunião participaram, além dos dois pré-candidatos, o deputado José Riva, padrinho político de Maksuês, e Oscar Ribeiro, presidente estadual do DEM.

  Ficou combinado que nesta segunda, às 9h, em nova reunião, desta vez num dos auditórios da Assembléia Legislativa, Maksuês Leite, aquele que anunciou que só desistiria da candidatura se morresse, dirá que não concorrerá mais ao Paço Couto Magalhães. Já combinaram os argumentos. O deputado vai dizer que atendeu ao apelo da família, que não dispõe de estrutura de campanha e que Várzea Grande, para sair do caos administrativo, precisa de unidade da classe política e não de brigas. Por fim, anunciará que o seu candidato a prefeito será Júlio Campos.

   O que ficou acordado nos bastidores parece fugir da realidade, considerando que há menos de 15 dias Maksuês "detonou" Júlio Campos. Acusou o ex-governador de golpista pelo fato de ter sido demitido da TV Rondon (Rede TV!), onde apresentava um programa tido como seu palanque eletrônico. Chegou a dizer que "rolou" uma negociação de R$ 2 milhões entre Júlio e o dono da emissora, empresário Roberto Dorner (PDT).

(Às 17h25) - Vice será Mara ou Cláudio Moraes

Jornalista Cláudio Moraes, fiel escudeiro de Maksuês é cotado para vice de Júlio  No entendimento de bastidores com Júlio Campos, Maksuês Leite aceitou, em moeda de troca pela desistência da pré-candidatura, a indicação do nome para vice da chapa e ainda o comando de 3 secretarias, caso o novo grupo venha a conquistar a Prefeitura de Várzea Grande. Maksuês adiantou na reunião duas opções para vice, o nome de sua esposa Mara Rúbia e também do seu assessor parlamentar, jornalista Cláudio Moraes. Júlio sinalizou que aceita qualquer uma das sugestões. Cláudio é fiel estudeiro de Maksuês. Ele o acompanha na vida pública desde 1992 e tem pretensão de concorrer a uma cadeira de vereador no pleito deste ano. A bancada do PP, com as bênçãos dos deputados Riva, Campos Neto, Walter Rabello, Eliene Lima e Pedro Henry, chegaram a reforçar a idéia da dobradinha DEM-PP, com Mara ou Cláudio de vice.

(Às 18h) - Até Paulo Maluf intervém pelo acordão

Ex-prefeito Paulo Maluf motiva Maksuês a desistir  Júlio Campos foi buscar respaldo do seu compadre, o ex-prefeito paulistano e hoje deputado federal Paulo Maluf, para "sensibilizar" Maksuês Leite, do mesmo partido de Maluf, a abandonar a pré-candidatura. Maluf é padrinho de Laura Campos, filha do casal Júlio e Isabel Campos. Mantêm amizades há muitos anos. Atendendo ao apelo do compadre, o ex-prefeito de São Paulo telefonou para Maksuês neste sábado. Comentou para o colega de sigla que deve uma série de favores e gratidão a Júlio Campos e que gostaria que o PP apoiasse em Várzea Grande o cacique do DEM, ou seja, pediu que Maksuês desistisse.

   Também usou do mesmo argumento o deputado e jornalista Celso Russomanno (SP), uma das principais lideranças na bancada do PP na Câmara Federal. Maksuês, em resposta, disse que a tendência seria o recuo é apoio ao nome de Júlio para prefeito.

(Às 18h50) - Maksuês fez denúncias contra Júlio


Júlio Campos, do DEM, exclui mais um adversário

  Maksuês Leite concedeu uma entrevista coletiva no último dia 12, na Assembléia Legislativa. Estava "uma fera" porque naquele mesmo dia chegou na sede da TV Rondon (Rede TV!) para apresentar o seu programa Comando Geral e foi barrado na entrada. Recebeu recado da demissão. Na coletiva, o deputado do PP acusou o adversário Júlio Campos de ter negociado com o empresário Roberto Dorner R$ 2 milhões pela sua "retirada" do ar. Agora, Maksuês vai estar no palanque com aquele que ele próprio "esculhambou". Enquanto o deputado se vê numa saia-justa perante a opinião pública, Júlio Campos, que foi prefeito de Várzea Grande, governador, deputado federal e senador, sorri à-toa. Antes de fechar acordão com Maksuês, o cacique do DEM havia tirado do páreo o deputado do próprio partido, Wallace Guimarães.

            Eis algumas frases de Maksuês sobre Júlio

  • Fiquei sabendo que o acordo feito entre Júlio e Dorner foi de mais de R$ 2 milhões
  • Tentaram me calar, mas não vou me debruçar diante dos coronéis. Isso se trata de um acordo dos coronéis com Dorner, com quem sempre tive uma relação de cordialidade
  •  Lamento que ele (Dorner) tenha se curvado diante dos mandos desses coronéis
  • Não há outra explicação senão esse balcão de negócios
  •  Esperava tudo, menos essa rasteira e esse jogo sujo. Essa operação mordaça foi patrocinada pelo ex-conselheiro Júlio Campos 
  • Só não serei candidato a prefeito (de Várzea Grande) se eu morrer

(Às 7h40) - Agora só resta Murilo contra os Campos

  Com a desistência de Maksuês Leite (PP), só fica o prefeito Murilo Domingos, que concorrerá à reeleição, como única opção de voto para aqueles que não querem o retorno dos Campos ao poder em Várzea Grande. O ex-vereador Dito Loro (PSDB) mantém seu nome como "prefeiturável", mas deve anunciar recuo nos próximos dias.

   A aliança DEM-PP, que acabou por unir os adversários políticos Júlio e Maksuês, que nos últimos dias vinham trocando farpas, pode trazer resultado negativo nas urnas. Esse filme já foi visto em 98. À época, Júlio era candidato a governador e liderava com mais de 60% das pesquisas de intenção de voto. Com o propósito de "liquidar" logo o pleito antecipadamente, o então candidato do PFL resolve se unir ao advesário histórico Carlos Bezerra (PMDB). O eleitorado deu o troco. Júlio e Bezerra morreram abraçados nas urnas, o primeiro ao Palácio Paiaguás e, Bezerra, a senador. Foram derrotados, respectivamente, por Dante de Oliveira e por Antero de Barros. Em 2002, foi a vez do tucanato ganhar o troco dos eleitores por causa da  aliança contraditória com PMDB, que levou para o mesmo palanque os inimigos politicos Dante e Bezerra.

(Às 23h25) - Entendimento inclui Mesa da Assembléia

 O acordão entre DEM e PP de Várzea Grande, para o recuo de Maksuês Leite e pela consolidação da candidatura a prefeito de Júlio Campos, passou também por um acerto na eleição da próxima Mesa Diretora da Assembléia e até pelas costuras com vistas ao pleito majoritário de 2010. Os irmãos Júlio e Jaime Campos se comprometeram em ajudar na eleição do deputado José Riva à presidência da AL, pela quarta vez.. Todo os 5 deputados democratas vão votar na chapa, que terá como primeiro-secretário o hoje presidente Sérgio Ricardo. A eleição da Mesa ocorre este ano, mas a posse só acontece no início de 2009. Somente com as bancadas do DEM e do PP, Riva terá 9 votos. No geral, o atual primeiro-secretário conta com voto antecipado de 19 dos 24 parlamentares.

   Há um comprometimento também dos dois partidos quando às candidaturas de Jaime a governador e, de José Riva, para a senatória. Toda essa discussão fez pauta do encontro do sábado, que resultou na desistência da pré-candidatura de Maksuês.

Postar um novo comentário

Comentários (50)

  • Paulo Cesar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vamos ver se o povo de Várzea grande é realmente um povo esperto, agora é hora de provar isto, vamos ver!!!

  • Oliver Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meus Deus, não estou acreditando dessa notícia. Se for verdade, imaginem quanta grana que rolou, pois se o proprio Maksues denunciou o Julio de pagar para tirá-lo.
    Se isso realmente acontecer, o Maksues pode tirar seu time de campo e nunca mais voltar para a política.

  • Josemar Aurélio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente o Deputado Maksuês Leite demonstrou coerencia em sua decisão. Ao perceber o inevitável massacre eleitoral imposta pelo poder político-economico dos Campos, sua saída estratégica favorece seu grupo político e o futuro político do seu padrinho José Riva. Um confronto neste instante entre Riva e Jaime é pouco provavel já que a chapa 2010 Jaime e Riva vem se consolidando como viável.
    Boa Sorte ao Deputado em 2010 e me parece que a eleição Majoritária de Várzea-Grande já possue Vencedor.

  • RODRIGO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SÓ IDIOTAS VÃO CONTRA O DIHEIRO, FALOU MAIS ALTO A VOZ DO CIFRÃO.

  • marilce | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois é, será que não se fazem homens como antigamente, nós eleitores queriamos uma pessoa que mudasse o ponto de vista da nossa maravilhosa cidade.
    Mais agora com o medo de Maksues, nos teremos que achar um novo candidato com o poder e a machesa de enfrentar e mudar a nossa cidade!!!
    Mais é assim mesmo!!!
    Povo varzea-grandensse vamos mudar essa situação, votem em quem não destruira nossa cidade e leve ela a um lugar melhor para viver!!!

  • Antonio P. Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nossa..., será que o homem já morreu??? e o corpo dele esta todo dia indo trabalhar na AL? Ele todo dia dizia e até espilia salívas, que só não serei candidato se eu MORRER. O povo já está acostumado com bla-bla-bla e discurso inframavel dos politicos. quem vai levar a melhor neste acordão, é o candidato mais fraquinho da várzeagrande, escreve aí Romilson Dourado.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns a Maksues!

    Acredito que com esse gesto Ele, demonstra maturidade política! É seu primeiro mandato como parlamentar, ainda está cedo, Ele já conquistou,(demonstrou isso nas urnas), a confiança do Eleitor, e poderia sim, perfeitamente disputar as Eleições, mas num gesto de político que prevê o futuro, (não é imediatista), recua e espera....Parabens Maksues!
    Sua grandeza, o fará um dos políticos da nova geração mais respeitados de Várzea Grande e do Estado de Mato Grosso.


  • Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    OLHA GENTE EU FICO MUITO , MUITO TRISTE DE VIVER EM UMA CIDADE EM QUE NÃO SE TEM ESCOLHAR, NEM NA AREA DE LAZER OU CULTURAL , MUITO MENOS A ARE POLITICA.

    ESTA DESISTENCIA COMPROVA QUE ESTA CIDADE É DEFINITIVAMENTO CONTROLADA POR DEBAIXO DOS PANOS PELA FAMILIA CAMPOS. UM ABSURDO!

  • roque santeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esta e a vida de um covarde, um abutre que fala pelos quatro cantos que iria ser candidato, mas recuou porque, o que realmente aconteceu neste meio, outra vez não fale tanto, pense um pouco antes de falar, ficou com medo do que, cada a tua dignidade, vai usar a familia para justificar o teu ato covarde, que apelo da familia que nada, so os corajosos triunfam, maksues que decepção, nunca mais voto em voce, traira.

  • Clodoeste Pereira da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não acredito no que eu acabei de ler!!!Que Pena!! Infelizmente acabou o Jogo. A Democracía saiu perdendo. Parece que a classe política não precisa mais do voto do povo. So sobrevive atualmente na política quem faz negociatas.Aonde eu fui parar, esse geito de faser política não é o meu caso. Boa Sorte Maksues. IREMOS TE ENCONTRAR DE NOVO EM 2010. Até lá. Clodoeste,ex-vereador, presidente do PPS e primeiro suplente de vereador em Água Boa.

Ibope vê falha na pesquisa de Cuiabá

abilio 400   A  última pesquisa Ibope sobre intenção de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada na sexta passada (16) pela TVCA, cujo resultado destoa muito de outras amostragens, foi feita por telefone. E, por causa disso, o próprio instituto, em nota de esclarecimento publicada no próprio site,...

Medeiros x Fernanda e o bolsonarismo

jose medeiros 400 curtinha   Não são apenas Carlos Fávaro (PSD) e Nilson Leitão (PSDB), que se auto-combatem, com um tentando desconstruir a candidatura do outro na corrida pela única vaga em disputa ao Senado. Como num ringue de boxe, José Medeiros (foto), do Podemos, e coronel Fernanda (Patriota)...

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

MAIS LIDAS