Últimas

Terça-Feira, 27 de Maio de 2008, 13h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

ANÁLISE

Maksuês surpreende com um discuso antagônico

  Desde domingo quando o RDNews adiantou que Maksuês Leite iria desistir da pré-candidatura a prefeito de Várzea Grande e passaria a apoiar Júlio Campos, criou-se uma grande expectativa para o anúncio oficial do dia seguinte. Muitos ainda não acreditavam ou não queriam acreditar. Outros diziam: “eu já sabia”. E ainda tinha aqueles que preferiam não comentar, só observar, do tipo “ver para crer”.

  Confesso que eu também estava curiosa para saber qual seria a justificativa para essa mudança radical e ainda qual seria o discurso do deputado, que nas últimas semanas tinha feito ataques ao então adversário. Foram tantas as trocas de acusações entre Júlio e Maksuês que era realmente difícil acreditar numa reaproximação.

   Fui cobrir a entrevista coletiva de Maksuês na Assembléia. Encontrei apenas assessores e jornalistas e o auditório ainda estava vazio. Logo fiquei sabendo que a reunião entre Maksuês e Júlio acontecia no gabinete do deputado Roberto França. Fato que estranhei. Mas assim que vi Iraci França (DEM) e o deputado Walter Rabello (PP) no auditório compreendi o que iria acontecer. Enquanto Maksuês não aparecia, algumas autoridades iam chegando, entre elas, o senador Jaime Campos (DEM), o deputado federal Eliene Lima (PP), o pré-candidato Júlio Campos (DEM) o deputado Roberto França, a ex-vice-governadora Iraci França, e os deputados do PP, Walter Rabello e Airton Português.

   Em questão de 15 minutos a sala estava lotada. Os fotógrafos brigavam pelo melhor ângulo, os cinegrafistas disputavam lugar para pegar a melhor imagem do deputado, enfim, os repórteres se "espremiam" naquele ambiente. Mas de nada adiantou, porque quando Maksuês entrou acompanhado da esposa Mara Rúbia Leite e dos colegas de partido, deputados Campos Neto e José Riva, não falaram com a imprensa. Foram direto para a mesa iniciar os discursos.

  O primeiro a falar foi Oscar Ribeiro, presidente regional do DEM. Enalteceu a coligação entre os democratas e progressistas. Disse que houve uma identificação entre as duas legendas, que são lideradas por “pessoas da maior representatividade” e completou dizendo que o DEM assumiu as propostas do PP. Em seguida, falou o presidente regional do PP, Chico Daltro, que reforçou tudo que Oscar já havia dito sobre a coligação em nível estadual. Mas o curioso foi ele elogiar e destacar a presença de Iraci França, que passou a ser cotada para vice da chapa de Rabello, pré-candidato a prefeito de Cuiabá.

   Rabello quer usar Iraci como trunfo em última cartada do PP para amenizar o desgaste sofrido, já que não conta mais com seu palanque eletrônico (foi demitido da TV Cidade Verde) e ainda perdeu o mandato por infidelidade partidária e vem caindo nas pesquisas de intenção de voto.

  Mas, voltando à entrevista coletiva, um fato curioso também é que Roberto França, sentado no canto ao lado de Campos Neto, não parecia muito contento com tudo aquilo, nem mesmo com o fato de sua esposa ser indicada para vice e de ter sido convidado para coordenar a campanha de Rabello em Cuiabá. Ainda ficou “vermelho” quando foi chamado por Júlio Campos de Operariano, já que é mixtense de carteirinha. O conselheiro aposentado fez referência ao tempo em que França foi técnico do Operário e conquistou alguns títulos pelo time.

  Outro que ao menos não parecia muito satisfeito era o deputado José Riva (PP), liderança ativa do PP. O clima era de constrangimento, mas também não seria para menos. Depois de toda a armação de duas semanas atrás, quando Maksuês acusou Júlio de ser o responsável pela sua demissão na TV Rondon, era no mínimo contraditório ver naquele momento os dois dando as mãos como velhos amigos, fingindo que nada aconteceu e que tudo aquilo era a coisa mais normal do mundo.

  Quando Maksuês Leite começou a falar, todos na sala se entreolhavam. A cada fala do deputado gerava burburinhos. Alguns sorriam de forma a não acreditar no que ouviam. Num discurso totalmente antagônico, o parlamentar disse que a aliança entre PP e DEM daria a Várzea Grande um prefeito experiente, slogan criticado por ele há uma semana durante uma entrevista ao RDNews.

   Chegou a dizer que essa experiência era ruim. Que iria mostrar quem era Júlio Campos e lembrar das coisas que fez, mas parece que ele mesmo se esqueceu. Maksuês também disse que não desistiu de seu sonho, apenas o adiou. Mas será que ele conseguirá convencer seus eleitores de que realmente fez tudo isso pelo bem de Várzea Grande? Pelos vários comentários postados nas matérias acerca do acordão, parece que as pessoas não aceitaram muito bem essa "unidade". Só que esta resposta, ele só terá no dia 5 de outubro, data da eleição. O único que parecia eufórico era Júlio Campos, afinal, conseguiu eliminar mais um adversário e, de quebra, atraí-lo para o seu palanque em Várzea Grande. São coisas da política! (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O MAKSUÊS TA CERTO, EU NUNCA VI UMA CIDADÃO QUE TRABALHA HONESTAMENTE FICAR RICO NESTE PAIS, ENTÃO.......

  • pedro henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    espero que toda população de MT (de norte a sul)estejam vendo essa vagabundisse que esta acontecendo aqui em VG e vai acontecer em todo estado visando somente a eleiçao desses caciques em 2010.Vamos dizer não a eles .Quem vai ganhar nessa é somente Blairo que naõ está por traz desse corja.E VG vai dar PR=MURILO(esse Blairo é sortudo e vamos 2010 com Pagot).

  • marcao | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NAO SEJA DEMAGOGO!!pergunto a senhores,,na situaçao q nós vivemos num pais cheio d coruptos...VC nao aceitaria os milhoes doJC?????Entao vc é considerado um idióta,burro,imbecil etc....

  • j. Alcantara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não

  • Plínio Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A RAPOSA MOSTRA A CARA:

    Como teu eleitor, tenho o direito de externar a minha indignação, votei em Vossa Excelência em 2004 quando lançou-se candidato a prefeito de VG, votei no último pleito para Dep.Estadual. Que vergonha, estou sentindo-me envergonhado de tê-lo como conterrâneo, VG não merecia tanto descaso. Vossa Excelência já ouviu falar de Ética, Decência, Ideologia, tenho certeza que perdeu esta aula. E agora vai pedir voto para o Sadam, para o coronel “palavra em que V.Excelência se referia ao Julinho” se vendeu meu amigo, acovardou-se, antes a glória da derrota do que a covardia de ter-se vendido. Couto Magalhães deve estar se retorcendo todo em seu túmulo, “choras de vergonha”. Abandonaste o povo várzea- grandense para estar ao lado das aves de Rapina, mas o povo lhe dará a resposta. Votarei sim em Murilo Domingos como forma de contestação, o povo de Várzea Grande não burro como V.Excelência pensa, lhe daremos a resposta nas urnas, “terás o mesmo destino de tua tia Zilda Pereira Leite, parece-me que a falta de ética vêm de família.
    Exemplo de Ética: Antônio João militar mato-grossense em plena Guerra contra o Paraguai em 24/12/1864 quando este liderava 15 combatente contra uma tropas paraguaias compostas por 300 combatente, defendeu a colônia de Dourados-MS até a sua morte e de seus companheiro deixou a seguinte frase: Sei que morro, mas o meu sangue e dos meus companheiros servirão de protesto solene contra a invasão do solo da minha pátria’ isso sim era decência.

  • Ramiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse moço não sabe o que fala, o que faz. Não sabe nada. Como pode o povo eleger alguém tão despreparado! Penso que o deputado Maksuês Leite deveria sofrer um processo de interdição por absoluta incapacidade.
    O pessoal da Assembléia que se cuide, pois tudo é possivel à partir de agora com esse rapaz.

  • Ramiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse moço não sabe o que fala, o que faz. Não sabe nada. Como pode o povo eleger alguém tão despreparado! Penso que o deputado Maksuês Leite deveria sofrer um processo de interdição por absoluta incapacidade.
    O pessoal da Assembléia que se cuide, pois tudo é possivel à partir de agora com esse rapaz.

  • eneas cardoso filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha quem pode mais chora menos, o Deputado não aguentou o primeiro raund, aquele dia que eu vi aquelo choro de menino mimado, vi que ele não era de nada para disputar uma eleiçao com o Julio Campos, acho que não tinha nada que fazer este teatro todo, desde o começo ele sabia que nao tinha para ele, numa disputa com JC, em fim tentou uma saida honrosa, mais acho que fez uma grande merdeira politica com sua carreira tão curta.

    Enéas.

  • Max Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ora, Ora, Ora,

    Se eu não me engano, esse filme aconteceu há alguns anos atrás quando várias raposas se juntaram com o objetivo de desbancar, naquela época, Dante de Oliveira, que parecia ser um candidato sério.

    Desta vez, lastimavelmente, o Povo de Várzea Grande vê um iniciante, que alguns dias atrás acusava Júlio Campos, fechar um acordo sem ao menos comunicar aqueles que o acompanhavam no seu AÇÃO GERAL.

    Sim, isso mesmo!!!!

    Maksuês não ter avisado o PT do acordo nada me surpreende, porém tinha obrigação com aqueles que estavam investindo numa farsa, sem terem conhecimento.

    O Maksuês enterrou sua carreira política, é o que eu espero juntamente com milhares de varzeagrandenses que desconfiavam daquele discurso inflamado, porém não imaginava tamanha falta de zelo com o caráter.

  • Pau Rodado | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esta pobre cidade de Várzea Grande parece que tem cbeça de burro enterrada na entrada e na saída! Olhem bem a cara (e a história) dos que querem (e vão!) administrar a cidade nos próximos quatro anos!!!!! Dá prá ter alguma esperança???!!!

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.