Últimas

Sábado, 10 de Maio de 2008, 08h:08 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

LEGISLATIVO

Malheiros e Savi voltam; França e Satélite saem

  O deputado João Cuiabano Malheiros retorna à Assembléia na próxima quarta, juntamente com o líder do governo Mauro Savi, que interrompeu, dois meses antes, o período de licença. Com isso, perdem cadeiras no legislativo os suplentes Roberto França (sem partido) e Pedro Satélite (PPS). Todos concorreram, em 2006, pelo PPS, numa coligação com o PFL (hoje DEM). Juntos elegeram e reelegeram 10 deputados. Malheiros estava afastado da AL há mais de um ano. Saiu para ocupar o cargo de secretário-chefe da Casa Civil e, assim, contribuir para com o esquema de rodízios entre titulares e suplentes. Os que estão "na reserva" da coligação vivem expectativa de um entendimento para dois titulares da coligação se licenciar, de modo a permiti-los continuar legislando.

   O problema é que há resistência para se cumprir o tal acordo. As bancadas do PR e do DEM chegaram a bater a porta do Palácio Paiaguás. O governador Blairo Maggi, principal líder dos republicanos, defendeu a necessidade de haver alternância na cadeira de deputado entre titulares e suplentes. Encontra, porém, dificuldades para convencer esse ou aquele a se afastar para abrir vaga aos suplentes.

   França concorreu pelo PPS e não se elegeu, mas graças à contribuição de Gilmar Fabris, que ficou afastado por um ano, o ex-prefeito de Cuiabá continuou atuando como deputado. Com o retorno de Fabris, França passou a ficar na cadeira de Malheiros que, por sua vez, estará de volta na quarta (14). Nesse mesmo dia, Mauro Savi também reassume o posto, tirando também da AL Pedro Satélite, que continua no PPS.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Ana Aline | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Volte mesmo João Antônio! Acho um absurdo, um abuso, estelhonato eleitoral essa história de rodízio com os suplentes...Que coisa mais desonesta...deveria ser proibido. Como também, deveria se proibido, o parlamentar se licenciar para ser candidato ou para ocupar cargo no poder executivo. Pela primeira vez tenho concordadar com o DEM(ônio)por meio do senador Demontines(GO) que fez a proposta de se renunciar ao mandato se, se quiser assumir função diferente daquela para a qual foi escolhido pelo povo. Parabens tambem para o vereador (Cuiabá) Luiz Poção pela iniciativa identica na Câmara municipal.
    Romilsom, não te conheço mas adorei esse espaço que você deu a nós, seus leitores, de podermos manifestar sobre tudo que acontece e você que noticia.Parabéns!

  • marco antonio de mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha eu fico indignado com essa situação de rodízio. Isso é uma palhaçada, estão de gozação com a cara do eleitor. Poxa... (gostaria de manifestar com um palavrão, mas seguindo as regras definidas pelo site rdnews.com.br, vou me conter.E concluindo, quero mandar um recado para Roberto França, Roberto França, você está arrebentando com o seu programa de televisão, larga de mão da política, você já deu a sua colaboração, tanto para a capital como para o Estado de MT.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson, o leitor do blog, é naturalmente um formador de opinião, pessoas ligadas ao cotidiano; É de suma importância saer que um Partido e ou Coligação necessita de Legenda para se obter uma ou mais cadeiras no parlamento, portanto, entendo ser justo o rodizio sim! Agora se o Deputado titular da cadeira, fosse eleito com os votos suficientes da legenda,aí tudo bem! mas Deputados e Vereadores se elegem em um contexto, onde todos os candidatos somam votos, então é muito justo o rodizio.
    Agora cara de pau e mal agrdecido é o parlamentar que atinge um numero baixo de votos, se elege com a soma da legenda, senta no mandato e não se afasta um dia sequer para o suplente! Como é o caso de um certo vereador da Capital que se elegeu por um partido da frentinha, que nunca teve a ombridade de sequer agradecer os campanheiros que o elegeram.
    É um direito discordar de rodizios, mas creio ser legal e moral! émeu ponto de vista!

  • Sociologo Mauro Cesar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meu candidato nao foi eleito, e portanto nao pode querer ser deputado por forças de circunstancias, é uma cretinice achar que essa historia rodizio é legal. Alem de ilegal é imoral. Afinal quem paga as contas da assembleia cada vez que um deputado se licencia e outro entra em seu lugar, indevidamente? Somos nós o povo, que nao aguenta mais esse cheiro podre de certos poderes!

  • Ricardo Monteiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ja era hora de Mauro Savi retornar à AL, pois o próprio Blairo me confidenciou que não aguentava mais ter que ficar recebendo o chato do Brunetto que ficou na liderança. Segundo o gov. o cara é muito pegajoso.

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    como parlamentar o sr. roberto frança otimo , mas como prefeito quem é serviodr publico da prefeitura de cuiaba que lamenta...não soube escolher secretarios, e como todo politico correto o sr. roberto frnaça deve ter humildade de dizer que pecou algumas vezes na administração municipal...o ressultado foi nas urnas qdo se candidatou a deputado estadual..

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...