Últimas

Quarta-Feira, 31 de Outubro de 2007, 21h:09 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Manifesto contra a criação do Núcleo Agro-Ambiental

Manifesto contra a criação do Núcleo Agro-Ambiental

Os servidores da Secretaria de Estado do Meio Ambiente de Mato Grosso/SEMA/MT, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores do Meio Ambiente–SINTEMA, vem por meio deste documento manifestar o seu descontentamento perante a formalização do Núcleo Agro-Ambiental, proposto pelo Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado da Administração - SAD, a ser implantado num prazo de 25 (vinte e cinco) dias, a partir de 29/10/2007, ou seja, até o dia 20 de novembro de 2007.

É um equívoco relacionar a SEMA apenas ao setor agrícola, sendo que a área ambiental ordena o uso dos recursos naturais tanto no setor agrícola, como no setor industrial, mineral e de serviços, pois atuamos com os três setores da economia: o primário, secundário e terciário.

Entendemos que a implantação do Núcleo Agro-Ambiental promoverá, em médio e longo prazo, o desmantelamento da área sistêmica e técnica da SEMA, comprometendo, inevitavelmente a gestão ambiental do Estado, contrariando o artigo 6º da Lei Complementar nº 232/2005. Tal previsão está baseada nos seguintes argumentos:

1. A SEMA tem como missão “Garantir a conservação e preservação dos recursos naturais visando ordenar seu uso e promover o desenvolvimento socioeconômico com qualidade ambiental”. A associação da SEMA com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural – SEDER configura conflito de interesses, uma vez que a gestão ambiental quase sempre se confronta com os interesses do setor produtivo, representado em Mato Grosso principalmente pelo agronegócio.

2. A geração de conflitos de interesse será inevitável, uma vez que, a priorização na aplicação dos recursos destinados ao meio ambiente é voltada às ações preservação, conservação, recuperação e fiscalização do mesmo, enquanto que os recursos destinados a SEDER, EMPAER, INDEA, INTERMAT, tem como objetivo o fomento à produtividade e o crescimento econômico, cabendo a SEMA o papel de agente fiscalizador, visando o cumprimento da legislação ambiental Federal e Estadual para um desenvolvimento ordenado e sustentável.

3. Com a incorporação de setores da SEMA ao Núcleo Sistêmico, vislumbramos o início da fragmentação das atribuições desta Secretaria, o que agrava ainda mais a imagem já comprometida, dentro e fora do Pais, da gestão ambiental do Estado de Mato Grosso, ferindo a Política Nacional de Meio Ambiente.

4. A área sistêmica da SEMA, apesar de seguir as mesmas Leis do Executivo Estadual, tem diferenças e peculiaridades em suas ações, tais como:

· Planejamento, captação de recursos, monitoramento e execução de projetos tendo como financiadores agências nacionais e internacionais que atuam na preservação e conservação do meio ambiente, além do financiamento de projetos na área ambiental;

· Planejamento e gerenciamento de capacitações técnicas na área ambiental, financiadas por organismos internacionais;

· A SEMA é uma Instituição que possui na sua estrutura um setor especifico com técnicos altamente qualificados, que elabora e acompanha projetos na área ambiental, em parceria com Prefeituras e sociedade civil organizada;

· Esta Secretaria ficará debilitada, uma vez que a centralização de administração proposta pelo Núcleo Sistêmico distancia o gerenciamento das metas da área técnica;

· As missões estratégicas das Secretarias que estão sujeitas a compor o núcleo denominado “agro-ambiental” são distintas e requerem esforço de equipes de planejamento setoriais para compreender a dinâmica do processo;

· Buscar melhorias das políticas públicas ambientais é melhorar a gestão, o acompanhamento e avaliação. A criação de Núcleos Sistêmicos vem na contramão deste processo, uma vez que centraliza e ao mesmo tempo burocratiza a gestão pública, o que desde a década de 80 vem sendo combatido no serviço público brasileiro;

· Documentos como RAG – Relatório Governamental, PTA – Plano de Trabalho Anual e o Portal Governo Transparente são ações que visam demonstrar melhor desempenho das instituições públicas, e apresentar melhores resultados à sociedade. O setor ambiental vem a cada ano aprimorando estes documentos e resultados, demonstrando à sociedade a razão de sua existência;

· Os conflitos a serem gerados pelo Núcleo Sistêmico têm um preço alto a ser pago por todos, em especial a sociedade, que paga seus impostos e espera que o Estado seja eficiente e eficaz no desempenho de suas funções e não desorganizada em suas ações e desrespeitando a Constituição Federal que solicita descentralizações das ações de governo e não centralização em núcleos sistêmicos;

· A definição de sistêmico/sistema, segundo o dicionário Aurélio é: “conjunto de elementos, entre os quais haja alguma relação. Estrutura organizada que funcionem com um propósito comum”.  Instituições com missões estratégicas distintas, porém complementares, devem trabalhar com autonomia para, assim, a sociedade ter a certeza de que o estado brasileiro legisla para TODOS.

A SEMA já funciona como um núcleo, razão pela qual requeremos que seja criado um núcleo específico do meio ambiente, considerando o valor de seu orçamento, a quantidade e importância de seus programas/projetos, os repasses que realiza em detrimento de cooperação técnica, convênios com prefeituras e ONGs, gerenciamento de recursos de compensação ambiental, mas principalmente, pelo respeito que o Governo tem que ter com a preservação e sustentabilidade dos recursos naturais.

CUIABÁ, 31 DE OUTUBRO DE 2007

OSMAR PRADO DE OLIVEIRA
PRESIDENTE DO SINTEMA

Diante do acima exposto questionamos quais os ganhos efetivos com a criação do Núcleo Sistêmico, uma vez que atualmente a Secretaria de Estado da Administração- SAD vem assumindo atribuições que envolvem:

- Centralização dos processos licitatórios de obras, serviços e aquisições;
- Elaboração e realização de Concurso Público;
- Convocação, nomeação, enquadramento e promoção dos servidores públicos;
- Discussão e aprovação em nível do Governo do Estado, dos Planos de Cargos e Salários;
- Padronização e elaboração das publicações do Governo;
- Estabelecimento e aplicação da legislação referente aos servidores públicos, assinatura de convênios, contratos e concessão de diárias;
- Definição de logomarca do Governo do Estado e das Secretarias de Estado;
- Manutenção dos veículos do Governo do Estado;
- Padronização do Sistema de Controle de Patrimônio.

O que mais pode ser otimizado e padronizado pelo Núcleo Sistêmico? 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...