Últimas

Segunda-Feira, 22 de Junho de 2009, 14h:07 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

ARTICULAÇÃO

Marcel articula para "derrubar" Eder e comandar Sefaz

   O secretário-adjunto da Receita Pública, Marcel Souza Cursi, tem feito uma campanha sistemática nos bastidores da secretaria de Fazenda, junto aos servidores, na tentativa de "derrubar" o titular da pasta Éder Moraes. Embora negue o fato publicamente, servidores garantem que um verdadeiro complô está sendo formado nos corredores da Sefaz contra Eder. Marcel é advogado tributarista e fiscal de tributos estaduais. Ele assumiu o cargo de adjunto em março de 2004 e, desde então, se articula junto aos demais fiscais, numa tentativa de "fritar" Eder. Atualmente, a Sefaz se divide em dois grupos distintos. Um de apoio a Marcel, outro a Eder.

   Segundo informações, Marcel se reúne mensalmente à portas fechadas com um grupo de fiscais e agentes, onde são discutidos quais os métodos para deixar Eder "mal com a sociedade". Ele ocupa cargo de confiança no segundo escalão do governo Blairo Maggi e, por conta disso, detém forte influência e controle das contas públicas.

   Em 2007, Cursi, que é um dos responsáveis pelos cofres do Estado, ingressou na Justiça para receber a verba denominada "saldo de cotas". Tratam-se de ganhos por produtividade em procedimentos fiscais que os integrantes do grupo Tributação, Arrecadação e Fiscalização têm direito. Mesmo assim, o fato causou estranheza tanto nos servidores quanto na população, já que foi o próprio Cursi quem deu parecer contrário ao recebimento da tal verba "saldo de cotas". (Flávia Borges)

(16h28) - Éder nega crise e diz que Marcel é excelente gestor, preparado e de confiança

  O secretário de Fazenda Éder de Moraes ficou na bronca com a matéria acima. Segundo ele, não procede a notícia de que o seu adjunto Marcel Souza de Cursi estaria agindo com conspiração. Considera matéria plantada para "tentar desestabilizar a relação de confiança criada entre ele e o  adjunto da Receita Pública". "Marcel é de minha inteira confiança e a relação entre nós é inabalável." Enfatiza ainda que Marcel busca executar com a equipe da Receita todas as suas determinações, com o objetivo de manter a ordem tributária estadual e o combate sistemático à evasão fiscal em Mato Grosso. “Marcel, além de ser um excelente gestor, é um dos tributaristas mais preparados deste país. Cumpre as minhas ordens com a celeridade que a minha gestão exige”, enfatiza o secretário de Fazenda.

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • jornalista | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    putz.....e ainda não precisa mais de diploma pra ser jornalista....

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito estranha esta noticia, Marcel Cursi, não possui estes defeitos: traição e baixaria.
    É um profissional atencioso e leal, transparente, pode ter menos determinação do que Eder, mas é eficiente.
    Não consigo acreditar, acho que é uma fofoca, o que parece(as fofocas) este periodo do governo está cheio.
    Minhas fontes na Sefaz, confirmam a lealdade de Marcel.

  • Servidor cidadão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Emanoel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não acredito nessa informação.
    O Marcel é um técnico competente e não necessita desse tipo de ação para chegar ao cargo de secretário.
    Além de competente é e foi muito leal ao governo Blairo Maggi.
    Parece que alguém deve estar procurando os culpados pelos problemas que estão aparecendo em relação ao tratamento que a classe produtora e empresarial está recebendo da Sefaz.

  • ELIZEU | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SOU SERVIDOR CONCURSADO DA SEFAZ-MT, E AQUI NA SECRETARIA REINA O RESPEITO ENTRE DIREÇÃO E SUBORDINADOS, QUANTO AO MARCEL ASSUMIR DEVE SER QUANDO E SE O SECRETARIO EDER SAIR REALMENTE CANDIDATO.
    QUE PODE SER ATÉ A GOVERNADOR AÍ QUEM SABE O MARCEL VIRA SECRETARIO COM O EDER MORAES GOVERNADOR.
    QUEM VIVER VERÁ, EU ESTOU TORCENDO.

  • Joao Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito estranho mesmo, existtem na verdade 3 grupos fortemente armados na SEFAZ , um contra do Todo Poderoso Eder IMoraes, um contra o Marcel Antipatico Cursi e outro contra os dois anteriores seria um mais esquerdista mais independente, e muito mais poreparado para enfrentar a SEFAZ do que os que se dizem inteligentes. ACORDA MEU POVO

  • Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Jacyara, acho que você não conhece o Marcel como eu conheço, esses defeitos de traições e baixarias, ele tem sim senhora.


    Quando o Conselheiro Valter Albano era Secretário de Fazenda, quem mais apunhalava ele pelas costa, era esse Marcel, e outra, coitado do Luiz Santos Silva, outro Fiscal de Tributos. Teve que voltar a fiscalizar, por causa desse marcel aí. Perseguição e baixaria.

  • Zé Bolo Flor | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Neste link é a resposta! http://www.rdnews.com.br/noticia.php?cod=14782

  • Viviane | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não desmerecendo o Secretário Éder...mas o Marcel não precisa de usar de métodos para derrubar ninguém. Tenho certeza que os comentários desnecessários, partem de alguém que usa de politicagem ou quer algo em troca. Marcel é enjuado, sistemático, exigente e para quem o conhece, sabe muito bem que é inteligente, conhecedor da causa tributária e ainda para completar, é conhecedor da área econômica, contábeis, informática e é uma biblioteca ambulante. Adjunto já é, e se quiser chegar à qualquer outro cargo, não precisa esperar ou derrubar ninguém.

  • antonio fagundes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha, nem se esse tal de Eder Moraes fosse apresentador de televisão ele iria aparecer tanto quanto esse rapaz aparece.
    Eu acho isso incrivel.
    Como pode, esse cara não sai da tv. O meu filho, vai trabalhar um pouco, vc parece mais uma galinha, que não pode botar um ovo e já sai cacarejando.
    Quanto essa briga entre o cursi e o eder, acho isso normal, isso faz parte da cartilha da turma da botina, eles não têm amigos, tem parceiros de conveniencia.

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...