Últimas

Sábado, 18 de Agosto de 2007, 08h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

JUDICIÁRIO

MCCE e Tribunal agora travam embates jurídicos

Os coordenadores do Movimento Cívico de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Antonio Cavalcante Filho, o Ceará, e Gilmar Brunetto, o Gauchinho, entraram numa briga feia com o presidente do Tribunal de Contas do Estado, José Carlos Novelli. Resgataram denúncias ainda da década de 1990, quando Novelli presidia o extinto-Departamento Estadual de Viação e Obras Públicas (DVOP), juntaram a outras acusações já exploradas e transformaram-nas numa ação popular contra o conselheiro e o TCE. Por coincidência, Ceará e Gauchinho protocolaram nesta sexta (17) a ação na 3ª Vara da Fazenda Pública de Cuiabá, duas horas antes do próprio Gauchinho comparecer à Justiça para se explicar. É que Novelli já o tinha interpelado judicialmente para apresentar provas sobre denúncias contra o Tribunal. Agora, o presidente do TCE pretende ingressar com outra ação contra os membros do MCCE, desta vez incluindo Ceará na condição de réu.

    Na ação popular, o MCCE pede que o Tribunal rescinda contrato de R$ 5 milhões com o Instituto Creatio, que executa serviços terceirizados. Propõe cancelamento do serviço de limpeza com a empresa Transamérica e defende ainda embargo da obra de construção da nova sede do TCE, alegando que o custo subiu de R$ 12 milhões para R$ 17 milhões. O presidente Novelli, por sua vez, assegura que não há o que temer e garante a lisura em todos os processos.

    Clique aqui e veja a ação.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • yuri ilitche petrovich | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estou em Mato Grosso há 10 anos, acompanhei a subida meteórica do novelli, de vereador até o tribunal. A imprensa matogrossense por muitas vezes noticiou o papel de novelli em campanhas eleitorais, principalmente aquela do finado Dante ao governo. Cansamos de vê-lo carregando uma mala, e quase sempre junto com outra figura conhecida que hoje é deputado.È louvável o papel do MCCE, do Ceará e do Gilmar, pessoas dignas e combatentes, e que exercem o papel que deveria ser do MP ou da própria OAB.Infelizmente, nestes anos de Mato Grosso já deu para perceber a relação no mínimo suspeita que ligam certos poderes públicos, desde a questão do repasse de recurso, ao processo de como se dá a aplicação e prestação de contas, a até mesmo troca de favores, através de nomeação de "amigos"de poderes distintos, de forma a camuflar o nepotismo, fisiologismo, e outros ismos. Tenho certeza que a sociedade está respaldando as ações do ceará e do gilmar, e que tais investigações se estendam o mais rápido possível a certa secretaria de Estado tão em moda hoje em dia, pois sabemos que certos deputados não podem investigar algo em que estão umbelicalmente envolvidos.

  • ELIFAS JOSE RIBEIROe | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu não sei se o RDN já percebeu mas esse TCE é um orgão que não faz falta a não ser para acomodar politicos em fim de carreira (derrotados)senão vejamos:esse tce supõe que era prá estar ali peesoas formadas em contabilidade,um governador nomeia um deputado p/ o tce é claro que esse deputado vai estar devendo favor a este governador e agora eu pergunto: ele vai rejeitar as contas de quem o colocou la? no minimo ele vai colocar la no parecer dele "aprovado com ressalvas" e esse mesmo deputado tem um amigo prefeito as contas desse prefeito vai ser reprovadas? então ali não tem como punir ninguem porque um deve favor a outro então de vez em quando da uma puniçao p/ não ficar muito na cara, então Ceara e Gilmar vão em frente não vai ser facil porque vcs estão mexendo com quem tem "costa quente" "poderósos" não sei se vai ser vetado

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • rodrigo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Li a peça. Tem o claro sentido de criar fato. Pede que o MP investigue caso, que acompanho por interesse profissional, onde o próprio MP já investigou e emitiu parecer favorável no STJ. Trata-se do episódio dos cheques emitidos pelo Dvop em favor de empresas e que foram trocados em factoring. É café requentado. De qualquer forma, é certo o caminho da Justiça para eliminar dúvidas.
    O que não é certo é fazer denúncia e não sustentar em juízo. Que parece ter sido o caso do membro do Mcce ao ingressar com nova ação para desviar o foco da interpelação anterior contra ele. A nova ação não apresenta informações significativas e fica pedindo investigação disso e daquilo numa clara demonstranção de vingança ao se ver confrontado a provar acusações feitas ao vento.

  • joao carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    No MANDADO DE NOTIFICAÇÃO E INTIMAÇAO,NO DESPACHO/DECISÃO,INTIME-SE O REQUERENTE E SEU ADVOGADO PARA COMPARECEREM,SOB PENA DE PEREMPÇÃO(ART. 60 DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL(ANTECIPAÇÃO DA DILIGÊNCIA ),SOB PENA DE EXTIÇAO E ARQUIVAMENTO. Pena que seu Novélli não compareceu á AUDIÊNCIA.
    Esperamos que este embate se limite apenas no processo Democrático e Judicial. Conhecemos o poder de influência e financeiro do José Novelli.Porém acreditamos na Justiça com uma ceteza, Á JUSTIÇA DIVÍNA NÃO FALHA.

  • Fernando Bueno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter ofensas e denúncias graves sem comprovação. Queria, por gentileza, refazer seu comentário.

  • henrique nolasco da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Numa análise genérica viu romilson, sem nenhuma "maldade" em mencionar tribunal algum, apenas por dados históricos, consideramos se alguém deseja ser conselheiro, e de repente chegar a presidência é só começar por baixo, seja carregador de mala de algum potencial candidato a executivo,e mostre "eficiência" em fazer "negócios" e obter "ganhos extras" para o grupo.

  • LUIZ PINHEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Conheço bem os efeitos de administrações corruptas; sei também o quanto os tribunais têm manipulado a lei para livrar os corruptos.Observo com tristeza que os ladrões do dinheiro público são benvindos aos tribunais e cadeias, de onde saem com grande pompa. Roubar dinheiro público, neste país, não é crime ao menos merecedor de punição, já que,ao que parece, não há ninguém dentre os servidores públicos, com moral para fechar a porta da cadeia. Não poderia ser assim. Afinal, há uma disposição no código de Processo Civil (art. 334, I), que dispensa a prova quando os fatos são notórios. É interessante que prefeitos pintores de paredes de repente virem indivíduos de atitudes caras; de conforto raro e que seus parentes o acompanhem, sem nenhuma renda, num crescimento patrimonial vertiginoso e falso. De onde vem o dinheiro? É claro que não se pode acusar sem provas, mas ninguém é cego para não perceber o óbvio.Só os Tribunais não percebem, porque a justiça é cega, mas os juízes não deveriam ser. Sobre o Senhor Novelli, não o conheço, assisti-o em palestra em Sinop; achei-o bem complicado. E sobre os tribunais de contas, são órgãos inúteis, caros e destinados a dar aos companheiros os favores da lei.Porém, o TCE vai no mínimo uma vez por ano às prefeituras do interio: quase sempre na véspera dos julgamentos das contas dos prefeitos. Não sei porque, se o processo está na capital.

  • FRANCISCO CAMPOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E muito triste ver orgãos do governo conivente com os desmandos e fechando os olhos para a corrupção. Tenho uma filha que faz medicina e sei que e difícil pagar a faculdade, agora esse filho do parlamentar que faz medicina em tempo integral e ganhando no TCC sem trabalhar NESSE ORGÃO. Governador já é hora de tirar essa banda podre da esfera dos poderes, ELES SÓ MANCHAM SUA BRILHANTE ADMISTRAÇÃO COMPETENTE E HONESTA NO MEU ESTADO.

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.