Últimas

Terça-Feira, 26 de Agosto de 2008, 18h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

EMBATE JURÍDICO

MCCE pede ao TSE julgamento de 3 deputados


Chica, Fabris e Henry se mantêm no cargo, mesmo cassados  

  O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) protocolou junto ao TSE um pedido de providências. Quer celeridade no julgamento dos processos que envolvem os deputados estaduais cassados Chica Nunes (PSDB) e Gilmar Fabris (DEM)  e o federal também punido com cassação Pedro Henry (PP). Apesar de terem perdido o mandato junto ao TRE, os três recorreram ao TSE e, sob força de liminar, continuam legislando. Contra os três pesa acusação de compra de votos nas eleições de 2006.

   Para o MCCE, os três são defendidos no TSE por advogados que já foram ministros daquela Corte. Fabris, hoje licenciado pela quarta vez (sua vaga é ocupada por Roberto França), é defendido em Brasília por José Maria Alckmin. Já Henry e Chica contrataram os serviços do advogado Fernando Neves. Ambos são ex-ministros do Tribunal Superior Eleitoral.

  Segundo o coordenador do Movimento, Antônio Cavalcante, o Ceará, "os sucessivos pedidos de licença do deputado Fabris, entregando o mandato aos suplentes, e manter na Assembléia a deputada Chica, com um pedido de prisão pendente, representam uma violência ao Parlamento. Só o julgamento rápido pelo TSE pode oferecer segurança, inclusive às testemunhas ameaçadas", observa Ceará.

  Chica e Henry foram condenados no mesmo processo. São acusados de usar uma servidora da área de saúde em Cuiabá para negociar votos. Já Fabris se complicou porque em Poxoréu o Ministério Público levantou provas de que ele teria comprado dezenas de eleitores, inclusive com nomes inscritos numa caderneta.

  Os três processos estão sob relatoria do ministro Joaquim Barbosa, um crítico contumaz da corrupção, que vem travando grandes debates, principalmente no STF. (Vívian Lessa com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse trio tem que ir pra cadeia

  • sandro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os estagiarios do TJ foram presos, o presidente do TJ que desviou 1,500,000 nao.
    Os deputados foram cassados e permanece no cargo, os coitados dos vereadores cassados nao.
    Nao entendo mais nada. Coitado de quem é pobre.

  • heleno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    todos estão vendo pq os parlamentares em brasilia não querem modificar o código penal e fazer a reforma politica...são casos como estes que faz do brasil um pais corrupto, de anarquias, faz mto bem o walter rabelo largar mão desse pessoal..

  • MARCOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DEVE TER MUITA GENTE GRANDE ACOBERTANDO ESSA PRATICA DE CAFAJESTICE NESTE PAIS, POIS SE ESTÃO SOB IVESTIGAÇÃO E AINDA CASSADOS, DEVEM SER AFASTADOS JÁ SEM CUSTAS PARA OS NOSSOS BOLSOS, POR QUE TANTA LIMINAR E ESSA IMUNIDADE PARLAMENTAR ? É PARA DAR LIBERDADE A ELES EXECUTAREM COISAS ERRADAS E FICAREM IMPUNES ? AONDE ESTA A LEI ? SE FOSSEM PÉS RAPADOS JÁ ESTARIAM EM CANA FAZ TEMPO, NÃO É? VAMOS MORALIZAR NOSSA POLITICA, HOJE NÃO VEMOS MAIS POLITICOS COMO AUTORIDADES, E SIM COMO UM BANDO DE SALAFRARIOS, TEMOS QUE MUDAR ESSE QUADRO JÁ, OU ALGUEM DISCORDA?

  • Josefh | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É a gente fica vendo toda essa barbarie, e o pior hoje a policia não usa mais algemas não é mesmo, nossa justa justiça, e pior ainda o povo vota nesses sujeitos, veja o caso do henry, walter, maksues, riva, maluf, pita, são do balaio do PP antigo PDS, e a justiça abole a algema pra rico que se estão sendo bresos provavelmente enriqueceram ilicitamente.e o julinho quer dar aumento para os professores piso de 950,00 e ele tem voto É, É MUITO DIFICEL, mas não ta morto que peleia... vamos a luta

  • cuiabana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    imagem limpa do rabello,joao cuiabano?uemura que o diga..comoalguem pode ser limpo estando aliado com riva...

  • VARZEANA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUEM É PADRINHO POLITICO DE GILMAR FABRIS?????JULIO CAMPOS,APRENDEU RAPIDINHO.QUEM GILMAR FABRIS ESTAVA DEFENDENDO ESSES DIAS?????JULIO CAMPOS.FARINHA DO MESMO SACO

  • Rita de Moureira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É uma vergonha para a população matogrossense e a de Cáceres. Confiavamos nesse Pedro Henry, mas sua mascara caiu...

    MENSALÃO, SANGUESSUGA E AINDA TEM A VELHA HISTORIA DA SANEMAT, E AGORA ESTOUROU A COMPRA DE VOTOS!

    Estamos envergonhado por ter uma pessoa que diz morar na nossa cidade.

    E ainda, tem o irmão Prefeito recebendo milhões e milhões do governo federal,abre o olho Ministério Publico e Policia Federal!

    Infelizmente a Justiça esta omissa... deixa esse bando continuar agindo e no poder!

  • Francisco Gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • João Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ainda bem que a coordenação do Walter Rabelo desprezou qualquer tipo de apoio dessa turma, mesmo o Pedro Trintinha ser do PP, ele não deu as caras, até pra não atrapalhar a imagem limpra do WR!

    Em Cáceres, numa pescaria esses dias, la também, o Pedro Trintinha, não deu as caras também no horário politico na Tv do Irmão Kaka, como o Deputado Federal Frank Aguiar chamou ele no meio de 10 mil pessoas e chamou um artista protagonizando como um Baitola (Homossexual) para fazer o povo dar um sorriso, gargalhada, pois o povo tava com a cara fechada com o Ricardo Henry no palco tentando se aproveitar do show.

    Infelizmente, politicos fazem o que bem entende, desvia dinheiro publico e brinca com a cara do cidadão brasileiro.

    Pedro Henry, MENSALÃO, SANGUESSUGA, E ANTIGA SANEMAT como comentou a moça ai em cima. Tirando algumas obras que ele trouxe em Cáceres e região. E A COMPRA DE VOTOS!

    Não deu em nada até agora e a Justiça só adia!

    Paulo Maluf, que é do mesmo partido do Pedro Henry, vive a mesma situação, já foi preso, mas solto, e hoje é Deputado Federal, candidato ainda a Prefeitura de São Paulo, PÔDE!

    Infelizmente a justiça nossa é assim! STE voces estão de parabens, trabalhando muito e corretissimos!


Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...