Últimas

Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2009, 07h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

CAOS

Médicos rejeitam proposta de Santos e greve continua

   Os médicos da rede pública municipal de Saúde de Cuiabá rejeitaram nesta quarta, em assembleia-geral, as 12 propostas do prefeito Wilson Santos (PSDB) e, assim, mantiveram a greve e vão cumprir o ato de demissão em massa a partir desta sexta (2), quando terão vencidos os 30 dias de aviso prévio que a categoria cumpre. Dessa forma, o Hospital e Pronto-Socorro Municipal da Capital vai amanhã com a penas um médico cirurgião, justamente o único profissional efetivo para cada plantão.

   Na quarta, o prefeito apresentou algumas propostas à classe, mas, prevendo que elas não seriam acatadas, anunciou à imprensa que tinha um plano “B” e que utilizaria todas as armas jurídicas possíveis para, no máximo até 5 de outubro, restabelecer os serviços, com a possibilidade de terceirização dos serviços na área de saúde. O problema será encontrar médicos que se disponham a trabalhar, já que há risco de serem acionados no Conselho Regional de Medicina devido ao fato da existência de 112 problemas nas unidades de saúde do município. Com base nisso, o Sindicato dos Médicos do Estado (Sindimed), sob Luis Alvarenga, pode vir a acionar aqueles que se propuserem a trabalhar, com base no Código de Ética, que proíbe médicos de atuarem em locais sem as mínimas condições de trabalho.

   Os dois itens negados pelo prefeito são justamente os considerados fundamentais pela classe: elevação salarial e a demissão do secretário Luiz Soares. Santos, por outro lado, prometeu reduzir de 90 para 60 dias o prazo para elaborar o projeto do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), com encaminhamento em regime de urgência especial à Câmara Municipal. Se comprometeu também a flexibilizar a Portaria 016, que regulamenta o Prêmio Saúde para médicas em licença maternidade e para participação em congresso, desde que na área de atuação do profissional, além de formar um grupo para discutir em 10 dias os outros três pontos de impasse referentes às férias, décimo-terceiro e licença de saúde. A pressa de Santos em resolver o impasse com os médicos se explica pelo fato dele planejar o início da reforma do HPSMC a partir da segunda quinzena deste mês, algo que deve provocar nova crise na já caótica saúde pública. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • rosa maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que perdoe o colega André, que por desconhecimento da real situação que coloca
    os profissionais da saúde como marginais. Não é bem assim:
    Qual profissional que consegue exercer sua capacidade médica sem instrumentos ,material basico e medicamentos?Sem um aparelho de Raio X e Ultrasson que funcione?
    Sem uma maca para deitar seu paciente?
    Sem uma agua para ele ,pelo menos, beber?
    Num ambiente sem luz e sem aclimatização no calor de Cuiabá?
    E outras deficiencias...
    E ainda com salário duvidoso ,que não está incorporado ao seu salário real?
    Que tem centenas de outros colegas contratados,recem formados ,sem concurso público e amigos do rei, que superlotam os espaços dos servidores de carreira?
    e O QUE É PIOR; TEM UM SECRETÁRIO ALÁ HITLER!!!!! Que segue as órdens do prefeito para perseguir os funcionários?
    E também que tiveram um PSEUPCCS recente com tronstornos terríveis para a vida do servidor municipal que só consegue rever seus direitos na justiça que quase sempre é manipulada pela turma do FAIAD E USSIEL?
    É MOLE OU QUER MAIS???André vc não conhece 10% da história por que o PREFEITO PINÓQUIO VAI NA TV E DIZ QUE TUDO ESTA TÃAAOOO BEEEM!!!Pergunte ao servidor público de carreira ,não às centenas de DAS que atropelam a prefeitura (maioria) sem preparo algum.Por favor vá atras da realidade.

  • Renne.Taiffer | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em outra mídia a noticia pé completamente diferente da postada aqui. Independe de marias rosas ou rosas marias, de Hitler ou Gandhi,  se eles pedirem demissão, deveriam  contratar novos profissionais e com salario melhor! Só estão ameaçando já  deveriam ter tomado uma atitude drástica. Devem estar contado os tostões para pagar carro, casa, etc. Tão pensando que emprego de 4.0000/mes para trabalhar uma hora /dia se acha assim na esquina. Publica edital para ver quantos candidatos aparecem

  • ADONAI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    andré e Antonia,qto vcs recebem do Luis Soares e do Prefeito p/ falarem essas besteiras e em que planeta vcs vivem!!!!!!!ACORDEM!!!!CALEM-SE,SERÁ MELHOR P/ O MUNDO!!!!!!

  • maga | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso ai já virou balaio de gato, se fosse nos EUA, alguem já teria pego um fuzil R 15 e detonado esse PSM, nunca vi assim como se brinca com a saude do povo, inquanto isso o ditadorzinho Marcos Aurelio, Nara, Beth do Despraiado, e uma tal de Gislaine, esta mandando mas que o Secretario, perseguindo a esposa do Dr Wager, e o homi não toma uma atitude, que po....ra de marido é esse, que não cuida da esposa???? O pessoal dela que atende nos não tem sussego??? O povo aqui está querendo mobilizar e dar um corretivo na tal sujeita. Acorda Secretario vai esperar o pior acontecer???? Queremos saude....abaixo a perseguição, fora o Ditador Marcos Aurelio da Tensão Basica...dono do forno do Triagulo Roxo, cara covarde e perseguidor...recado dado....Fui.

  • ANTONIA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    tUDO MENTIRA DESSES MÉDICOS,QUE FALTA ISTO,AQUILO NADA DISSO,E ELES NÃO FALAM QUE OS PACIENTES VÃO ATÉ O PRONTO SOCORRO COLACA MARQUEIRO P/PASSAR POR MÉDICO E ELES SAEM PASSEANDO,FESTAS......IMAGINA ISSO,COITADO DO POVO DOS BAIRROS QUE NÃO TEM PLANO DE SAÚDE P/CONSULTAR SOFRE NAS MAÕES DESSES MERCENÁRIOS,MÁFIA DE BRANCO.O PREFEITO E SECRETÁRIO DE SAÚDE ESTÃO FAZENDO C/ QUE ESSA SITUAÇÃO MUDE,MELHORE, E ELES NÃO ACEITAM(mÉDICOS)AÍ A BRIGA CONTINUA PORQUE OS MÉDICOS NÃO QUEREM CUMPRIR HORÁRIO,QUEREM RECEBER O SAL. DE 4 HORAS E QUEREM TRABALHAR 1 HORA ISSO QDO. TRABALHAM,NÃO QUEREM DAR PLANTÃO.ISSO QUE OS MÉDICOS NÃO QUEREM VOLTAR.

  • AUGUSTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    uma vergonha,o prefeito de cuiaba investir 400% a mais em publicidade e deixar o caos na saude,ele acha mais bonito valorizar propaganda na tv e jornais que contam mentiras,do que priorizar o povo,sua hora ta chegando pinoquio,nao se pode enganar a todos a todo momento,mentira tem perna curta!!!

  • mario | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o prefeito que a população elegeu mais uma vez o povo caiu na história que esse pinóquio contou pois contar história é com ele mesmo e o que ele de melhor faz, e vai ficar pior ainda a saúde pois os cirurgiões apartir de amanhã não trabalharão mais no PS, Da-lhe Wilson incompetente, acorda povo e vê se não elege mais esse homem nem para presidente de bairro.

  • José Artur Costa Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Impressionante o poder desse prefeito em achar que funcionário municipal acredita nele.
    Um gestor que tem apelido de PINÓQUIo quer fazer crer que diz é real?
    Elaboração de PCCS na prefeitura gera trauma,pois os servidores foram terrivelmente enganados por essa gestão.Eles perderam todo o Tempo de Serviço conquistado ao longo de muitos anos de trabalho.Hoje estão na justiça para poder rever esse estrago.
    E ainda por cima o Sr Pinóquio vai na mídia e
    diz que tudo são mil maravilhas. Ironia ou Sarcasmo?Digo isso por que sou filho de servidora pública municipal e acompanho a angustia da minha mãe e o desencanto que esse prefeito causou neles.

  • Maranhão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E os enfermeiroos como fica cade a conselho.

    aqui vivemos em uma numa pressaõ de sec

  • andré | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esses médicos estão de palhaçada, ganham mais de 4 mil por mes para trabalhar 4 horas por semana, e quase sempre faltam no serviço ainda....depois vem essa greve, a prefeitura sede em varios itens q eles pedirao e nada de eles voltarem a trabalhar....eles querem mesmo a folga de receber sem trabalhar....querem escolher seus chefes...to mundo q é empregado sabe q chefe a gente nao escolhe...esses médicos se acham acima de tudo...vao trabalhar e honrar seus juramentos e respeitar a população q nao recebe nem dez % do q vcs ganham e sofrem com seus atendimento precarios.

    e assim caminha a mediocridade.

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

MAIS LIDAS