Últimas

Terça-Feira, 18 de Novembro de 2008, 10h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

Membros do TRE "embolsam" R$ 10 mil por mês

   O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral, formado por 8 membros-titulares, faturaram alto nestas eleições. Eles ganham por sessão. São R$ 663 por cada encontro. Não importa o tempo que a sessão dure. Entre julho e outubro, período da campanha que elevou a carga processual do TRE, os juízes-membros participaram de uma média de 15 sessões mensais. Essa agenda intensa rendeu a cada um cerca de R$ 40 mil, ou seja, R$ 10 mil mensais. O presidente do TRE-MT, Leônidas Monteiro, por exemplo, recebeu mais de R$ 30 mil mensais, já que conta com salário de R$ 22 mil como desembargador do Tribunal de Justiça, assim também como o desembargador Manoel Ornellas, vice-presidente do TRE-MT.

   Fora do período eleitoral, o número de sessões cai para 8. Ainda assim, a remuneração dos membros do Pleno do TRE não é inferior a R$ 5 mil. São os chamados jetons. Eles acumulam subsídios com cargos fora da Justiça Eleitoral. Além de Leônidas e Ornellas, compuseram o Pleno durante a campanha eleitoral a juíza federal Adverci Rates Mendes de Abreu, os juízes de Direito, Alexandre Elias Filho e José Zuquim Nogueira, os juristas João Celestino Corrêa da Costa Neto e Renato César Vianna Gomes, além da procuradora regional eleitoral Léa Batista de Oliveira.

   Eleito para permanecer no cargo de novembro de 2006 a novembro deste ano, o jurista João Celestino Corrêa já cedeu lugar a substituta Maria Abadia Pereira Aguiar. Ele é o que tem mais "tempo de casa", já que compõe o Pleno desde 2006, assim como Renato Vianna. Logo em seguida está o juiz Alexandre Elias Filho, que ocupa o cargo desde janeiro do ano passado e deixará o posto no começo do próximo ano.

   Leônidas preside o TRE até abril do ano que vem. Na atual composição do Pleno, a última a deixar o cargo será a procuradora Léa Batista, que permanece no cargo até setembro de 2010. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • PLINIO MARQUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olá Paulo Roberto de Oliveira, desinformado e vc, acredito q vc deve ser assessor de alguns desses vereadores por estar se doendo por eles. Deve ser de pouca competência como eles. Sou funcionário de carreira do TJ-MT e não ganho pouco como vc imagina, aliás sou muito bem remunerado como servidor do tribunal estou lotado na comarca de Paranatinga passa lá para tomar um café comigo. Mas ralei para ter uma remuneração de 15 salários. Os baixo clero como vc diz manda ir frequentar 5 anos de faculdade e prestar concurso para se ter uma remuneração melhor.

  • claudia lemos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    as leis brasileiras estão ai...mas compete ao congresso nacional aprova-las ou não, e bem que nossas autoridades do judiciario podiam cooperar para o bem de nós, prenssando nossos politicos em brasilia para criar leis que protejam os de bem...e nosso dinheiro esta sendo bem gasto?

  • AntônioMarques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fui convocado para ser mesario fui comer uma marnitexlá pela 2 da tarde comida ruimmmmmm de mais suei o dinha inteiro não ganhei nada nem elogio ... essas pessoas que ja são funcionarios de carreiras do TRE recebem esses beneficios todos por issa q essa porra de Brasil não vai para frente nessa horas que eu me sinto envergonhado deser Brasileiro ja q são funcionarios do TRE eles devirião trabalhar dobrado e não receber nada a mais do que os seus salarios....

  • Paulo Roberto de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Veja como são as coisas; Essas pessoas que atuam no TRE,
    a maioria deles é oriundas do Tribunal de Justiça e ganham
    muito bem, e ai quando atuam no referido tribunal tem
    mais essas gratificações, e o povão quando é convocados
    para trabalhar nas eleições, ganha no máximo um magro
    marmitex, e aí se alguém recusar, é preso e paga ainda
    multa. E dizem que isso é dever civíco.....Dever civíco
    obrigatório? É mole...Tem gente que se vangloria de ser
    convocado, enquanto os bacanas do TRE engordam suas
    contas.....Por isso que tem magistrado brigando para
    trabalhar no TRE! Romilson isso é a realidade.....

  • PLINIO MARQUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E ainda é muito pouco só R$ 663,00, se for comparar com o que um parlamentar ganha. Essas pessoas passaram por uma faculdade se especializaram em uma área do direito ralaram muito para chegar até onde estão hoje, tiveram que passar por uma prova da UNB e estão constantemente se atualizando. E os nossos vereadore que ganham R$ 800,00 por seção e basta saber falar, tem vereador que passou 4 anos defende Cuiabá ou melhor o seu próprio bolso e não apresentou um único projeto se quer, fora os projetos esdrúxulos tipo: o homem têm que sentar de um lado do ônibus e a mulher do outro e assim por diante daí para pior. No proximo pleito vou filiar o meu papagaio em um desses partidos políticos e vou ver se consigo elegê-lo vereado.

  • Paulo Roberto de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Oi Plinio Marques, vc além de puxa saco é desinformado
    também, o que os membros do judiciário ganha no TRE,
    seria uma espécie de jeton, uma renumeração extra, além
    do salário que ganha no Tribunal de Justiça, o que não é
    pouco. Pouco é que ganha os demais funcionários de lá, os
    chamados baixo clero, ou seja povão mesmo, agora de eles
    terem feitos falcudades, é normal, vc queria o que? Analfabetos.....Faça um favor...Voçe deve ser parente de
    algum deles né.......

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.