Últimas

Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2009, 16h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

ECONOMIA

Mendes apresenta metas e evita críticas ao governador

   Mesmo com a saída do PR, partido pelo qual chegou ao segundo turno em 2008 na disputa ao Palácio Alencastro, o empresário Mauro Mendes (PSB) evita críticas ao governador Blairo Maggi. Reeleito por mais três anos para comandar a Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Mendes fez nesta quarta (25) um balanço do desempenho do setor nos últimos 10 anos, apresentou metas a curto e médio prazo, dentre elas a desoneração do ICMS da energia elétrica, uma das principais promessas de campanha de Maggi em 2002, mas evitou criticar o republicano.

   Mendes disse que o governador trabalhou para reduzir a carga tributária, mas avaliou que o problema é nacional. “De alguma forma, ele reduziu em torno de 27,5%, mas no Brasil a carga tributária ainda é muito pesada”.

   Por outro lado, na explanação sobre as perspectivas do setor industrial, o presidente da Fiemt alertou que Mato Grosso deixa de crescer 2% a cada ano em que o governo não resolve os problemas de infraestrutura e logística, e deixa de reduzir a carga tributária, principalmente sobre a energia elétrica. “O consumo é muito alto e, por isso, a Fiemt defende a desoneração”. Enquanto o consumo no Estado cresceu 82,7% entre 1999 e 2008, no setor industrial o percentual foi de 161,3%.

   Segundo ele, houve incremento econômico de 201% no setor nos últimos 10 anos. Para que esse percentual seja ainda maior, o presidente da Fiemt lançou a “Agenda MT 2010-2020” da indústria, que poderia ser a plataforma de sua campanha eleitoral, apesar da resistência dele em anunciar a candidatura ao governo. “Não devemos só falar em agenda do setor industrial, às vezes ela se confunde com a agenda de toda a sociedade”, admitiu o empresário, em coletiva. 

   A expectativa de Mendes é de que o setor cresça 13,6% ao ano entre 2010 e 2020. Nos últimos 10 anos, esse percentual foi de 11,6%. Dentre os principais desafios elencados pelo presidente da Fiemt consta o aperfeiçoamento dos programas de incentivos fiscais, redução da carga tributária estadual, investimento em formação e qualificação de mão de obra, estímulo ao comércio exterior, criação de novos programas de incentivo às cadeias produtivas, profissionalização da gestão pública e desenvolvimento econômico e ambiental do Estado. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.