Últimas

Sexta-Feira, 06 de Junho de 2008, 19h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

ARTICULAÇÃO

Mendes sela aliança com PMDB e critica prefeito


Lutero Ponce (PMDB) e Mauro Mendes (PR) oficializam aliança

  Com um discurso bastante inflamado o pré-candidato a prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PR), oficializou a coligação com o PMDB, que até semana passada estava fechado com o tucano Wilson Santos. Sem poupar críticas ao seu principal adversário, Mendes disse que a população da Capital está cansada de inverdades e da forma antiga de se fazer política. O empresário prega mudanças e garante que não fará promessas e nem venderá sonhos.

   Mendes diz que sua campanha será feita de propostas e projetos reais e apostará nas pequenas ações de grandes resultados, fazendo uma analogia a frase: “pequenos negócios, grandes empresas”. Criticou duramente as propagandas feitas pelo prefeito Santos: “O cidadão sabe discernir o que é certo e errado, se engana quem acha que o povo é bobo. Não adianta achar que campanha de última hora irá resolver. Ficar gastando o dinheiro público que poderia estar sendo usado com o povo”, alfineta.

  Mendes também fez questão de relembrar seu passado de pobreza. Contou que chegou a Cuiabá aos 16 anos, estudou em universidade pública e ressaltou o fato de ser filho de mãe analfabeta e pai semi-analfabeto. “Vim de família humilde e apesar da minha mãe não poder me ajudar nos estudos, ela me ensinou algo muito mais valioso, que é amar a Deus sobre todas as coisas e isso é respeitar o povo”, disse, como se já tivesse num palanque.

   Negou encontrar resistência da população por ser empresário e disse que conhece a “dura realidade vivida pelo povo”. “Apesar de hoje ser empresário eu vim do mesmo lugar que eles, só que tive a sorte de aproveitar as oportunidades que a vida me deu”, enfatiza. O republicano criticou principalmente a saúde pública e o troca-troca de secretários na pasta da Saúde. “Quem quer ter uma boa administração procura montar uma equipe e mantê-la e não trocar seis vezes de secretário. Isso demonstra o descaso”, dispara.
 
   Vice

  Mauro Mendes e o presidente do diretório municipal do PMDB, vereador Lutero Ponce, afinaram o discuso quando perguntados sobre quem será o candidato a vice da chapa. Afirmaram que a definição sairá numa discussão conjunta com o arco de alianças e que não ficou acertado que o nome sairá do PMDB. “Tudo dependerá de uma questão de afinidade, mas não existe um conceito”, disse Mendes.

  Do outro lado do auditório da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (Ucmmat), no encontro desta sexta à noite, Lutero chegou a dizer que poderá ser realizada uma pesquisa qualitativa para saber qual nome combina mais com a postura de Mauro Mendes. O vereador negou também que seu nome esteja sendo cotado para ser vice e citou Vitório Galli, suplente de deputado federal, e o pastor Sebastião Rodrigues de Souza, como possíveis candidatos a vice de Mendes, dentro do PMDB. Mas nega que isso já esteja acordado e admite a possibilidade de o PT ficar com a vaga. Os petistas decidem o rumo da campanha em Cuiabá neste domingo (8), em encontro dos delegados. (Alline Marques)

(Às 19h59) - Mendes diz que PMDB estava insatisfeito


Vuolo, Lutero, Helny, Mendes e Chico 2000 em reunião nesta 6ª

  O empresário Mauro Mendes está realmente disposto a bater de frente com o adversário Wilson Santos (PSDB). Justificou a aliança repentina com o PMDB dizendo que a legenda peemedebista só migrou para o PR porque estava insatisfeita com o PSDB e já avisou que está em conversação com o PDT, que parece querer seguir o exemplo do PMDB e seguir com republicano na disputa pela Prefeitura de Cuiabá. “Vou chamar todos os partidos da base aliada do presidente Lula e do governo Maggi para conversar, os que aceitarem é porque estão insatisfeitos com o outro partido”, alfineta.

  Ao ser questionado sobre o que qual acordo fez com o PMDB para convencer o partido mudar de idéia, Mendes respondeu: “talvez ele (PMDB) encontrou aqui o que não encontrou lá (com PSDB)”.

  Mauro disse ainda que sua campanha será criativa e ousada, mas nega que irá partir para as agressões, só que admite fazer comparativos com a atual gestão. “A população quer pessoas que sabem fazer gestão e devolvam os recursos pagos pelo cidadão em serviços públicos. Vou fazer uma campanha de propostas, mas a comparação com a outra gestão é inevitável”, relata.

  Mendes fez questão de destacar ainda que apesar do partido ter seus ideais e propostas, fará um plano de governo em conjunto com os partidos aliados, acatando novas idéias. Também falou sobre sua resistência em aceitar ser candidato e relatou: “não preciso ser prefeito, mas sou candidato porque eu quero. A vida pública é muito difícil e é feita de verdades e mentiras e sei que verdades e mentiras serão publicadas e muita gente irá acreditar, mas não me importo”.

  Ao perguntar para o presidente da Câmara Municipal, Lutero Ponce (PMDB), sobre como ficaria seu discurso na Casa, já que até semana passada era aliado do prefeito e agora é oposição, numa atitude protetora ao novo colega, Mauro Mendes interrompeu e disse: “até 15 dias atrás eu não era candidato e o PMDB não tinha opção”.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • PEDRO PAULO BARROS LIMA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE WILSON SANTOS É O NOSSO GÉNIO DA POLITICA,ELE DESDE O INICIO JÁ SABÍA QUE A ALIANÇA COM O PMDB O LEVARIA A DERROTA, E CRIOU AS CONDIÇOES NECESSARIAS PARA TER REPERCUSSÃO A SAIDA DO PMDB PARA OS BRAÇOS DOS BOTINUDOS.

    AGORA É SÓ MOSTRAR PARA OS ELEITORES COM QUEM ANDA OS BOTINUDOS. ESSA DOBRADINHA BLAIRO MAGGI E CARLOS BEZERRA,DÃO AO MAURO MENDES A CANDIDATURA TITANIC.

    MAURO MENDES BOM NAUFRAGIO PARA VOCÊ E SUA TURMA.!!!!

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como vai ser bonito esses peemedebistas de cuiabá se lascar e perder a eleição, se vendem por qualquer trocado, abra o olho e diga não a reeleição dos vereadores do PMDB de Cuiabá.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que beleza!, os tapinhas nas costas então...isso é fantástico, sería até comico se não fosse triste!

    Quanta Falsidade!!

    Alguns são como laranjas, são sugados, quando acaba o suco, jogam fora!

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.