Últimas

Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2007, 19h:03 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Meu perfil econômico está mudando, diz Maggi

      O governador Blairo Maggi voltou de Bali, na Indonésia, onde participou da 13ª Conferência das Nações Unidas, muito mais empenhado em reafirmar um novo perfil. De defensor ferrenho da produção sem limites, ele passa a ser um incentivador do desenvolvimento sustentável. "É possível produzir e, ainda, defender as florestas", diz.

    Em entrevista coletiva nesta quarta (19), ao lado do secretário de Meio Ambiente, Luis Henrique Daldegan, Maggi reforçou seu interesse em implantar no Estado a política de compensação, em que os proprietários de terras deixam de desmatar e, em moeda de troca, recebem indenização por isso. O pagamento deve ser feito conforme o custo da produtividade que cada dono de terra teria. A questão ainda está sendo discutida, contudo Maggi promete que planos pilotos serão implantados já no próximo ano em forma de teste.

    Segundo o governador, essa é uma nova era que ele quer acelerar, “mas com paciência e responsabilidade, seguindo a conjuntura econômica do país”. “2008 deve ser um ano de muitas mudanças nas questões ambientais. O que estamos fazendo é uma mudança de perfil econômico. Podemos gerar renda, produzir alimento e defender a floresta”, declarou Maggi, maior produtor individual de soja do mundo. "Respeito tudo o que já fizemos (incentivar a produção de grãos). Vamos fazer outras coisas, como, por exemplo, industrializar, daqui para frente”, completou.

    Quanto ao evento em Bali, onde permaneceu por mais de uma semana, Maggi disse que foi bem recebido e que não foi taxado de “derrubador de florestas" e que "Mato Grosso já caminha para a nova fase”. “O que vi foi uma série de representantes de muitos países preocupados em preservar, mas também preocupados com o leite das crianças.  Estamos construindo uma nova fase", sentenciou. (Simone Alves)

           Clique no play duas vezes e ouça o governador

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • fernando menezes gattass | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Prezado senhor governador, votamos em ti, mas a nossa confiança está reduzindo gradativamente, na medida em que deixa de agir frente aos diversos desmandos na sema. Foram diversas operações policiais no órgão ambiental, no entanto, o presente exige ações mais competentes e estruturais, pois está claro e evidente para toda a sociedade matogrossense que o problema na sema é gerencial, é a propalada falta de gestão, na apuração das acusações de nepotismo; na falta de qualificação técnica para exercer cargos estratégicos no órgão comprometendo a eficiência e transparência deste; no tráfico de influência politica; na desvalorização e perseguição do corpo técnico efetivo em contrapartida a contratação de centenas de pessoas pela janela (cabide de emprego?); na indústria de termos de ajustamento de conduta; nos contratos de cooperação com ongs internacionais e outras bastante conhecidas na sema; na nomeação de donos de reflorestadoras para assumir cargo público de interesse direto; na nomeação de diretor de fundo com grau de parentesco próximo a conselheiro do tribunal de contas; na análise e aprovação - em tempo recorde - de projetos de manejo florestal concentrado em apenas 3 escritórios de engenharia; nos contratos com agências de viagens (têm gente viajando até mesmo nos finais de semana); nos contratos de locação de veículos (têm veículo de luxo servindo diretores e falta veículo para viagem dos técnicos); nos diversos contratos de licitação (INCLUSIVE DOS DOS CARIMBOS);etc,etc. Espero que seja o bastante para que vossa excelência possa efetivamente iniciar apuração desta situação insustentável.

  • Sebastião lucas ferreira de souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Governador, a história não é bem essa. A informação que se têm de quem foi a Convenção em Bali é bem diferente. A recepção não foi nada boa para o senhor, principalmente por parte do greenpeace que questionou em um seminário paralelo a questão que ocorreu em juína, em que membros daquela ong ficaram ilhados no ibama por pistoleiros e madeireiros que não queriam deixar os ambientalistas sairem da cidade. Também foi muito questionado o papel do governador matogrossense como patrocinador do avanço da soja na amazônia; além da frágil politica ambiental do Estado de Mato Grosso, onde quem manda são os produtores de soja. Esses tópicos foram muito abordados em bali, e isso pode ser constatado visitando os sites de várias entidades sérias (e sem rabo preso) que estiveram presentes na indonésia.

  • César Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Será que mudou.


    Bela declaração essa do governador, caso ele não patrocinasse "a farra dos incentivos fiscais" denunciada pelos deputados, que não são "papagaios".

    Até acredito. O governador realmente deve ter mudado o seu perfil econômico. Ele deve está mais rico do que nunca e pior: "os seus amigos botinudos estão também mais ricos", enquanto o povo de Mato Grosso está cada vez mais pobre. Ele e os seus protegidos não derramam suor, enquanto acumulam riquezas. No modelo econômico defendido por Blairo o povo só acumula pobreza e doença.

    O mais doído. O governador chega de mais uma viegem internacional dizendo que mudou o seu perfil econômico, enquanto promete posar de Papai Noel no final do ano, distibuindo presentes e cestas básicas.

    Se o governador, realmente fosse bem intencionado, não pousaria de papai Noel somente no final do ano. Pousaria durante o ano todo distribuindo riquezas para o nosso povo.

    Isso sim, na minha modeta opinião seria mudança de perfil econômico.

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.