Últimas

Terça-Feira, 21 de Agosto de 2007, 13h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CAMPO MINADO

Ministra defende novo modelo de reforma agrária

    Após a abertura do seminário "Instrumentos Econômicos para a Gestão Ambiental Rural na Amazônia: Desafios e Oportunidades", que ocorre entre esta terça e quarta na Assémbléia Legislativa, a ministra do Meio Ambiente defendeu uma nova versão da reforma agrária. "Temos que reposicionar a reforma agrária", comentou a ministra, logo após afirmar que já foram inibidos a grilagem de 66 mil propriedades na Amazônia.

    Marina Silva lembrou que o programa que tenta evitar o desmatamento começou com uma força-tarefa entre os ministérios. "O Ibama também teve participação nas operações", diz, referindo-se às posses irregulares de terras que existem principalmente na região de Floresta Amazônica. A ação de reposicionar a reforma agrária já foi defendida outras vezes pela ministra. Para ela, é hora de mudar o foco diante das novas necessidades mundiais e de fazer desenvolvimento sustentável com visão na produção familiar. "A grilagem vai contra isso".

    Ao ser questionada sobre o projeto do senador Jonas Pinheiro, que pretende excluir da Amazônia Legal os Estados de Mato Grosso, Tocantins e Maranhão, Marina sorriu e respondeu com uma pergunta: Quem não quer ter um pedacinho da Amazônia dentro do seu Estado". Ao dizer isso, demonstrou ser contrária ao projeto. A proposta já recebeu parecer favorável da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado. (Simone Alves - RDNews)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A muitos anos vejo falar em reforma agrária no país principalmente pelo Governo Lula.
    Desde da epoca em que cheguei participar das inexqueciveis reuniões do sindicato dos metalurgicos em São Caetana, São Bernardo mas infelizmente não saiu do papel.
    Ocorre que na realidade não se quer fazer reforma agrária o que se faz hoje e patrocinar uma multidão de pessoas que nunca viram agricultura para para na realidade promoverem a baderna em nosso país.
    Sra Ministra para que se faça realmente uma reforma agrária é primeiramente seleciomnar aqueles que realmente entendem e conheça o campo pois estive em uma reunião dos sem terras e o que eu vi foi quase 100% de pessoas que não tinham sequer um calo na mão e quando perguntado nunca trabalharam no campo.
    Em segundo lugar e fazer um cadastro nacional onde quem foi beneficiado com a terra e dela se desfazer não tem mais direito de requerer outra área.
    Em terceiro lugar o beneficiado com a reforma agrária tem a posse para desenvolver a suas atividades e com ela gerar a renada necessária para o seu sustento mas vedada a venda ou cessão da referida área salvo em caso de morte do titular a preferencia pela continuidade da posse é da esposa e filhos.
    Em quarto lugar havendo a desistencia a terra volta para a União para novamente ser cedida a quem esteja cadastrado legalmente.
    Pode ter certeza que 80% deste que acampam e brigam por terras desistem pois na realidade estes não querem terras e sim utilizam - se dos MSTs da vida para viverem as custas da sociedade.

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.