Últimas

Terça-Feira, 21 de Agosto de 2007, 13h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CAMPO MINADO

Ministra defende novo modelo de reforma agrária

    Após a abertura do seminário "Instrumentos Econômicos para a Gestão Ambiental Rural na Amazônia: Desafios e Oportunidades", que ocorre entre esta terça e quarta na Assémbléia Legislativa, a ministra do Meio Ambiente defendeu uma nova versão da reforma agrária. "Temos que reposicionar a reforma agrária", comentou a ministra, logo após afirmar que já foram inibidos a grilagem de 66 mil propriedades na Amazônia.

    Marina Silva lembrou que o programa que tenta evitar o desmatamento começou com uma força-tarefa entre os ministérios. "O Ibama também teve participação nas operações", diz, referindo-se às posses irregulares de terras que existem principalmente na região de Floresta Amazônica. A ação de reposicionar a reforma agrária já foi defendida outras vezes pela ministra. Para ela, é hora de mudar o foco diante das novas necessidades mundiais e de fazer desenvolvimento sustentável com visão na produção familiar. "A grilagem vai contra isso".

    Ao ser questionada sobre o projeto do senador Jonas Pinheiro, que pretende excluir da Amazônia Legal os Estados de Mato Grosso, Tocantins e Maranhão, Marina sorriu e respondeu com uma pergunta: Quem não quer ter um pedacinho da Amazônia dentro do seu Estado". Ao dizer isso, demonstrou ser contrária ao projeto. A proposta já recebeu parecer favorável da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado. (Simone Alves - RDNews)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A muitos anos vejo falar em reforma agrária no país principalmente pelo Governo Lula.
    Desde da epoca em que cheguei participar das inexqueciveis reuniões do sindicato dos metalurgicos em São Caetana, São Bernardo mas infelizmente não saiu do papel.
    Ocorre que na realidade não se quer fazer reforma agrária o que se faz hoje e patrocinar uma multidão de pessoas que nunca viram agricultura para para na realidade promoverem a baderna em nosso país.
    Sra Ministra para que se faça realmente uma reforma agrária é primeiramente seleciomnar aqueles que realmente entendem e conheça o campo pois estive em uma reunião dos sem terras e o que eu vi foi quase 100% de pessoas que não tinham sequer um calo na mão e quando perguntado nunca trabalharam no campo.
    Em segundo lugar e fazer um cadastro nacional onde quem foi beneficiado com a terra e dela se desfazer não tem mais direito de requerer outra área.
    Em terceiro lugar o beneficiado com a reforma agrária tem a posse para desenvolver a suas atividades e com ela gerar a renada necessária para o seu sustento mas vedada a venda ou cessão da referida área salvo em caso de morte do titular a preferencia pela continuidade da posse é da esposa e filhos.
    Em quarto lugar havendo a desistencia a terra volta para a União para novamente ser cedida a quem esteja cadastrado legalmente.
    Pode ter certeza que 80% deste que acampam e brigam por terras desistem pois na realidade estes não querem terras e sim utilizam - se dos MSTs da vida para viverem as custas da sociedade.

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...