Últimas

Quarta-Feira, 22 de Abril de 2009, 19h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

CONFRONTO

Ministro insinua que Mendes possui capangas em MT

  "Vossa Excelência, quando se dirige a mim, não está falando com os seus capangas do Mato Grosso, ministro Gilmar! O senhor respeite!”. Essa foi uma das frases do ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, em resposta dura ao colega, o mato-grossense Gilmar Mendes. Ambos voltaram a bater boca nesta quarta (22), durante a sessão plenária, faltando um dia para Mendes completar um ano à frente do Supremo. Ao avaliar uma das ações do dia, Mendes disse que Barbosa “julga por classe” e não tem condições de “dar lição de moral”.

   Joaquim Barbosa ficou na bronca: “Vossa Excelência está destruindo a Justiça deste país e vem agora dar lição de moral em mim. Saia à rua ministro Gilmar!”.
   Mendes retrucou:
   - Eu estou na rua!
    Barbosa prosseguiu:
    - Vossa Excelência não está na rua não! Vossa Excelência está na mídia, destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro. É isso. Vossa Excelência, quando se dirige a mim, não está falando com os seus capangas do Mato Grosso, ministro Gilmar! O senhor respeite!
     Mendes, mato-grossense de Diamantino, responde:
     - Vossa Excelência me respeite! Eu te respeito.

    A sessão foi encerrada logo após a troca de farpas dos dois ministros. Joaquim Barbosa foi embora do STF após a confusão. A assessoria do STF emitiu uma nota em que os demais ministros se solidarizam com Mendes.

    O bate-boca começou durante a análise de embargos (recursos) protocolados contra duas leis julgadas inconstitucionais pelo Supremo. Uma das ações, a que gerou a discussão, se referia a uma lei estadual de 1999 que criou o Sistema de Seguridade Funcional do Estado do Paraná. A legislação foi considerada inconstitucional pelo STF em agosto de 2006, mas o recurso questionava se a mesma seria invalida desde sua criação ou somente a partir da decisão.

    Esta não foi a primeira vez que os ministros discutiram em plenário. Em setembro de 2007, os dois já tinham se desentendido. O bate-boca começou quando Mendes propôs votar novamente, com a presença de todos os 11 ministros que integram o STF, uma questão decidida em uma ocasião anterior, quando um dos ministros não estava. "Ministro Gilmar, me perdoe a palavra, mas isso é jeitinho. Nós temos que acabar com isso”, disse na ocasição Joaquim Barbosa, nomeado à Côrte pelo presidente Lula. Em resposta, Mendes, que chegou ao Supremo com aval do ex-presidente Fernando Henrique, disse que não iria responder à provocação. "Vossa Excelência não pode pensar que pode dar lição de moral aqui”, retrucou Mendes, em 2007.

--------------------------------------------------------------------------------------
  Clique no play e confira o bate-boca entre os ministros Barbosa e Mendes

Postar um novo comentário

Comentários (57)

  • Fernando Benites | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Ministro Joaquim Barbosa, recebe o apoio e o agradecimento do povo de Mato Grosso pelas verdades que o Ministro Gilmar Mendes já há tempos merecia ouvir.

    Gilmar Mendes além de contribuir para a desmoralização do Judiciário, envergonha o povo de mato Grosso.

    O Ministro Joaquim Barbosa, jogou a bola de bandeja para o chamado Quarto Poder.

    Será que realmente existe esse tal de Quarto Poder ou existiria apenas um poder, o Poder dos Endinheirados.

    A Bola está com a imprensa, vai que é de vcs.

  • Carlos Almineo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao ministro Joaquim Barbosa.Quem é que não sabe que este gilmar está a serviço da elite brasileira,principalmente dos banqueiros (caso dantas) e latifundiarios.Sinto VERGONHA de ser matogrossense esta hora.

  • Demetrio pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Ministro Gilmar Mendes estava precisando
    mesmo de alguem que falasse algo p/ele.
    Agora ele achou uma pessoa para dizer a ele o q tinha que ouvir a muito tempo.
    Ele quer ser o dono da Justiça...E com ele só os poderosos tem vez. Pobre ele não conhece.
    É bom mesmo que cortem um pouco as asas dele,
    para que voe devagar.

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Merece aplausos o ministro Joaquim!!!
    aliás merece moção de louvor!!!!!!!!

    esse mendes não honra o cargo que ocupa,
    mais um para destruir a imagem do nosso Estado.

  • Orlandir Cavalcante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alguem tem que lembrar ao Gilmar Mendes que nós brasileiros pagamos seu salário não para ouvir suas posições ideologicas na midia, sempre defendendo banqueiros corruptores como Daniel Dantas ou estraçalhando com a Policia Federal, o Ministério público ou os movimentos sociais. Nós pagamos o Gilmar Mendes para ele defender os valores maiores de nossa constituição federal..... alguem ainda bem tem peito para lembrar isto a ele......

  • Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O ministro Joaquim Barbosa deveria ter mais respeito para com o povo matogrossense. Esta afirmação é altamente ofensiva, não apenas ao ministro Gilmar Mendes, diga-se de passagem um dos maiores constitucionalistas deste país, mas também ao povo de Diamantino que têm pela pessoa de seu filho ilustre um grande carinho e respeito. Na verdade o apagado ministro Joaquim Barbosa tenta ganhar notoriedade protagonizando bate-boca com o respeitável ministro Gilmar Mendes.

  • Orlando Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens Ministro Gilmar Mendes, juizes tem que obedecer as leis e falar nos autos, quem escuta as ruas e politico. Parabens por honrar o nosso querido Estado Mato Grosso.

  • pedro de arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    viva O BARBOSA, proponho que estes email sejam enviados aos dois.
    Repudio as atitudes truculentas do Sr. Gilmar Mendes, o povo de Diamantino e de Mt não merecem um representante como esse Sr.
    È preciso investigar como ele chegou onde está, como age em favor dos banqueiros entre outros escandalos que patrocinou.

  • Fernando Capilé | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vi várias vezes o vídeo com muito desgosto em ver a que ponto chegou a politicagem no Brasil. Sinceramente, não vi, em nenhum momento, grosseiria por parte do Ministro Gilmar Mendes. Ao contrário, o Sr. Joaquim Barbosa foi deselegante e tosco, com acusações infundadas, mostrando-se completamente despreparado para a posição que ocupa. Lugar de militante é em partido político. No caso do Sr. Joaquim Barbosa, está apto a militar no mst (movimento dos sem terra), já que ficou muito clara a falta de educação e trato com a justiça, sobretudo no órgão máximo que é o Supremo. Lastimável, sim, mas não por parte do presidente, matogrossensse com muito orgulho!

  • Sergio P Martins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA NÃO PRECISA SE PROMOVER COM ESSE EPISÓDIO. ATÉ PORQUE ELE FAZ PARTE SUPREMA CORTE. NA REALIDADE, SUA POSTURA REFLETE O QUE OS 180 MILHÕES DE BRASILEIROS GOSTARIA DE DIZER AO PRESIDENTE DO STF, SOBRETUDO APÓS A CELERIDADE EM CONCEDER O HC AO DANIEL DANTAS.
    ELE (GILMAR MENDES) ESTÁ À SERVIÇO DE QUEM? DO POVO BRASILEIRO QUE PAGA O SEU ALTO SALÁRIO?
    OU ESTÁ À SERVIÇO DO CAPITALISMO?
    OBVIAMENTE, NOMEADO PELO GOVERNO FHC (PSDB), O QUE MAIS PODERIA SE ESPERAR?
    SOU MATOGROSSENSE E NÃO ME SINTO OFENDIDO COM A DECLARAÇÃO DO MINISTRO, AO MENCIONAR QUE ELE POSSUE CAPANGAS.
    AFINAL, A PRAGA DO CORONELISMO AINDA ASSOLA ESTE ESTADO. OS CAMPOS SÃO A PROVA VIVA DESTE ESTADO SEM LEI.
    PARABÉNS POR FALAR A VERDADE MINISTRO JOAQUIM BARBOSA!!!

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...