Últimas

Segunda-Feira, 26 de Novembro de 2007, 06h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

PESAR

Morre, aos 82 anos, o ex-deputado Barbour

   Morreu nesta segunda (26), aos 82 anos, vítima de câncer, o ex-deputado por cinco mandatos Renê Barbour, um dos maiores pecuaristas do país. Ele estava hospitalizado em Cuiabá. O corpo chega às 7h para ser velado na Assembléia Legislativa, onde permanece até o meio-dia. Em seguida, segue para Barra do Bugres, onde o ex-parlamentar residia.

   Barbour vinha enfrentando sérios problemas de saúde. Nos últimos três meses seu quadro clínico se agravou. Neste curto período esteve hospitalizado no Albert Einstein, em São Paulo, quatro vezes. Lutava contra câncer e já se submeteu à cirurgia até nos Estados Unidos. Barbour nem se locomovia mais, a não ser em cadeira-de-rodas, e falava com muita dificuldade. Duas enfermeiras o assistia 24 horas por dia.

   Ele deixa esposa, três filhos, um patrimônio milionário e legado na política. Possuía várias fazendas, um rebanho de quase 300 mil cabeças de gado, e ainda a usina de biodisel da Barralcool, em Barra do Bugres, região que desbravou na década de 1960. Foi deputado por cinco vezes e chegou à presidência do Legislativa. Sempre atuou como governista. Foi líder na AL dos governos Fernando Corrêa, Dante de Oliveira, Rogério Salles e Blairo Maggi. (Simone Alves, Pollyana Araújo, Romilson Dourado e Lecikel Padilha)

(Atualização às 6h50) - Renê era "filho da ditadura"

  Renê Barbour foi um dos defensores da ditadura militar (64-85), tinha fama de coronel político, mas não entrava em conflitos. De fala mansa, tranquilo e extrovertido, ele atuou sempre com o Palácio Paiaguás. Evitava falar sobre o patrimônio. Temia assalto, principalmente após ter escapado de um, quando, minutos antes, foi comunicado por um dos que iriam se envolver na trama, Orlando Cardoso Chaves, o Orlandinho, hoje vereador por Barra do Bugres.

(Atualização às 7h05) - Trajetória começa em Jales

Barbour, que faleceu nesta segunda, começou na vida pública em Jales (SP), onde foi vereador na década de 50, aos 25 anos de idade. Depois, comprou fazenda em MT e, em 63, é eleito deputado estadual pela União Democrática Nacional (UDN). Se reelege e ocupa cadeira na AL até 70. Retorna em 95, já pelo PFL (hoje DEM). No ano seguinte vai para o PSDB, legenda pela qual conquista mais dois mandatos. Em 2003, migra para o PPS. Articulador, Renê Barbour foi líder do Executivo na Assembléia de quatro governadores. Veja mais no quadro abaixo.

(Atualização às 7h15) - Em 70, presidiu a Assembléia

  O ex-deputado Renê Barbour sempre ressaltava em seus comentários e entrevistas que o governo militar tinha sido bom para MT. Citava avanços nas áreas de infra-estrutura, comunicação e energia elétrica. E foi com apoio da base do regime militar, por meio da Arena, que ele chegou à presidência da AL, em 1970. Foi um período de muitas reviravoltas. Seis dos 30 deputados da época foram cassados. Foram eles: Sebastião Cunha, Augusto Mário, João Chama, Américo Nassif, Wilson Loureiro e Luiz Tomaz Bertini, o Paraíba.

(Atualização às 7h40) - Morreu dormindo, diz filha

  "Ele (Barbour) morreu tranquilo. Estava dormindo e o coração parou de funcionar", revela Juliana, uma das filhas do ex-deputado Renê Barbour. Ele faleceu às 4h desta segunda. Estava em seu apartamento, em Cuiabá. "Sinto muito. Não tenho cabeça para comentar nada agora. Só sei que ele foi um grande pai, um chefe de família, muito importante para todos nós", comenta Juliana. Barbour deixa a esposa Aparecida e os filhos Renê Júnior, Sara e Juliana.

(Atualização às 7h50) - Velório inicia às 9h na AL...

Houve atraso nos preparativos fúnebres e o corpo de Renê Barbour chegará à Assembléia às 9h. Vai ser velado até o meio-dia no saguão principal, no mesmo local onde centenas de pessoas foram dar o último adeus ao ex-governador Dante de Oliveira, em julho do ano passado. O corpo de Barbour será levado para Barra do Bugres, onde residia. Sua família informa que ele vinha pedindo que fosse enterrado no município.

(Atualização às 8h15) -  ...e às 13h em ginásio na Barra

    O corpo de Renê Barbour será velado no saguão da Assembléia, em Cuiabá e, a partir das 13h, no ginásio de esportes Arlindo Buck, em Barra do Bugres, onde o ex-deputado residia.

(Atualização às 8h45)MT perde referência, diz Sérgio

   "É lamentável, pois, perdemos uma referência política mato-grossense", disse o presidente da Assembléia, deputado Sérgio Ricardo (PR), se referindo à morte de Barbour. O parlamentar conta que teve o privilégio de conviver com o ex-deputado durante seu primeiro mandato, e, o define como um "homem pacificador"."A preocupação dele (Barbour) sempre foi a unidade e dava exemplo a todos nós". Agora, segundo o deputado, resta "torcer para que surjam outros parlamentares como Renê Barbour". Sérgio disse que estava preparando o velório no saguão da AL, desde às 4h30.

(Atualização às 8h50)  -  Amigos aguardam o velório

      Uma das primeiras a chegar na AL para aguardar o velório foi Beatriz Barros. Ela conta que conhece o ex-deputado há 40 anos, desde quando a família Barbour mudou-se de São José do Rio Preto (SP) para residir em Cuiabá. "O Estado perdeu um grande homem", diz ela.

(Atualização às 9h05) - Governador chega à Assembléia

   O governador Blairo Maggi chega à Assembléia, acompanhado da primeira-dama Terezinha, secretária de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social. Ambos aguardam a chegada do corpo de Renê Barbour. Nos últimos três meses, quando soube da recaída do ex-deputado, Maggi tentou visitá-lo, inclusive em Barra do Bugres. Barbour, que tinha optado pelo isolamento, mandou avisar que não o receberia. Teve o mesmo procedimento em relação a outros amigos e correligionários da política.

(Atualização às 9h15) - Barbour me emprestou dinheiro, diz prefeito

  O prefeito da Capital, Wilson Santos (PSDB), que acabou de chegar na AL, resume que, "Renê fez uma vida completa, tanto empresarial, familiar e política". O tucano lembra que quando exerceu o mandato de deputado estadual (95/98) manteve uma relação bem próxima com Barbour. Lembra ainda que, "Renê chegou a me emprestar R$ 5 mil, quando minha esposa teve meu filho Daniel".  Diz ainda que esse valor foi pago em cinco parcelas de R$ 1 mil. O ex-deputado abriu mão dos juros.

(Atualização às 9h36)Barbour está vivo na memória, diz Jaime

     "Sem dúvida, Renê Barbour foi um exemplo de homem público. Essa fatalidade representa uma perda muito grande para o Estado", revela o senador Jaime Campos, ao ser informado da morte de Barbour. Para ele, o ex-deputado vai permanecer vivo na memória de todos. "Ele (Renê) será sempre lembrado".

(Atualização às 9h40) - Corpo acaba de chegar à AL

     O corpo do ex-deputado acaba de chegar na Assembléia Legislativa. Será velado no saguão até às 12h no local. Em seguida, vai para Barra do Bugres, onde será enterrado. 

(Atualização às 9h51) -   Maggi vê influência do ex-líder

     O governador Blairo Maggi (PR) destacou que Barbour foi um homem conciliador e muito influente no Estado. "Ele (Renê) exercia muita infuência na política", destacou. Para ele, a morte do ex-deputado representa  uma perda irreparável aos mato-grossenses. De ex-aliado, Renê se transformou em governista e foi líder de Maggi na Assembléia.

(Atualização às 10h) - Renê Barbour era o rei do gado

  Renê Barbour deixa um rebanho bovino de aproximadamente 300 mil cabeças de gado. Mesmo na condição de rei do gado, ele não abria mão da pensão do Fundo de Assistência Parlamentar (FAP), extinto há 11 anos. Todos os deputados que contribuíram com o Fundo, desde setembro de 1978, um ano antes da divisão territorial de Mato Grosso, têm direito à pensão. Barbour contribuiu com 33,3% e recebia menos de R$ 4 mil mensais do FAP.  Barbour foi um dos desbravadores do Médio-Norte. Era proprietário da usina de biodisel da Barralcool, em Barra do Bugres. Possuía fazendas em vários municípios, como Denise, Arenápolis, Tangará da Serra, Porto Estrela e São José do Rio Claro. Uma delas, de 101 mil hectares, começa em Porto Estrela e acompanha o percurso do rio Paraguai até São José do Rio Claro.

(Atualização às 10h10) - Galindo enaltece força política

     O deputado Chico Galindo (PTB) afirma que Barbour tinha uma grande força política. "Ele (Renê) foi um grande líder. Tanto que, mesmo morando no interior, conseguiu se eleger por cinco vezes". Explica que teve bastante contato com o ex-deputado nos três primeiros meses de seu mandato. "Mesmo que tenha saído da AL, Renê não conseguia se desligar do Legislativo. Ele (Barbour) sempre nos visitava na Assembléia", explica.

(Atualização às 10h12)Para Daltro, Renê é espelho

     O secretário de Ciência e Tecnologia, Chico Daltro, avalia que a conduta do ex-deputado "serve de espelho para outros políticos. "Renê deixa uma grande passagem política por ter sido um homem muito dedicado", disse.

(Atualização às 10h36)Riva aguarda corpo em Barra

   Algumas lideranças políticas vão acompanhar o velório para Barra do Bugres, enquanto outros já aguardam a chegada do corpo do ex-deputado no município. O primeiro-secretário da Assembléia, deputado José Riva (PP), por exemplo, está em Juína e, de lá, segue direto para Barra do Bugres, onde residia Barbour.

(Atualização às 12h15) - Corpo segue para Barra 

    O corpo segue neste momento para Barra do Bugres. Por cerca de três horas foi velado no saguão da AL, onde um dos auditórios recebe o nome do ex-deputado. Neste mesmo saguão, foi velado no ano passado o corpo do ex-governador Dante de Oliveira.

(Atualização às 13h20) - AL cancela programação

     Os deputados cancelaram quatro eventos da AL programados para esta segunda, para acompanhar o corpo do ex-deputado até Barra do Bugres. O deputado Carlos Avallone (PSDB) foi o único que preferiu ficar por causa de uma audiência pública que vai tratar da questão educacional de Cuiabá, agendada para as 14h. Já os outros seguiram para a cidade de Barbour e devem ficar lá até o momento do enterro, previsto para as 17h. Antes disso, o corpo será velado no Ginásio Arlindo Buck.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • MARILDES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    FOI UMA GRANDE PERCA O CENARIO POLITICO PERDE UM GRANDE HOMEM,ELE ERA UM LUTADOR,PREOCUPADO COM SEU ESTADO,SEMPRE VISANDO O BEM DA MAIORIA.AQUI PRA NOSSA CIDADE ELE FEZ MUITO,VAI FICAR UMA GRANDE SAUDADE,UM ENORME ESPAÇO VAZIO.MINHAS CONDOLENCIAS AOS FAMILHARES

  • João Batista Menezes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Mato groso e, principalmente, Barra do Bugres perde um grande homem empreendedor e político. Renê, com muito trabalho, escreveu sua história na galeria dos disbravadores deste Estado. Fica aqui minhas condolências à família Barbour.

  • Joselia Ferreira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Um saudoso adeus ao querido Rene Barbour.

  • josé pedro ferreira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eternamente em nosso pensamento dep sempre. Rene Barbour, com certeza fez a diferença ninguem e lider por acaso, esse nasceu lider, perdemos não somente um deputado mais acima de tudo um amigo de todas as horas com sentimento humano, um lider que não fazia oposição radical, sempre em busca de um diálago para o bem do estado e da comunidade, com certeza um arquiteto de qrande quilate na politica de MT.

  • Francisco Guarnieri | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Rene Barbour foi um exemplo de homem publico amigo companheiro conselheiro cinsero e acima de tudo muito honesto um homem realizado por suas virtudes e nos deixara muita saudades como pessoa como homem publico! barra e mt perde com sua partida para com Deus!

  • ezequiel roque abatti zico | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    adeus a o nosso penta campeao na politica sua paciencia fez chegar a onde chegou adeusfica aqui mimhas condolencias a familia barbour

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não tive convívio pessoal com o dep Rener Barbour mais a sua história de luta e empreendedorismo,no campo político e empresarial,certamente retrata uma das mais belas biografias do Estado que ele escolheu para viver e criar a sua ilustre família por isso fica registrado os meus sinceros pêsames e que a sua alma encontre o descanso eterno.

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

Morre mais um pastor da Assembleia

pastor jose alves de jesus 400   A Covid-19 transforma mais um pastor da Igreja Assembleia de Deus em vítima fatal. Morreu nesta terça José Alves de Jesus (foto), que presidia há vários anos o Campo Eclesiástico Autônomo da Igreja de Primavera do Leste e região. Ele estava hospitalizado com o...

Mauro e os "cabeças chatas" do CE

mauro mendes 400   O governador Mauro Mendes está disposto a conhecer a experiência da  educação pública  do Ceará, que há anos apresenta os melhores índices no Ideb e é orgulho dos irmãos Ciro e Cid Gomes, ex-prefeitos de Sobral e ex-governadores. Até pretende...

Seduc e microônibus para municípios

alan porto 400 curtinha   A secretaria estadual de Educação, sob Alan Porto (foto), tem buscado parcerias com prefeituras para construir quadras poliesportivas, laboratórios de informática e escolas, além de ampliar salas de aula, adquirir ares condicionados e microônibus escolares, de modo a atender...

Emanuel é quem mais realizou obras

emanuel pinheiro 400 curtinha   Um levantamento da empresa Percent Pesquisa & Consultoria, feita em Cuiabá entre os últimos dias 13 e 14, destaca que, na percepção de 49% dos cuiabanos, o prefeito reeleito Emanuel Pinheiro (foto) foi o que mais fez obras e serviços. Em segundo lugar, com 19,8%, é citado...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.