Últimas

Quinta-Feira, 18 de Junho de 2009, 08h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

CÁCERES

MP aciona Henry por omitir sociedade de empresas de água

  Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Prefeito cassado de Cáceres Ricardo Henry, ex-sócio de empresas que faturam com exploração de águas e esgoto em vários municípios, já figura como réu em ação por falsidade e será interrogado na próxima 2ª

  Uma semana depois do RDNews denunciar e apresentar documentos que revelam que o ex-prefeito Ricardo Henry (PP) foi sócio de seis empresas com o primeiro nome da razão social "Águas" na exploração milionária dos serviços de água e esgoto de 6 municípios, o promotor Allan Sidney do Ó Souza, da 6ª Zona Eleitoral de Cáceres, ingressou com denúncia contra o irmão do deputado federal Pedro Henry. Acusa o progressista de falsidade. O juiz eleitoral Adauto dos Santos Reis recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público e já marcou a data do interrogatório. Será na segunda (22), às 12h. Assim, o ex-prefeito reeleito no ano passado mas cassado por crimes eleitorais passa a ser processado.

  Tido como braço-financeiro do irmão-deputado, Ricardo entrou como sócio de seis empresas com o nome de "Águas". Tratam-se de concessionárias que faturam por explorar serviços de água e esgotamento sanitário em Vera, Marcelândia, Santa Carmem, Peixoto de Azevedo, União do Sul e Juscimeira. Em meio a uma série de alterações contratuais, Ricardo Henry foi se desvinculando oficialmente das empresas. No município de Vera, por exemplo, ele era sócio de Águas de Vera. A concessão é de 30 anos. O contrato especifica até a previsão de faturamento neste período: R$ 76,5 milhões. Essas concessões milionárias chamaram atenção do MPE depois que o site-blog revelou documentos numa série de matérias acerca do assunto - confira aqui, aqui e aqui e aqui.

   No último dia 25, o promotor Allan Sidney ingressou com denúncia contra Ricardo Henry. Entende que, com base nos documentos já em seu poder, o ex-prefeito omitiu em documento público declaração que dele deveria constar para fins eleitorais. "O denunciado omitiu a verdade sobre fato juridicamente relevante, formalmente em sua declaração de Imposto de Renda, exercício 2004, ano-calendário 2003, cuja entrega era pré-requisito para sua candidatura a eleição de prefeito", escreve o promotor. O MPE constatou que, de fato, Ricardo Henry não declarou ao Fisco a existência da empresa Heval Construtora e Incorporadora e Administradora Ltda, que entrou em atividade em março de 1996 e que tem o ex-prefeito como um dos sócios-administradores. O promotor também revela que Henry não declarou à Receita a sociedade da empresa Águas de Vera, Abastecimento e Distribuição Ltda, a qual teve início em fevereiro de 2005, quando este já era prefeito de Cáceres.

  • Veja aqui a íntegra do contrato entre a empresa de Henry e a Prefeitura de Vera

   Outra acusação é de que Henry omitiu à Receita uma dívida que tinha com a Fazenda Nacional de R$ 12,3 mil, valor estimado à época. No âmbito da Justiça Eleitoral, esse novo processo deve complicar ainda mais a situação jurídica de Ricardo Henry, que se reelegeu nas urnas do ano passado com 522 votos de frente sobre o ex-prefeito Túlio Fontes (DEM), mas acabou cassado em dois processos por prática de crimes eleitorais. Hoje o município está sob o democrata.

  • Confira aqui a íntegra da denúncia do MPE contra o ex-prefeito Henry

Ex-prefeito admite que era cotista minoritário e diz que não existe ato de ilegalidade

 Em comunicado endereçado ao RDNews acerca da polêmica de sua sociedade com empresas de concessão de água e esgoto, o ex-prefeito cacerense Ricardo Henry acusa o site-blog de promover campanha para denegrir e difamar o seu nome e de sua família. "Sou empresário radicado em Cáceres há 25 anos. Nesta cidade constitui família, minha esposa e meu filho é natural daqui e toda a nossa capacidade de realização em empreendimentos estão em Cáceres", escreve Henry. Em seguida, ele observa que, como qualquer empresário, procurou investir em outros mercados e se associou à Construtora Nascimento.

  Enfatiza que foi cotista minoritário das companhias. Garante, porém, que em 1995 todas as cotas foram negociadas e vendidas ao empreendimento majoritário. Na nota, Ricardo Henry faz uma revelação que, para o MPE, é contraditória. Ele assegura que todas as cotas constituídas estão especificadas em seu imposto de renda. "Não existe nenhum ato de ilegalidade", garante o ex-prefeito, ao fazer referência às empresas Águas de União do Sul Ltda, Águas de Santa Carmem, Águas de Vera e Distribuição Ltda, Águas de Marcelândia Ltda, Águas de Juscimeira Ltda, e Águas de Peixoto de Azevedo S/A.

  • Aqui a carta-resposta de Henry sobre sociedade em concessionárias de água e esgoto

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • Arthur | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha só o absurdo, que chegamos pessoas esclarecidas defendendo a corrupção ou seja os Henry...... e ainda culpando o Dr Alan de fazer valer a justiça .... é por estas e outras atitudes de promotores igual ao Dr Alan é que acreditamos que a justiça ainda prevalecerá sobre a corrupção, ou então como educaremos nossos filhos.

    Parabéns Dr. Alan , Cáceres sentirá falta das suas atitudes ....... Só para alertar os curruptos de Cáceres, a substituta do Dr. Alan tem o mesmo perfil, ou seja fiscalizar a Gestão do Dinheiro Publico.

  • João do Junco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Sr Promotor deveria se preocupar com coisas muito mais relevantes ao invéz de ficar exumando cadáveres cujo objetivo é de apenas e tão somente abastecer a opinião pública de inverdades de caráter meramente eleitoreiros.
    Por que será que ele não vai buscar os resultados de uma viagem internacional, pra Europa, realizada pelo Sr. TULIO FONTES, com objetivos sabe-se lá de que??
    O que foi fazer na Europa o Sr TULIO FONTES???
    Será que a prefeitura de Cáceres está tão rica assim, a ponto de patrocinar esse turismo desmedido e irresponsável???
    Ora Ora, Sr Promotor, ocupe seu tempo de forma mais corente, busque resultados praticos pra justificar seu gordo salário, não tente enganar o povo com mesquinharias.
    Romilson, POR FAVOR, PUBLIQUE, SEJA IMPARCIAL.

  • José Pedro Soluza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E a Àguas de Primavera também não está no pacote?

  • Rafael costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na realidade quando é que nós vamos ver este cara na cadeia,porque históricamente a gente sabe que lugar de quem comete crimes com os irmãos Henrys cometeram,o lugar deles é na cadeia...quando é????

  • Carlos Santana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Pedro do Junco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O joão do junco parece que mordia nas tetas da prefeitura durante a era henry. Não é possível que ele não entenda que coisas erradas foram feitas e o MP está certo porque a lei é pra todos. Não é a toa que o ex-prefeito henry foi cassado já várias vezes na justiça.
    Ele fala também que o atual prefeito túlio foi viajar pra europa. Mas toda a cidade sabe que o prefeito túlio foi na itália pra tentar restabelecer a parceria que havia com os italianos que estavam mandando creches de graça pra cáceres. E ainda foi com autorização da cãmara municipal e por sua conta própria.
    conselho: João tá na hora de parar de espernear e se não quer ajudar pelo menos não tente atrapalhar as melhorias que já estão acontecendo na cidade. seja positivo.

  • Ederson De Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Dr Paulo Khalil Mustafa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Me causa preocupação ver o Sr Promotor dar tanta publicidade aos seus atos, sempre que os mesmos são para detonar um certo grupo politico de Cáceres. parece que a imparcialidade do Ministerio publico eleitoraral naquele municipio, representado pelo Sr Allan do Ó, fica descartada e na contra mão da justiça, tornando-se um instrumento de apôio escancarado ao grupo que assumiu a prefeitura de Cáceres.
    A Corregedoria do Ministerio Publico precisa ficar atenta a isso, não pode deixar esse importante instrumento de promoção da justiça, se transformar num comitê politico partidário.

  • Marcelo Costa Figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Promotor Alan do ÓÓÓÓÓÓ, é TULISTA rôxo.
    Falar mal do Tulio Fontes perto dele é o mesmo que chamar pra briga, que o diga o Sr Fernandes que congrega com ele na Igreja Plesbiteriana.
    O Promotor defende com unhas e dentes seu pupilo e afilhado.

  • João Batista de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pena que o Dr. Alan Sidney do Ó Souza foi promovido e assim, ter ido embora de Cáceres. Se todos os membros do MPE fossem honestos e tementes a Deus como é o Dr. Alan, nós teríamos de fato, não um município mais justo, mas um país muito melhor. Dr. Paulo Khalil, o Sr. sabe que estes processos não correm em segredo de justiça e por isso, dar publicidade aos atos do MP significa dar transparência, e a publicidade foi dada no judiciário onde foi recebida a denúncia do MP. O Sr. João do Junco fala que não se deve exumar cadáveres, pensando dessa forma os crimes que forem descobertos mas que já estiverem no passado, mesmo que recente como foi o caso das concessões de água, não deveriam ser mais investigados e os autores dos delitos punidos. Isso é um absurdo!
    Puxar saco dos Henrys, tudo bem, mas Sr. João do Junco, não exagere, isso pega mal!

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.